Discussão:Angola

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
File-manager.png Arquivo: 1·

IDH[editar | editar código-fonte]

Caros editores, alterei (corrigi) o IDH de Angola (ano 2007) com base na fonte referida no artigo. Caso a informação esteja defasada (tendo em vista o índice de 0,486 por mim retirado) agradeço a correção, com indicação de fonte fiável, claro. Abraços. Luiza Teles Lu 12h53min de 6 de setembro de 2009 (UTC)
:Transcrevo mensagem que fiz ao Usuário Discussão:Anonimo020090, com o fim de dirimir qualquer dúvida sobre a minha edição:
Caro Anonimo020090, alterou errôneamente o IDH de Angola, e vem alterando o de outros tantos países/localidades. No caso de Angola e segundo o Relatório de Desenvolvimento Humano 2007/2008 (PNUD), publicado pelo IPAD o índice estava correto e reverti. Não verifiquei os outros, pois, como são muitos modificados por você, achei melhor que você próprio conferisse e corrigisse, continuando assim o trabalho a que se dedica, com fontes. Atenciosamente. Luiza Teles Lu 12h55min de 6 de setembro de 2009 (UTC)
P.S. Caso tenha uma fonte mais recente, gostaria de ser informada e agradeço sua atenção. Luiza Teles Lu 12h56min de 6 de setembro de 2009 (UTC)
Citação: Anonimo020090 escreveu: «Olá Luiza Teles, todos os IDH'a que eu modifiquei peguei como fonte o próprio Wikipédia. Para ser mais exato foi desta lista: [[1]] --Anonimo020090 (discussão) 17h55min de 6 de setembro de 2009 (UTC)»
:Resposta: De fato, Anonimo020090, não tinha visto a fonte que usou. Tomei por base o relatório PNUD. Espero que não esteja se referindo ao verbete (a lista) como fonte, mas sim ao ranking apontado na referência.
Bem, como tenho dúvidas, retiro o que disse acima e, por favor, fique à vontade para continuar o seu trabalho. Abraços. Luiza Teles Lu 18h59min de 6 de setembro de 2009 (UTC)

Gente, acho que já está na hora de nos actualizarmos, recorrendo ao HDI de 2010, recentemente publicado pelo PNUD, e que está calculado de um modo diferente e mais satisfatório. -- 79.168.84.235 (discussão) 23h29min de 18 de novembro de 2010 (UTC)

Aqui vai então o link para a tabela em português: http://www.pnud.org.br/pobreza_desigualdade/reportagens/index.php?id01=3600&lay=pde . Atenção: nesta tabela só figuram os índices globais por país. Quem quiser conhecer os índices parciais (p.ex. aquele sem a componente dos rendimentos económicos, particularmente interessante para determinadas análises) pode recorrer à tabela em inglês: http://www.undp.org/publications/hdr2010/en/HDR_2010_EN_Table1.pdf . -- Aflis (discussão) 10h07min de 6 de dezembro de 2010 (UTC) NB: Respondendo a uma pergunta, dou um exemplo: nos índices globais, Angola tem praticamente o mesmo valor que o Haiti; em contrapartida, no índice compósito onde não se inclui a componente do rendimento, Haiti tem uma posição significativamente mais alta do que Angola. Ok, em termos algo redutores, isto significa que, tirando a parte económica, Haiti está melhor em "desenvolvimento humano" do que Angola. -- Aflis (discussão) 11h30min de 7 de dezembro de 2010 (UTC)

raças, etnias[editar | editar código-fonte]

@Zorglub: Dando uma olhada um pouco demorada na discussão internacional sobre raças, em antropologia e sociologia, vemos que as definições e os critérios de classificação são diversos. Acho que, no nosso contexto, não vale a pena embarcar nisto, mas que mais vale proceder de maneira um tanto pragmática, mas então de maneira consistente. A tua preferência é a de, em África, não trabalhar com o conceito genérico de "raça negra" (ou africana), mas com conceitos mais específicos, menos abrangentes - para Angola, com o de "bantu", Tudo bem, mas então é preciso dizer que nem todos os "negros angolanos" são bantus: há minorias no sul, especialmente os diferentes grupos de san ("bosquímanos" em linguagem colonial), que não o são. Em relação a etnias, convinha tomar algum cuidado com as designações. Se usarmos os prefixos que, nas diferentes línguas, assinalam o plural, então não faz sentido, por ser tautológico e híbrido, acrescentar no fim o -s que vem do português. Exemplos: Ba-kongo, A-mbundu (ou Akwa-mbundu), Ovi-mbundu, Tu-Tshokwe, Va-Nganguela e assim adiante. E cuidado com a designação das línguas por prefixos próprios: os Bakongo a falarem ki-kongo (quando não falam lingala...), os Ambundu a falarem Ki-mbundo, os Ovimbundu a falarem U-mbundu etc. - De resto, é preciso ter a clara noção de que as indicações estatísticas, pretensamente tão exactinhas, são exercícios de ciência ficção, porque não há, na fase pós-colonial, dados demográficos fiáveis para Angola. -- Aflis (discussão) 00h03min de 19 de novembro de 2010 (UTC)

