Diocese de Plasencia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Diocese de
Plasencia
Diœcesis Placentin(us) in Hispania
Localização
País Espanha
Arquidiocese Metropolitana Arquidiocese de Mérida-Badajoz
Estatísticas
Área 10 000 km²
Informação
Rito Romano
Criação da Diocese 1189
Padroeiro Santa Florentina[1]
Governo da Diocese
Bispo Amadeo Rodríguez Magro
Jurisdição Diocese
Contactos
Endereço Plaza de la Catedral s/n, 10600 Plasencia, España
Página Oficial www.diocesisplasencia.org
E-mail seminario@diocesisplasencia.org
Fachada principal da Catedral Nova de Plasencia.

A diocese de Plasencia é uma das dioceses católicas em que está dividida Espanha. É composta de 15 arciprestados.[2] Até 1851 pertenceu à arquidiocese de Santiago de Compostela, tendo passado então para a arquidiocese de Toledo. Em 1994 foi integrada na arquidiocese de Mérida-Badajoz, aquando da criação desta.[3]

A sede episcopal encontra-se na cidade de Plasencia, na província de Cáceres, comunidade autónoma da Estremadura.

O bispo atual (2010), Amadeo Rodríguez Magro, foi nomeado pelo papa João Paulo II a 13 de julho de 2003.[4] [5]

História[editar | editar código-fonte]

A diocese foi erigida canonicamente em 1189 pelo papa Clemente III, por insistência do rei Afonso VIII de Castela, que tinha fundado a cidade em 1186. Embora a bula original já não exista, o texto integral encontra-se num documento de 14 de novembro de 1221 do papa Honório III, no qual se confirma a criação do bispado.

Há duas dois dados históricos relevantes dessa época — em junho de 1188 o papa Clemente III solicita a Pedro Tajador, arcediago de Plasencia, que submeta todos os placentinos à autoridade da diocese de Ávila; em 1 de junho de 1190 assina uma ordem do rei Afonso VIII nomeando D. Bricio como bispo de Plasencia.

A diocese tinha então jurisdição sobre Béjar, Medellín y Trujillo[3] e pertencia

Território[editar | editar código-fonte]

Na atualidade (2010), a diocese tem jurisdição sobre mais de 10 000 km², cuja população é de 274 156 habitantes e que inclui territórios de três províncias espanholas:[2] [3]

Arciprestados da diocese de Plasencia[3]
Nome Paróquias População Párocos
Béjar 14 19 399 10
Cabezuela del Valle 10 11 829 6
Casatejada 16 9 123 9
Don Benito 17 46 911 16
Fuentes de Béjar 16 4 407 5
Hervás 11 8 288 7
Jaraíz de la Vera 12 13 829 8
Jarandilla de la Vera 10 15 444 7
Logrosán 11 10 547 7
Miajadas 15 18 902 9
Mirabel 9 11 243 4
Navalmoral de la Mata 12 31 081 12
Navalvillar de Pela 11 14 873 7
Plasencia 13 38 163 18
Trujillo 19 20 117 12

Bispos de Plasencia[editar | editar código-fonte]

