Diocese de Roma

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Diocese de Roma
Dioecesis Urbis
Diocese
Emblem of the Papacy SE.svg
Atual Bispo:
Papa Francisco

Atual cardeal vigário: Cardeal Vigário Agostino Vallini
População: 2,454,000 católicos
Padroeiro: São Pedro e São Paulo
Catedral: São João de Latrão
Primeiro Chefe: São Pedro
Formação da diocese: Século I
Website: [1]

A Diocese de Roma (em latim: Diœcesis Urbis ou Diœcesis Romana; em italiano: Diocesi di Roma), também conhecida como Santa Sé, Sé Apóstolica, Sé de Pedro ou Igreja de Roma é uma diocese da Igreja Católica, em Roma, Itália.[1] A diocese é a sede do bispo de Roma ou Papa, que é o Sumo Pontífice e chefe da Igreja Católica. Fundada no século I, sendo o administrador atual o Papa Francisco, eleito em 13 de março de 2013.

Bispo[editar | editar código-fonte]

O bispo da Diocese de Roma, é apontado como o sucessor de São Pedro e devido à isto, ele tem uma série de títulos:

Origens[editar | editar código-fonte]

A melhor evidência disponível para as origens da igreja romana é a Epístola aos Romanos de São Paulo. Isso indica que a igreja foi estabelecida, provavelmente pelo início da década de 40, e que São Pedro tornou-se associado a esta igreja em algum momento entre os anos 58 e início dos anos 60,[3] sendo que:

Os anos finais do primeiro século e os primeiros anos do segundo constituem o "período pós-apóstolico", tal como refletido nos escritos extrabíblicos de Clemente de Roma e Inácio de Antioquia. Assim, a igreja em Roma estava exercendo uma pastoral que se estendeu além de sua própria comunidade, tendo substituído Jerusalém como o centro prático da Igreja universal crescente. Apelos foram feitos para Pedro e Paulo, com quem a igreja romana foi mais identificada.[3]

Diocese[editar | editar código-fonte]

O território da diocese abrange todo o Estado do Vaticano e a cidade de Roma. As duas partes da diocese são administradas por dois vigários do Papa:

A diocese abrange um território de 881 quilômetros quadrados,[5] contendo 341 paróquias, dos quais 337 estão ativas. Há 336 paróquias na cidade de Roma[6] e uma, a Paróquia de Santa Ana, na Cidade do Vaticano.[7] A diocese tem 238 cardeais, e 1187 clérigos romanos.[8]

Arquidiocese[editar | editar código-fonte]

Sé suburbicária[editar | editar código-fonte]

Seis das dioceses da Província Romana tem o título de “suburbicárias” (Latim sub urbe, com o significado de "assunto para a cidade [de Roma]"). Cada diocese suburbicária tem uma Cardeal-bispo que a preside:

  1. Óstia (o seu Cardeal Bispo é eleito Decano do Colégio dos Cardeais).
  2. Porto-Santa Rufina
  3. Albano
  4. Frascati
  5. Palestrina
  6. Sabina-Poggio Mirteto
  7. Velletri-Segni

Lista de sufragâneas[editar | editar código-fonte]

Há também outras dioceses ligadas à Sé Metropolitana de Roma:

Lista de bispos[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Catholic Encyclopedia article: Rome
  2. CNS News article
  3. a b McBrien, The Church (New York: HarperOne, 2008) cf pp 6, 45
  4. Canon 475. 1983 Code of Canon Law. Página visitada em 2007-12-03.
  5. Entry at catholic-hierarchy.org.
  6. List of Parishes in the Vicariate.
  7. Homily of John Paul II to St. Anne's Parish.
  8. Diocesan website, listing of personnel.

Ver também[editar | editar código-fonte]


Bandeira do Vaticano Arquidioceses da Itália Bandeira da Itália
Agrigento | Ancona-Osimo | Bari-Bitonto | Benevento | Bolonha | Cagliari | Campobasso-Boiano | Catânia | Catanzaro-Squillace | Chieti-Vasto | Cosenza-Bisignano | Fermo | Florença | Foggia-Bovino | Génova | Gorizia | L'Aquila | Lecce | Messina-Lipari-Santa Lucia del Mela | Milão | Módena-Nonantola | Nápoles | Oristano | Palermo | Perugia-Città della Pieve | Pesaro | Pescara-Penne | Pisa | Potenza-Muro Lucano-Marsico Nuovo | Ravena-Cervia | Reggio Calabria-Bova | Roma | Salerno-Campagna-Acerno | Sassari | Siena-Colle di Val d'Elsa-Montalcino | Siracusa | Taranto | Turim | Trento | Udine | Veneza | Vercelli