As minorias estão, em outros, quanto ao que refere sei isso muito bem, mas infelizmente não se encontram dados fiáveis que o comprovem, já aqui tive uma discussão imensa por causa do kimbundo vs mbundo, entre outras. Na wiki temos que nos limitar a reproduzir informação comprovada por dados oriundos de fontes não primárias consideradas fidedignas, ou seja, o nosso conhecimento individual não é para aqui chamado, na melhor das hipóteses se for possível encontrar fontes que corroborem de forma inequívoca esses conhecimentos, tal poderá ser introduzido desde que devidamente referenciado. Pelo Poder do Z Alaf Ogimoc 00h53min de 19 de novembro de 2010 (UTC)

Aconselho-o a ler políticas e recomendações da Wikipédia e Verificabilidade Pelo Poder do Z Alaf Ogimoc 00h53min de 19 de novembro de 2010 (UTC)

Tenho estas recomendações em mente. Tudo o que escrevi acima é verificável - é por sinal matéria de "notório saber" na comunidade internacional (inclusive angolana) dos que se dedicam aos estudos (históricos, demográficos etc.etc.) sobre Angola. Quando tiver algum tempo, vou alinhavar algumas referências. -- 79.168.80.111 (discussão) 12h06min de 22 de novembro de 2010 (UTC)

pobreza absoluta[editar | editar código-fonte]

@Zorglub: a única safa é aceitar a definição do "limiar da pobreza", tal como definido pelas Nações Unidas. NB: Quanto à pobreza em Angola, tenho uma certa noção: é desde os anos 1960 que tenho "andado por lá", por montes e vales. -- Aflis (discussão) 00h03min de 19 de novembro de 2010 (UTC)

E eu desde 62 veja lá, mas não é isso que está em causa, a wiki limita-se a reproduzir dados comprovados e os comprovados são os que lá estão, é assim que tem que ser, por aqui não se inventa, relata-se dados nada mais. Pelo Poder do Z Alaf Ogimoc 00h41min de 19 de novembro de 2010 (UTC)
(a) Eu estava a responder a Zorglub que me convidava, noutro sítio, a ter uma noção do que é pobreza. (b) A minha preocupação foi/é com a definição de pobreza. Continuo a pensar que numa enciclopédia o único critério praticável é o do "limiar da pobreza", definido pela ONU. (c) Propus (e proponho) aceitar como fonte fiável (portanto como dado verificado) justamente o IDH 2010 - que, garanto, não "inventei"... --79.168.80.111 (discussão) 12h06min de 22 de novembro de 2010 (UTC)

@Zorglub: Desculpe lá, mas a sua última intervenção é fruto de interpretações suas (quase processo de intenção), não do conhecimento dos factos. A desigualdade social, medida pelo coeficiente Gini, não é "bastante", mas é mesmo extrema, da mesma ordem como a da Índia. E o enriquecimento do segmento politica, economica e socialmente dominante é um processo que começou já em 1975, foi se acelerando nos anos 1990, e entrou num delírio na década que agora termina. Portanto, pode fazer-me confiança que eu escolho os termos que correspondem aos factos comprovados, e não são "tendenciosos" - e são até mais "brandos" do que os utilizados noutras versões da Wikipédia. Como quadro geral (sintético) da Angola actual, recomendo (em inglês) http://www.bertelsmann-transformation-index.de/bti/laendergutachten/laendergutachten/oestliches-und-suedliches-afrika/angola. --Aflis (discussão) 12h55min de 3 de dezembro de 2010 (UTC)

