Diocese de Jesi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde janeiro de 2012)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde janeiro de 2012).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Wikitext.svg
Este artigo ou seção precisa ser wikificado (desde janeiro de 2012).
Por favor ajude a formatar este artigo de acordo com as diretrizes estabelecidas no livro de estilo.

A Diocese de Jesi (em latim: Dioecesis Aesina) é uma diocese italiana situada em Jesi.

A diocese de Jesi é um bispado da Santa Igreja Católica Apostólica Romana dependente da arquidiocese de Ancona-Osimo e integrante da região eclesiástica da Marca.O território diocesano restringe-se à cidade de Jesi e é constituído de 41 paróquias.A população de Católicos é de 97,7%.

Segundo a tradição a Igreja de Jesi (Iesi,Ancona) teve início ao raiar do século IV embora os achados arqueológicos mais antigos reportem aos séculos VI-VII.São muito escassas as notícias sobre a diocese e seus bispos até aproximadamente o ano 1000.O bispo de Jesi foi senhor feudal da cidade até o final do século XIII.Uma nova catedral foi construída de 1218-1238.O imperador Frederico II do Sacro Império Romano Germânico nasceu em Jesi em 1194.Após a perda do poder feudal, os bispos de Jesi limitaram-se a apaziguar os ânimos entre as diversas facções que disputavam o poder na cidade.O concílio Tridentino e suas resoluções foram aplicadas de modo admirável em Jesi e no século XVIII a diocese teve renovada a sua estrutura sacra notadamente com a nova catedral.A revolução Francesa destruiu muito do conquistado em séculos anteriores além de exilar o bispo de Jesi para Milão.Após este período nefasto a diocese voltou a recobrar seus pertences e sua ação pastoral junto aos habitantes de Jesi.Porém o movimento ressurgimento de Itália foi adversário duro e difícil contra os bispos de Jesi.Atualmente os grandes desafios são os conflitos sociais e a escassez de vocações religiosas.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Literatura[editar | editar código-fonte]

  • LE CHIESE D´ ITÁLIA:DALLA LORO ORIGENE SINO AI NOSTRI GIORNI, OPERA DI GIUSEPPE CAPPELLETTI,PRETE VENEZIANO.Tomo VII,p. 271-320 (Veneza,1848) (em italiano) =DISPONÍVEL EM http://books.google.com.br/
  • SERIES EPISCOPORUM ECCLESIAE CATHOLICAE(=SEEC),por PIUS BONIFACIUS GAMS (O.S.B).Volume I,p. 700-701,”JESI(AESIUM)”.Edição de 1931, por editora VERLAG KARL W.HIERSEMANN (LEIPZIG,ALEMANHA).(em latim)
  • FONTE ONLINE OBRIGATÓRIA PARA OS BISPOS PÓS-1885(A OBRA SEEC VAI ATÉ 1885): http://www.catholic-hierarchy.org/diocese/djesi.html