Dioptria

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto.
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Dioptria é uma unidade de medida que afere o poder de vergência – ou refração – de um sistema óptico (m-1). Exprime a capacidade de um meio transparente modificar o trajeto da luz. Na Óptica, é a unidade de medida da potência de uma lente corretiva (popularmente conhecido como grau).

O termo foi proposto pelo oftalmologista francês Felix Monoyer em 1872, [1] [2] mas já havia sido usado por Johannes Kepler em seu manuscrito Dioptrice, de 1611, sobre a ótica dos telescópios.[3]

Para o olho humano, a distância focal é de aproximadamente f(norm) = 17 mm. Um olho míope (miopia do tipo axial) tem a mesma distância focal de um olho normal, mas, sendo mais longo, necessita de uma maior distância focal para que os raios luminosos convirjam sobre a retina.

Matematicamente, a dioptria é o inverso da distância focal, sendo este a metade do raio de curvatura: D = 1/F = 2/R.

Referências

  1. Monoyer F., Annales d'Oculistiques (Paris) 68:101 (1872)—proposed diopter notation. The term was coined by Johannes Kepler and was used for the title of his book Dioptrice, in which he laid out some fundamental concepts on geometric optics.
  2. Colenbrander, August. Measuring Vision and Vision Loss (PDF) Smith-Kettlewell Institute. Página visitada em 2009-07-10.
  3. Johannes Kepler (1571 - 1630, no site The Galileo Project
Ícone de esboço Este artigo sobre física é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.