E eu volto a afirmar que são tendenciosos e de teor antigovernamental. A Wikipédia lusa não é nenhuma bandeira politica, se as outras wikis permitem esse tipo de comportamentos é lá com eles, os dados que você apresenta, não coincidem com os do governo nem os de outras entidades, são dados claramente anti-governamentais, por isso, nem apoiamos os dados do governo, nem os daqueles que são contra, nos pauta-mo-nos pela neutralidade. Pelo Poder do Z Alaf Ogimoc 19h43min de 3 de dezembro de 2010 (UTC)
Bem, isto é para mim uma experiência nova. O Zorglub, a partir de uma posição pessoal que descreve na minha página de discussão, classifica a apresentação de dados que (ver acima) "não coincidem com os do governo e de outras entidades" como tendenciosa, insinuando que reflecte uma "bandeira política". O que evidentemente não é uma atitude neutra, nem pouco mais ou menos - em flagrante contradição com aquilo que diz defender. Não conhece as fontes que referi e cuja seriedade científica é fácil de comprovar, mas rejeita-as liminarmente. Afirma que a Wiki lusa é neutra, duvidando que outras o sejam - o que não tem nada a ver com a realidade, como é óbvio para quem faz uma leitura comparativa (bastando as mais importantes: a inglesa, a francesa e a alemã). Fico desamparado: será que é este o espírito que, neste nosso contexto, dita as leis da "produção do saber"???? -- Aflis (discussão) 21h57min de 3 de dezembro de 2010 (UTC)

O seu erro é assumir que as outras wikis são melhores que a nossa só porque tem mais artigos, as wikis que referiu, salvaguardando a francesa, admitem todo o lixo que é possível imaginar, muito dele que por aqui não passa nem é aceite, quanto a tendências, não é de esperar o contrario, a francesa, é mais do que óbvia, já que muitos dos falantes da língua francesa, eram/são pro FNLA, os inglese e os alemães a mesma coisa só que pro UNITA, por aqui, se fosse-mos contrabalançar deveria-mos ser pro MPLA, mas o facto é que não o somos, procuramos um consenso entre todas as facções, por isso, permita-me discordar de dados que surgem de países como a Alemanha, os EUA, a França e seus aliados, pois são de facto, altamente tendenciosos (com algumas excepções claro). Por outras palavras, aquilo que você tenta apresentar, é apenas uma versão da história, aquela que mais lhe agrada, ou convém, evitando a outra versão, se reparou, não cortei dados que apresentou, que eu pessoalmente até considero duvidosos, apenas neutralizei afirmações extremas que tenta impor, fazendo ver um ponto de vista tendencioso. Se não gosta, paciência, vá escrever as suas versões tendenciosos na wiki en, al, fr, já que as defende tanto. Pelo Poder do Z Alaf Ogimoc 22h23min de 3 de dezembro de 2010 (UTC)

Mais, o seu interesse por Angola é tal que em vês de se preocupar com dados concretos que podem prejudicar seriamente a confiança da wiki só se preocupa em querer impor o seu ponto de vista, falo das subdivisões de Angola, que algum vândalo fez o favor de trocar a ordem. Veja lá se se preocupou em por tudo na ordem correcta? Claro que não isso não lhe interessa, só lhe interessa dizer que em angola, os desgracadinhos dos pobres (aos quais nem se dá ao trabalho de falar da falsa pobreza, que já que diz conhecer tanto Angola deveria saber da existência) e do enriquecimento das esferas politicas, de quem obviamente não faz parte e pelo visto gostaria de fazer. Pelo Poder do Z Alaf Ogimoc 22h44min de 3 de dezembro de 2010 (UTC)

Desistir, nunca, Aflis! Eu imagino que não seja fácil para ti mudares o estilo de escrever, mais jornalístico que académico (frases curtas, deixando algumas ideias inacabadas; muitos adjetivos e advérbios...), mas eu e o Zorglub podemos trabalhar contigo para não te tirar o crédito das tuas contribuições. Ontem mesmo, eu decidi que tinha que reescrever a primeira parte desse capítulo, mas estava ocupado com outras coisas. A ideia é mandar-te um texto alternativo para tu corrigires, colocares referências - de preferência, mais claras que aquelas que tens deixado. Por exemplo, essa do BTI, que deixaste nesta discussão é um libelo "anti-regime", queixando-se dos interesses chineses, mas sem referir que, durante estes anos todos, foram as multinacionais e muitos governos ocidentais que apoiaram o "regime" - que entretanto, tinha deixado de ser "marxista", porque isso acabou... Quando eles falam de "pobreza extrema", não a definem. Nós aqui na WP (e eu pessoalmente) preferimos fontes da ONU ou de académicos que, geralmente, são mais factuais e definem os seus índices.

