Discriminação etária

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde novembro de 2010)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.

Discriminação etária, generacional ou ainda etaísmo é um tipo de discriminação contra pessoas ou grupos baseado na idade. Quando este preconceito é a motivação principal por trás dos atos de discriminação contra aquela pessoa ou grupo, então tais atos constituem-se discriminação por idade.

Embora etaísmo possa se referir ao preconceito contra qualquer grupo etário, a discriminação por idade está geralmente associada a duas faixas etárias específicas:

  • Adolescentes: (etaísmo contra adolescentes é também chamado "adultismo"), a quem são atribuídos as características estereotipadas de imaturos, insubordinados e irresponsáveis;
  • Terceira idade: que são rotulados de lentos, fracos, dependentes e senis.

Exemplos[editar | editar código-fonte]

Discriminação por idade[editar | editar código-fonte]

A discriminação por idade no emprego pode se diferenciar ligeiramente da discriminação de raça e de gênero, no sentido de que usualmente não toma a forma de discriminação salarial. Trabalhadores mais idosos, em média, produzem mais do que trabalhadores jovens. As empresas podem ficar receosas em oferecer aos trabalhadores idosos salários menores do que aqueles pagos aos trabalhadores mais jovens, e simplesmente não promover ou não contratar trabalhadores mais velhos. Elas também podem encorajar a adesão em planos de demissão voluntária ou demitir desproporcionalmente trabalhadores mais velhos e/ou experientes.

Embora como todas as formas de discriminação, a discriminação por idade tenha sempre sido um problema, ela é mais séria no presente nas indústrias de entretenimento e computadores. Muitos atores, músicos, roteiristas, programadores e engenheiros elétricos idosos têm se queixado de como é difícil para eles encontrar trabalho, embora sejam bem qualificados em termos de educação e experiência.

A discriminação etária nas contratações foi comprovada nos Estados Unidos. Joanna Lahey, professora de economia na universidade Texas A&M, descobriu que a probabilidade de um candidato jovem ser entrevistado por uma empresa é 40% maior do que a de um candidato idoso.

Numa pesquisa da Universidade de Kent, Inglaterra, 29% dos entrevistados informaram ter sofrido discriminação por idade. Esta é uma proporção muito maior do que a discriminação por gênero ou raça. Dominic Abrams, professor de Psicologia Social na universidade, concluiu que o etaísmo é a forma mais disseminada de preconceito experimentada pela população do Reino Unido.

Numa entrevista recente, o famoso ator Pierce Brosnan citou o etaísmo como um dos fatores que contribuíram para que ele não mais fosse escalado como James Bond para o filme Casino Royale que foi lançado em 2006.

Leis[editar | editar código-fonte]

Muitos países, individual ou conjuntamente, decretaram leis contra a discriminação etária, incluindo:

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Leitura adicional[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre antropologia ou um antropólogo é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.