Diocese de Assis-Nocera Umbra-Gualdo Tadino

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Diocese de Assis-Nocera Umbra-Gualdo Tadino
Diœcesis Assisiensis-Nucerina-Tadinensis
Localização
País Itália
Arquidiocese Metropolitana Arquidiocese de Perugia-Città della Pieve
Estatísticas
Área 1.142 km²
Informação
Rito Romano
Criação da Diocese Século III
Padroeiro São Rufìno
Governo da Diocese
Bispo Domingos Sorrentino
Jurisdição diocese

A Diocese de Assis-Nocera Umbra-Gualdo Tadino (Dioecesis Assisiensis-Nucerina-Tadinensis) é uma circunscrição eclesiástica da Igreja Católica na Itália, pertencente à Província Eclesiástica da Úmbria e à Conferenza Episcopale Italiana, sendo sufragânea da Arquidiocese de Perugia-Città della Pieve.

A Sé episcopal está na Catedral de São Rufino, em Assis.

Território[editar | editar código-fonte]

A diocese inclui as cidades de Assisi, Nocera Umbra e Gualdo Tadino. O território é dividido em 63 paróquias.

Assis é muito conhecida por ser a cidade natal de São Francisco de Assis e Santa Clara de Assis, todos os lugares que têm algo à ver com eles, estão transformados em santuários. Entre outros tem a Basílica de Santa Maria dos Anjos, construida por Papa Pio V no modelo da Basílica de São Pedro, acima da pequena Igreja da Porciúncula, lugar onde São Francisco faleceu e berço dos Franciscanos.

O corpo do santo agora está na Basílica de São Francisco de Assis, de quem foi colocada a primeira pedra em 25 de julho 1228 por Papa Gregório IX e consagrada por Papa Inocêncio IV; a Basílica é feita por três santuários e é uma das primeiras igrejas em estilo Gótico na Itália.

Outras Igrejas[editar | editar código-fonte]

A Igreja Nova construida acima da casa natal de São Francisco de Assis por Filipe III de Espanha em 1615.

A Basílica de Santa Clara, construida no Século XIII, onde repousa o corpo da Santa, fundadora, junto com São Francisco de Assis, das Clarissas.

O Convento de São Damião, de quem Santa Clara de Assis foi Abadessa, fica na parte alta da Cidade.

Historia[editar | editar código-fonte]

A Diocese foi erguida no Século III.

Muitos bispos da Diocese, no tempo à seguir, participaram aos vários Concílios. Em 659 Papa Martinho I solicitou a presença do Bispo Aqulino em Laterano para contrastar o Monotelismo.

O Bispo Hugo (1036-1050) transferiu a catedral na Igreja de São Rufino. Desde este santo até 2005, provavelmente 96 bispos forma titulares da Diocese, mas em alguns casos não tem noticias certas.

O Bispo José Plácido Nicolini, na época da ocupação alemã, protegeu mais de 300 Judeus, por isso em Yad Vashem é homenageado como Justo entre as nações.

Em 30 de setembro 1986 a diocese foi unida com aquela de Nocera Umbra-Gualdo Tadino, que já forma unidas em 1915.

Cronologia dos Bispos do Século XX[editar | editar código-fonte]

Bispos de Assis-Nocera Umbra-Gualdo Tadino[editar | editar código-fonte]