Repara que Citação: Zorglub escreveu: «não cortei dados que apresentou, que eu pessoalmente até considero duvidosos». Ou seja, a questão aqui não são dados, os factos, mas a forma de os apresentar. O problema é que ele foi atrás da tua "defesa" e entrou numa discussão "ideológica" - quando eu, aí em cima, escrevo que o relatório BTI "é um libelo anti-regime", não estou a tomar uma posição ideológica, mas a denunciar a parcialidade de uma fonte.

Quando eu vi essa tua "reposição" de "extremamente" e "impressionante", tive vontade de reverter (que foi o que o Zorglub fez, mantendo a guerra de edições), mas depois pensei nessa possibilidade de reescrever essas frases, tentando não usar muitos adjetivos - a não ser que estes sejam neutros. Estou satisfeito com o tom da vossa discussão, que é amigável, mas ambos têm que centrar em questões práticas - como melhorar o texto - e eu vou tentar ajudar! --Rui Silva (discussão) 07h45min de 4 de dezembro de 2010 (UTC)

De momento estou a braços com o problema ("médio") de saúde que surgiu de repente, de modo que vou dar um tempo. Já respondi à intervenção construtiva do Rui Silva, na minha página de discussão. Quanto aos processos de intenção que o Zorglub continua a fazer-me, já deixei de irritar-me: de vez em quando estou em contacto pessoal e profissional com membros do governo angolano que desatariam a rir se os lessem (e que, no essencial, concordam perfeitamente com a análise feita no BTI!). -- Aflis (discussão) 10h54min de 4 de dezembro de 2010 (UTC)

Estou a sair do buraco e até consegui, por estes dias, acrescentar aqui e acolá algumas coisinhas. Enquanto estou à espera do Rui Silva (ver acima), queria tocar nalguns pontos levantados acima.

  1. A definição de "pobreza" que utilizo aqui, e que geralmente se usa na WP, é aquela do "limiar da pobreza" definido pela ONU (pelo PNUD, penso eu), a saber, quem ganha menos de 1 USD por dia é pobre.
  2. Quanto ao meu estilo, não entendi bem se eu devia escrever de maneira mais jornalística, ou se isto era defeito. O que geralmente me dizem é que escrevo num estilo muito académico, muito embora menos pesado do que outros...
  3. Finalmente, a questão das outras Wikipédias. Para mim, o critério não é, em absoluto, a quantidade de artigos que têm - tanto menos como em qualquer WP o nível das artigos varia bastante. O que me impressiona é que as mais destacadas versões primam pelo volume e qualidade dos conhecimentos que, em média (em média!) entram nos artigos. Agora, quanto às supostas tendências em relação a Angola, só posso dizer o seguinte: conheço razoavelmente bem a "paisagem" internacional dos estudiosos académicos de Angola, cujos trabalhos se reflectem nas respectivas wikis; ora, quem lê estes trabalhos (e artigos nas WPs) dá-se facilmente conta de que nestes as tendências ("nacionais": "os franceses", "os anglo-americanos", "os alemães") pró-FNLA e pró-UNITA não existem, e que é até muitíssimo raro encontrar um indivíduo que as tenha. -- Aflis (discussão) 17h52min de 7 de dezembro de 2010 (UTC)

Sua opinião... Pelo Poder do Z Alaf Ogimoc 21h29min de 7 de dezembro de 2010 (UTC)

...como uma pequena diferença: eu sei do que estou a falar, e o meu amigo visivelmente não sabe. Garanto-lhe uma coisa: se outras pessoas conhecedoras da matéria, com menos paciência do que eu, vissem o que escreveu, apenas sacudiam os ombros. Aflis (discussão) 10h48min de 12 de dezembro de 2010 (UTC)

Aconselho-o vivamente a ter cuidado com o que diz, pois tal afirmação pode ser considerada um insulto (está claramente a chamar-me de ignorante) e como tal passível de bloqueio. Mas já que é um novato kota, respondo-lhe na mesma moeda e ignoro essa afirmação banal.

