Discovery Science

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Discovery Science
Tipo Rede de televisão comercial
País  Estados Unidos (Origem)

 Brasil,  Portugal e outros países ao redor do mundo

Fundação 7 de outubro de 1996 (EUA)
2005 (Brasil),
19 de maio de 2005 (Portugal)
Pertence a Discovery Networks
Sede Silver Spring, Maryland, EUA
Formato de vídeo 480i (SDTV)
1080i (HDTV) (em 2015)
Canais irmãos Discovery Turbo, Discovery Civilization, Discovery Channel, Animal Planet, Discovery Home & Health, TLC, TLC HD, HD Theater, Discovery Kids, Investigação Discovery
Cobertura Todos os continentes
Página oficial Site oficial dos Estados Unidos

Página oficial do Facebook do Brasil

Disponibilidade por satélite
Nossa TV
Canal 33
GVT TV
Canal 64
Oi TV
Canal 82
Canal 96 (Satélite SES-6)
Vivo TV
Canal 349
CTBC TV
Canal 349
DTHi
Canal 120
Disponibilidade por cabo
TVN
Canal 76 (Canoas)
Canal 82 (São Luís)
NET
Canal 85
Vivo TV
Canal 137
TV Alphaville
Canal 135
ViaCabo
Canal 54

Discovery Science Channel é um canal de televisão de TV por assinatura do grupo Discovery Networks que tem como tarefa reexibir os programas ligados a ciência passados no Discovery Channel, sem intervalos comerciais. Exibe documentários sobre astronomia, tecnologia, história e biologia. Alguns de seus programas mais famosos são "Grandes Mistérios do Universo com Morgan Freeman", "Como funciona o Universo", "MythBusters", "Como é Feito", "A Ciência do Impossível", entre muitos outros.

Transmissão[editar | editar código-fonte]

O canal é transmitido para os continentes da Ásia, Europa, Reino Unido, Canadá, América Latina e Austrália. No Brasil e em Portugal está disponível em diversas redes de satélite e TV a cabo.

História[editar | editar código-fonte]

Em novembro de 1994, a Discovery Networks anunciou planos para criar quatro canais digitais nos Estados Unidos, a serem lançados em 1996. O canal foi originalmente chamado pelo nome provisório Quark![1] , que foi trocado antes do lançamento para Discovery Science Network. O canal foi lançado em outubro de 1996 com parte de uma transformação simultânea, junto com Discovery Home & Leisure, Discovery Kids e Discovery Health Channel.

O canal trocou de nome diversas vezes durante sua história. Em 1998 o nome do canal foi modificado pela primeira vez, para Discovery Science Channel, e em 2002 se transformou no The Science Channel, sendo o primeiro canal da Discovery Networks a não ter "Discovery" no nome (No Brasil, em Portugal e nos outros países, porém, o nome "Discovery Science" continua sendo usado). Depois o nome foi reduzido para Science Channel em 2007 como parte de uma mudança visual incluindo um novo logo baseado na tabela periódica (como pode-se ver abaixo); em 2011, o canal se tornou simplesmente Science, ganhando também um novo logo (que pode ser visto ao lado).

Mudança em 2011[editar | editar código-fonte]

Logotipo usado de 2007 a 2011.

No dia 07 de novembro de 2011 o canal mudou a sua identidade visual com a tecnologia "morph". O canal continua tendo como conceito a ciência como a busca constante aos mistérios. As mudanças foram exibidas durante a estréia da segunda temporada de Grandes Mistérios do Universo. Dentre os temas exibidos pelo programa estão "Existe vida após a morte?" no primeiro episódio da segunda temporada e outros como "Tempo existe?", "Podemos viver para sempre?" e "Existe um sexto sentido?".[2]

Alta definição[editar | editar código-fonte]

O Science HD é um simulcast em alta definição do Science disponível nos Estados Unidos, transmitindo em 1080i. Ele foi lançado no dia 1 de setembro de 2007, junto com o Discovery Channel HD, TLC HD e Animal Planet HD. Ele deve chegar ao Brasil em 2015.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências