Dipropilamina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Dipropylamine
Alerta sobre risco à saúde
Dipropylamine.png
Nome IUPAC N-propyl-1-propanamine
Outros nomes Di-N-propylamine
N, N-dipropylamine
Identificadores
Número CAS 142-84-7
PubChem 8902
Número EINECS 205-565-9
ChemSpider 8562
SMILES
InChI InChI=1/C6H15N/c1-3-5-7-6-4-2/h7H,3-6H2,1-2H3
Propriedades
Fórmula molecular C6H15N
Massa molar 101.190 g/mol
Aparência colorless liquid with ammonia odor
Densidade 0,74 g·cm-3[1]
Ponto de fusão

-40 °C [1] ou -63 °C[2]

Ponto de ebulição

105 °C[1] ou 110.7 °C[3]

Solubilidade em água soluble in water and ethanol, miscible with diethyl ether
Solubilidade solúvel em etanol,[4] [5] benzeno e acetato de etila [5]
miscível em éter dietílico[4]
Pressão de vapor 24 hPa (20 °C)[1]
Acidez (pKa) 11.00[6]
Índice de refracção (nD) 1,4049 (20 °C)[7]
Riscos associados
MSDS Oxford University
Índice UE Harmful (Xn), Corrosive (C), Highly Flammable (F)
Frases R R11 R20 R21 R22 R35
Frases S S16 S26 S36 S37 S39 S45[8]
Ponto de fulgor 17.4°C
Temperatura
de auto-ignição
280°C
LD50 0.2 - 0.4 g/kg, rats[3] ou 300 mg·kg-1 (rato, oral)[2]
Compostos relacionados
Aminas relacionados Dietilamina
Propilamina
Diisopropilamina
Dibutilamina
Compostos relacionados Éter dipropílico
Excepto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições PTN

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.


Dipropilamina é uma amina secundária representada com a fórmula (C3H7)2NH. É uma amina flamável, altamente tóxica e corrosiva. Ocorre naturalmente nas folhas do tabaco e artificialmente em resíduos industriais.[9] Exposição à dipropilamina pode causar excitação seguida de depressão, hemorragias internas, distrofia e várias irritações. [3]

Referências

  1. a b c d Registo de CAS RN 142-84-7 na Base de Dados de Substâncias GESTIS do IFA.
  2. a b Catálogo da Merck Dipropilamina acessado em 23 de fevereiro de 2010
  3. a b c Grushko, Ya. M. (1992), A. P. Kotlobye, ed., Handbook of Dangerous Properties of Inorganic and Organic Substances in Industrial Wastes, Boca Raton, FL: CRC Press, pp. 232, ISBN 0849393000, http://books.google.com/?id=Yl73OfrHAAIC&pg=PA232&dq=Dipropylamine, visitado em 2009-04-07 
  4. a b Lide, David R. (1998), Handbook of Chemistry and Physics (87 ed.), Boca Raton, FL: CRC Press, pp. 447, ISBN 0849305942 
  5. a b Di-n-Propylamine (OXEA Chemicals PRODUCT HANDLING GUIDE)
  6. Hall, H.K., J. Am. Chem. Soc., 1957, 79, 5441.
  7. Catálogo da Sigma-Aldrich {{{Nome}}} acessado em {{{Data}}}.
  8. Safety (MSDS) data for di-N-propylamine, Oxford University, http://msds.chem.ox.ac.uk/DI/di-N-propylamine.html, visitado em 2009-04-07 
  9. Philip H. Howard, ed. (2003), Fate and Exposure Data for Organic Compounds, 5, Boca Raton, FL: CRC Press, pp. 177–180, ISBN 087371976X, http://books.google.com/?id=7pt2KooggdsC&pg=PA177&dq=Dipropylamine, visitado em 2009-04-07