Ou contrario de si, sei muito bem do que estou a falar, você pelo contrario é que vive no mundo da lua, suportado apenas pelos seus facciosismos e acreditando que é alguém muito importante. Apenas lhe digo isto, para ver se começa a ter mais juízo, algo que deveria ter com a sua idade. Não faz a mínima ideia de quem eu sou ou de quem eu sou em relação a Angola, ou quem eu conheço em Angola, ou no governo Angolano, se o soubesse, talvez se admira-se de eu deixar o artigo como está. Mais, mesmo estando em Inglaterra de momento, continuo em constante contacto com muita gente em Angola e sei concretamente o que se passa por lá, muito antes de os comuns mortais o saberem, algo que alguém que vive em Portugal, nunca tal conseguira fazer. Portanto deixe-se de ironias e comece a ser isento e pare de fazer afirmações pseudobombasticas, pois tudo o que diz não passa disso, apenas afirmações ocas sem contexto e de quem está desfasado da verdadeira realidade angolana. Pelo Poder do Z Alaf Ogimoc 19h12min de 12 de dezembro de 2010 (UTC)

@Zorglub: Só agora leio este sua resposta. Sff., veja a minha na sua página de discussão. Aflis (discussão) 14h25min de 2 de janeiro de 2011 (UTC)

mapa[editar | editar código-fonte]

No mapa de Angola há um erro ortográfico: "Porto Amboim" termina em "m". Além disto falta a cidade do Kuito, centro regional importante. Vi que na wiki em alemão há o mesmo mapa, sem o erro e com Kuito inserido. Acho que poderíamos aproveitar esta versão, mas não sei como se faz. -- Aflis (discussão) 12h13min de 22 de novembro de 2010 (UTC)

História de Angola[editar | editar código-fonte]

Uma vez que esta secção consistia apenas de um parágrafo sobre a fase anterior à presença colonial portuguesa, com afirmações incorrectas sobre esta última, escrevi um texto inteiramente novo que pretende apenas apresentar breves resumos das diferentes fases históricas - deixando os desenvolvimentos maiores para o artigo História de Angola. Pretendo fazer ainda uma revisão geral e inserir mais algumas referências, mas prefiro fazê-lo depois de colegas especializados na matérias terem apontado críticas e sugestões. NB: Posteriormente, alguém terá que preocupar-se com o artigo "História de Angola", que tem de ser reescrito de raiz: ver meu apontamento na respectiva página de discussão. -- Aflis (discussão) 11h44min de 1 de fevereiro de 2011 (UTC)

Universidades[editar | editar código-fonte]

Olá Zorglub: Depois de terminado o grosso no capítulo das etnias, de ter redigido uma secção história que merece este nome, comecei a trabalhar sobre universidades. Estabelecendo primeiro uma lista completa neste artigo, para depois escrever breves artigos sobre cada uma que ainda não tem artigo (e a maior parte não tem). Fiquei muito surpreendido ao ver que as indicações básicas sobre as universidades públicas saídas de desmembramento tinham sumido. Não percebi bem em que momento, mas penso que foi durante alguma intervenção sua. Ora, como estas são informações essenciais, vou as repor, e já estou a recolher, junto do Ministério de Ensino Superior, elementos para escrever um breve artigos sobre cada uma. Caso você tenha neste contexto algum problema, proponho que não intervenha simplesmente no meu trabalho (que vou fazendo aos poucos), mas que você me contacte e que discutamos o assunto. Combinado? Aflis (discussão) 23h37min de 14 de fevereiro de 2011 (UTC) As universidades que ainda não têm artigo na WP ficam marcadas a vermelho, para lembrar que faltar escrever o artigo correspondente.

