Dinka

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Dinka
População total

1.500.000 pessoas

Regiões com população significativa
Sudão do Sul[1] 2.730.000
Línguas
Língua dinka
Religiões
maioria cristã minoria islâmica animismo
Grupos étnicos relacionados
Nilotas

Os dinkas (em dinka: muonyjang, plural jieng) são um grupo étnico do Sudão do Sul, habitando a região do Bahr al-Ghazal, Junqali e partes do Cordofão do Sul e do Alto Nilo.[1] São majoritariamente um povo agropastoril, praticando o pastoreio de gado em campos ribeirinhos durante a estação seca e plantam milheto e outras variedades de grãos em acampamentos fixos, durante a estação das chuvas.

Estima-se que a população total esteja por volta dos dois milhões de pessoas, constituindo cerca de 20% da população do país.[2] São o maior grupo étnico do Sudão do Sul.[1]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • Dinka. Fotos de Carol Beckwith e Angela Fisher.

Referências

  1. a b c James Copnall (19 de dezembro de 2013). Tangled Web of South Sudan Politics Spells Bleak Future Africa News – BBC. Visitado em 19 de agosto de 2014.
  2. Emerson Penha. Correspondente da EBC narra detalhes da detenção e expulsão do Sudão do Sul. Visitado em 7 de março de 2013.


Ícone de esboço Este artigo sobre etnologia ou grupos étnicos é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.