Discromia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Discromia causada por vitiligo.

Discromia (dis, distúrbio + cromia, cor) é o termo médico para qualquer alteração na pigmentação da pele.

Classificação[editar | editar código-fonte]

Pode ser divida em quatro categorias[1] :

  • Hipercromia melânica: maior pigmentação causada pelas próprias células da pele. Chamado de eritema quando vermelho (eritro = vermelho).

Ex: Melasma, Nevus, Efélide.

  • Hipocromia melânica: menos pigmentação causa pelas próprias células da pele, geralmente se tornando esbranquiçada ou bege;

Ex: Albinismo, Vitiligo e Piebaldismo.

  • Hipercromia não-melânica: maior pigmentação por fatores externos.

Ex: Tatuagem, carotenodermia, argiria (mancha causada pelo manuseio de prata).

  • Hipocromia não-melânica: perda da cor natural da pele por fator externo.

Ex: Hemocromatose (intoxicação por ferro), amiloidose (má formação de proteínas),

Causas[editar | editar código-fonte]

Possui uma diversa quantidade de possíveis causas, dentre elas[2] :

  • Alimentação não saudável;
  • Sono irregular;
  • Danos diversos aos tecidos epiteliais;
  • Exposição a luz solar prolongada sem a proteção adequada;
  • Problemas genéticos;
  • Distúrbios metabólicos;
  • Doenças endócrinas;
  • Envelhecimento natural;
  • Componentes químicos prejudiciais entre outros.

Os sintomas, diagnóstico e tratamento dependem da causa.

Referências