Diogo Inácio de Pina Manique

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Diogo Inácio de Pina Manique.

Diogo Inácio de Pina Manique (Lisboa, 3 de Outubro de 173330 de Junho de 1805)[1] foi um magistrado português.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Formado em Leis pela Universidade de Coimbra, ocupou diversos cargos, antes de ser designado Intendente-Geral da Polícia. Foi juiz do crime em diversos bairros de Lisboa, superintendente-geral de Contrabandos e Descaminhos, desembargador da Relação do Porto, desembargador dos Agravos da Casa da Suplicação.

Homem da confiança de Sebastião José de Carvalho e Melo, só foi, no entanto, nomeado Intendente-Geral da Polícia depois da queda do Marquês de Pombal. Acumulou esse cargo com os de desembargador dos Agravos da Casa da Suplicação, contador da Fazenda, superintendente-geral de Contrabandos e Descaminhos e fiscal da Junta de Administração da Companhia Geral de Comércio de Pernambuco e Paraíba.

Em 1781, começou a funcionar no Castelo de São Jorge, em Lisboa, a Casa Pia, fundada por Pina Manique e destinada inicialmente a recolher mendigos e órfãos.

Durante o reinado de D. Maria I, a sua acção como Intendente-Geral da Polícia orientou-se para a repressão das ideias oriundas da Revolução Francesa, designadamente através da proibição de circulação de livros e publicações, e da perseguição a diversos intelectuais, especialmente se maçons de quem ele culpava de terem conspirado a referida revolução[2] . A pedido de Napoleão Bonaparte, o regente D. João viu-se "obrigado" a demiti-lo em 14 de Março de 1803.

Faleceu dois anos depois de abandonar o cargo.

Um dos seus quatro filhos, Pedro António de Pina Manique Nogueira de Matos de Andrade, foi o 2.º Senhor de Manique do Intendente, 1.º Barão de Manique do Intendente e 1.º Visconde de Manique do Intendente.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Diogo Inácio de Pina Manique
  • Pina Manique (Diogo Inácio da), Portugal - Dicionário Histórico, Corográfico, Heráldico, Biográfico, Bibliográfico, Numismático e Artístico, Volume V, págs. 738-740, Edição em papel de João Romano Torres, em 1904-1915, Edição electrónica de Manuel Amaral, em 2000-2010
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.