Não meu caro, está muito enganado. Eu só elimino vandalismos, nunca texto válido. Eu limitei-me a acrescentar os links das Universidades e, como sempre, a corrigir as suas referencias, nunca me meto no seu trabalho, desde que seja bem feito. No entanto se quiser saber o que se passou, eu digo, pois estive a verificar o ocorrido. Por qualquer razão estranha, quando o Salebot reverteu um vandalismo, que ocorreu no mesmo momento em que eu estava a colocar os links, houve um conflito de edição quando eu salvei o texto e parte da informação desapareceu. Tinha sido mais simpático da sua parte limitar-se a informar do facto e a perguntar se eu sabia o que tinha acontecido, que foi o que fui ver, em fez de dizer o que disse. Mas diga-se que ainda bem que isso aconteceu, pois o texto como o introduziu agora está muito melhor. Boas contribuições. Pelo Poder do Z Alaf Ogimoc 00h06min de 15 de fevereiro de 2011 (UTC)
Lamento muito se o ofendi - sem querer. É que só vi as suas diferentes edições, dei-me conta de que no meio disto parte dos meus edits se tinha perdido, não percebi como, mas era para mim óbvio que a coisa tinha acontecido no decorrer dos seus edits. De modo que a única explicação que me ocorreu foi a de que tinha havido alguma diferença de opiniões, e a minha reacção natural foi a de ir de imediato falar com você, para ver se resolvíamos o assunto. Se eu fosse menos nabo no aspecto técnico, eu teria feito uma diagnóstico mais acertado e tirado conclusões mais acertadas. Olhe, ponha isto na conta das minhas limitações, e não pense mais nisto, ok? E obrigado por ter explicado o que de facto ocorreu (e que assim mesmo continua a ser um certo mistério para mim...). Aflis (discussão) 00h44min de 15 de fevereiro de 2011 (UTC)

Não se preocupe com isso, e pode ter a certeza que esse tipo de mistérios não o são só para si, volta não volta acontece nos conflitos de edições e acho que ninguém sabe muito bem explicar porque. Pelo Poder do Z Alaf Ogimoc 00h55min de 15 de fevereiro de 2011 (UTC)

Ok, vamos então em frente, tentando evitar tropeços. Nesta parte das universidades, isto de escrever um artigo para cada uma vai levar tempo e fazer-se intermitentemente. Inclusive porque há material que já pedi mas ainda não tenho. Aflis (discussão) 13h32min de 15 de fevereiro de 2011 (UTC)

População[editar | editar código-fonte]

Estava a consultar este artigo quando me deparo com um quadro de populações e o que vejo eu? Que segundo o quadro Luanda tem 2.000.000 de habitantes enquanto que a segunda maior cidade, Huambo (segundo o quadro) tem apenas 200.000 (números aproximados) e as outras cidades todas têm números baixos. Fui a ver algumas páginas dos artigos dessas cidades e o que diz lá é que Huambo tem cerca de 1.000.000 de habitantes, Lobito (3ª maior segundo o quadro) tem 805.000 habitantes. Ainda por cima Luanda diz, no artigo principal, que tem 4.000.000. Por isso ou não é alterado há muito tempo ou qualquer coisa está mal. :-) Achei melhor avisar antes de alterar seja o que for, para ter a certeza de onde está o erro. Sarilho1 (discussão) 15h53min de 30 de julho de 2011 (UTC)

@Sarilho: Tem toda a razão: as indicações quanto à população são constrangedoras. O problema é que não há mesmo dados seguros, e todos estão à espera do censo anunciado para 2013. Até lá, há estimativas mais ou menos sérias, e andam por aí números desactualizados (p.ex. do CIA Factbook) cuja fonte não está clara. Embora tenha trabalhado um bocado neste artigo, para corrigir & completar o texto que lá estava, confesso que não tive ainda coragem de pegar nesta confusão dos dados populacionais. Aflis (discussão) 16h16min de 30 de julho de 2011 (UTC)
Não há muito a falar, apenas iniciá-lo.--Cruks (discussão) 16h33min de 30 de julho de 2011 (UTC) Bem, esteja à vontade para fazer esta arrumação - pois eu por enquanto tenho outras prioridades! Aflis (discussão) 23h28min de 30 de julho de 2011 (UTC)

Erros na predefinição de país[editar | editar código-fonte]

Alguém conserta esses erros que estão na predefinição. Eu tentei e parece que eu piorei ainda mais a coisa :(
Alysson Zero (Talk) 22h16min de 3 de março de 2012 (UTC)

Se esclarecesse de que erros está a falar ajudava, pois não encontro nenhuns. Pelo Poder do Z Alaf Ogimoc 02h17min de 8 de março de 2012 (UTC)

Eleições de 2012[editar | editar código-fonte]

@Zorglub: A minha alteração não foi opinativa, mas técnica - mas face aos elementos que fornece, não tenho qualquer dificuldade em admitir que, dada a fórmula original encontrada na constituição de 2010, a redacção ora proposta é tecnicamente mais acertada. -- Aflis (discussão) 16h50min de 4 de setembro de 2012 (UTC)