Nome[6] Data de nomeação Transferência ou falecimento Transferido para
Bricio 1190 1212
Domingo 1212 1232
Adán 1234 1262
Simón (ou Jimeno) 1263 1268
Pedro Fernández 1269 1271
Pedro el maestro 1272 1284
Juan Alfonso 1285 1290
Diego 1290 1295
Domingo 1295 1326
Juan 1 de agosto de 1329 26 de outubro de 1330
Jimeno 26 de outubro de 1330 1332
Benito 1332 1343
Sancho 12 de maio de 1344 12 de maio de 1355
Nicolás 16 de maio de 1356 1362
Juan Guerra 7 de julho de 1364 3 de novembro de 1372
Pedro de Manso 3 de setembro de 1372 1373
Martín 1373 5 de outubro 1375
Pedro 5 de outubro de 1375 18 de outubro de 1401
Vicente Arias Balboa 30 de julho de 1403 29 de julho de 1414
Gonzalo de Estúñiga 18 de dezembro de 1415 1422 bispo de Jaén
Fray Diego de Bedán 2 de outubro de 1422 1423
Gonzalo de Santa María 2 de julho de 1423 1446 bispo de Sigüenza
Juan Carvajal (Cardeal) 10 de julho de 1446 6 de dezembro de 1469 bispo de Sigüenza
Rodrigo de Ávila 29 de janeiro de 1470 fevereiro de 1492
Gutierre Álvarez de Toledo 27 de junho de 1496 28 de agosto de 1506 arcebispo de Sevilha
Gómez de Toledo y Solís 22 de dezembro de 1508 1521
Bernardino López de Carvajal y Sande 20 de agosto de 1521 13 de dezembro de 1523
Gutierre de Vargas y Carvajal 1524 27 de abril de 1559
Pedro Ponce de León 26 de janeiro de 1560 15 de janeiro de 1573
Martín de Córdoba y Mendoza 4 de junho de 1574 10 de junho de 1578
Francisco Tello de Sandoval 14 de dezembro de 1578 8 de julho de 1580
Andrés de Noroña 11 de novembro de 1581 3 de agosto de 1586
Juan Ochoa de Salazar 7 de agosto de 1587 9 de março de 1594
Pedro González de Acebedo 5 de dezembro de 1594 20 de novembro de 1609
Enrique Enríquez 21 de junho de 1610 21 de janeiro de 1622
Sancho Dávila Toledo 11 de julho de 1622 5 de dezembro de 1625
Francisco Hurtado de Mendoza y Rivera 27 de janeiro de 1627 1630
Cristóbal de Lobera y Torres 2 de dezembro de 1630 22 de outubro de 1632
Plácido Pacheco 18 de julho de 1633 7 de outubro de 1639
Diego de Arce y Reinoso 8 de outubro de 1640 10 de dezembro de 1652
Juan Coello de Sandoval 11 de dezembro de 1652 13 de setembro de 1655
Francisco Guerra 3 de abril de 1656 3 de dezembro de 1657
Luis Crespi de Borja 2 de setembro de 1658 10 de abril de 1663
Alfonso Enríquez 28 de janeiro de 1664 19 de novembro de 1664
Diego Riquelme y Quirós 23 de fevereiro de 1665 13 de maio de 1668
Diego Sarmiento de Valladares 17 de setembro de 1668 26 de abril de 1677
Juan Lozano 26 de abril de 1677 3 de julho de 1679
Juan Herreros Jaraba 17 de março de 1681 27 de abril de 1681
José Jiménez de Samaniego 24 de maio de 1683 14 de julho de 1692
Juan de Villacé y Vozmediano 13 de abril de 1693 9 de abril de 1694
José González 24 de janeiro de 1695 9 de dezembro de 1698
Bartolomé de Ocampo 1 de junho de 1699 22 de setembro de 1703
José Gregorio de Rojas 7 de abril de 1704 4 de novembro de 1709
Bartolomé Cernuda 22 de maio de 1713 15 de março de 1715
Francisco de Perea y Porras 23 de setembro de 1715 3 de julho de 1720
Francisco Laso de la Vega 28 de maio de 1721 14 de julho de 1728
Pedro Manuel Dávila 19 de dezembro de 1738 25 de junho de 1742
Plácido Bayle y Padilla 26 de novembro de 1742 22 de janeiro de 1747
Francisco Antonio de Bustamante 30 de junho de 1747 27 de julho de 1749
José Cornejo 23 de fevereiro de 1750 4 de novembro de 1755
Pedro Gómez de la Torre 24 de maio de 1756 3 de agosto de 1759
Juan Francisco Manrique 21 de abril de 1760 17 de janeiro de 1765
Francisco Antonio de Lorenzana 5 de junho de 1765 14 de abril de 1766 arcebispo do México
José González Laso 21 de julho de 1766 24 de janeiro de 1803
Lorenzo Igual de Soria 8 de agosto de 1803 15 de setembro de 1814
Antonio Carrillo maioral 14 de abril de 1815 18 de março de 1826
Cipriano Várela du Croix 27 de setembro de 1826 13 de março de 1848
José Ávila y Lamas 22 de janeiro de 1853 19 de setembro de 1857
Bernardo Conde y Corral 14 de março de 1858 11 de maio de 1863
Gregorio María López Zaragoza 17 de março de 1864 3 de maio de 1869
Pedro Casas y Souto 23 de fevereiro de 1876 25 de julho de 1906
Francisco Jarrín y Moro 6 de maio de 1907 3 de novembro de 1912
Manuel Torres y Torres 24 de dezembro de 1913 3 de julho de 1914
Ángel Regueras López 24 de setembro de 1915 4 de maio de 1924
Justo Rivas Fernández 15 de agosto de 1925 16 de julho de 1930
Feliciano Rocha Pizarro 3 de março de 1935 16 de agosto de 1945
Juan Pedro Zarranz y Pueyo 10 de maio de 1946 14 de novembro de 1973
Antonio Vilaplana Molina 31 de outubro de 1976 15 de março de 1987
Santiago Martínez Acebes 6 de março de 1988 20 de dezembro de 1992
Carlos López Hernández 15 de maio de 1994 9 de janeiro de 2003
Amadeo Rodríguez Magro 31 de agosto de 2003 Na atualidade (2010)

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

No final de 2004 havia 266 724 batizados numa população total de 272 654, ou seja 97,8% do total.

ano população sacerdotes religiosos paróquias
batizados total % total clero
secular
clero
regular
batizados por
sacerdote
sexo masculino sexo femenino
1950 334 000 335 000 99,7 225 200 25 1 484 45 450 168
1970 325 000 325 000 100,0 307 261 46 1 058 111 665 166
1976 310 000 310 000 100,0 228 188 40 1 359 70 532 204
1990 268 000 273 100 98,1 200 170 30 1 340 49 466 201
1999 271 646 273 687 99,3 201 170 31 1 351 44 416 201
2000 270 915 271 720 99,7 210 166 44 1 290 56 419 201
2001 271 026 274 644 98,7 189 158 31 1 434 51 406 201
2002 270 494 274 561 98,5 204 173 31 1 325 48 433 201
2003 270 463 275 793 98,1 180 172 8 1 502 27 435 201
2004 266 724 272 654 97,8 179 171 8 1 490 38 408 201

Referências

  1. Wikisource-logo.svg "St. Florentina" na edição de 1913 da Catholic Encyclopedia (em inglês)., uma publicação agora em domínio público.
  2. a b Texto inicialmente baseado na tradução do artigo «Diócesis de Plasencia» na Wikipédia em espanhol (acessado nesta versão).
  3. a b c d e Diócesis de Plasencia (flash). www.diocesisplasencia.org. (em espanhol)
  4. Diocese of Plasencia. Giga-Catholic Information (2010-01-30). Página visitada em 2010-02-09. (em inglês)
  5. Cheney, David M.. Diocese of Plasencia. Catholic-Hierarchy. (em inglês)
  6. Tabela baseada na tradução do artigo «Anexo:Obispos de Plasencia» na Wikipédia em espanhol (acessado nesta versão).

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Igrejas de Plasencia