Dirk Bogarde

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Dirk Bogarde
Nome completo Derek Jules Gaspard Ulric Niven van den Bogaerde
Nascimento 28 de março de 1921
Londres,  Reino Unido
Morte 8 de maio de 1999 (78 anos)
Londres, Reino Unido
Ocupação Ator
BAFTA
Melhor ator
1963 The Servant
1965 Darling
IMDb: (inglês)

Sir Dirk Bogarde (Hampstead, Londres, 28 de março de 1921Londres, 8 de maio de 1999) foi um ator britânico de renome internacional. Na sua carreira, destacam-se as suas notáveis interpretações em filmes como The Servant, Darling, Accident, La caduta degli dei, Death in Venice, Il portiere di notte ou Providence.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Primogênito de uma família de ascendência holandesa e escocesa, Dirk Bogarde (cujo nome de batismo completo é Derek Jules Gaspard Ulric Niven van den Bogaerde) é natural de Londres, Inglaterra. Seu pai, Ulric van den Bogaerde, era editor de arte do jornal The Times e sua mãe Margaret Niven, atriz.
No princípio da carreira, Bogarde fazia valer-se da sua aparência física para desempenhar papeis românticos que fizeram grande sucesso em Inglaterra. Desse período, destacam-se os filmes da série "Doctor", onde interpretava o papel de Dr. Simon Sparrow.
A partir da década de 1960, Bogarde afastou-se do cinema popular, investindo sua carreira em filmes de arte, os quais julgava serem projectos mais desafiadores. Nesse período, esteve em filmes de autores como Joseph Losey, John Schlesinger e Luchino Visconti. Em 1971 atinge o expoente máximo da sua carreira de actor, ao interpretar a personagem de Gustav von Aschenbach em Death in Venice, baseado na obra homónima de Thomas Mann.
Apesar do sucesso que adquiriu na Europa, Bogarde nunca rendeu-se a Hollywood, tendo participado em pouco mais de duas produções estadunidenses, entre elas Song Without End, no papel de Franz Liszt. Sempre muito reservado no concernente a sua vida privada, sempre foi posta em questão sua orientação sexual, principalmente a partir da realização de Victim, filme de 1961, dirigido por Basil Dearden, no qual interpretava um advogado que após o suicídio de um jovem, passa a defender vítimas de uma rede chantagista cujo alvo preferencial são os homossexuais da alta sociedade londrina. Em 1939 conheceu o actor Anthony Forwood que, mais tarde, se tornaria o seu manager e companheiro de vida, com quem partilhou durante anos uma casa no sul de França.[1]
Em 1978, depois de filmar Despair, de Rainer Werner Fassbinder, decidiu interromper a carreira de ator para se dedicar inteiramente a outra das suas grandes paixões, a escrita. Na sua autobiografia, escrita em oito volumes, Bogarde apresenta uma visão desencantada da indústria cinematográfica, escrevendo que "o cinema é agora controlado por grandes empresas, sem rosto e sem alma, preocupando-se unicamente com os lucros; nunca com uma obra de arte…".[2]

Dirk Bogarde foi ordenado cavaleiro pela Rainha Elizabeth II em 1992. Ele morreu em casa, em Londres, no ano de 1999, ao sofrer um ataque cardíaco.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

No cinema[editar | editar código-fonte]

Na televisão[editar | editar código-fonte]

  • 1964: Hallmark Hall of Fame - episódio Little Moon of Alban (II)
  • 1966: Hallmark Hall of Fame - episódio Blithe Spirit
  • 1970: Upon This Rock
  • 1981: The Patricia Neal Story
  • 1986: May We Borrow Your Husband
  • 1987: The Vision

Prémios e nomeações[editar | editar código-fonte]

BAFTA[editar | editar código-fonte]

Melhor Ator

Globo de Ouro[editar | editar código-fonte]

Melhor actor em comédia ou musical

Melhor actor em minissérie ou filme para televisão

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]