Discussão:Fernando Collor de Mello

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa



Filing cabinet icon.svg Arquivo: 1

Foto em preto e branco[editar | editar código-fonte]

Porque temos uma foto preto e branca no artigo? Acredito que em 1989 existiam cameras coloridas.

  • Dependemos de fotos com licença compatível, não podemos simplesmente copiar fotos da Internet. Neste caso específico verifiquei que vários locais e sites do governo também utilizam esta foto em PB. Não sei o motivo, mas se souber onde encontrar uma foto equivalente e colorida sob uma licença livre ou compatível com a licença da Wikipédia, nos avise que trocamos.-- Jo Lorib ->d 15h21min de 24 de maio de 2012 (UTC)

Governo Collor, onde estão os dados do governo?[editar | editar código-fonte]

Engraçado, nesse artigo fala toda a vida do Collor, EXCETO as realizações de Governo. O trecho sobre o Governo Collor é disparado o mais pobre de todos. Quem conseguir esses dados, favor colocar com urgência, está muito fraca esta seção.

189.4.226.86 (discussão) 23h39min de 1 de janeiro de 2010 (UTC)

Isso foi escrito pela equipe de Collor[editar | editar código-fonte]

Este artigo foi evidentemente escrito pela equipe de Collor. Faltou muita coisa: o apoio da Rede Globo, a edição do último debate com Lula, o destino posterior de Míriam Cordeiro, dela ter dito que Lula é racista por não gostar de negros, os quatro milhões de dólares do Uruguai, a morte suspeita de Elma Farias (esposa de PC Farias, http://www1.folha.uol.com.br/folha/circulo/premio_fotos_pc_1.htm), etc, etc.

O depoimento ao Fantástico não pode ser citado dado o hábito do personagem de se utilizar de farsas apelativas, como a falsa crise conjugal e a coçada na aliança: "Na nossa família não há divorciadas, só viúvas", disse sua sogra de então, auxiliando-o na farsa. O laudo pericial feito por Badan Palhares sobre a morte de PC Farias lhe custou a perda de sua atividade como perito e a execração pública.

Collor já tripudiou demais o país, não há porque a Wikipedia auxiliá-lo a continuar fazendo.

Links Diversos[editar | editar código-fonte]

Cuidado com as informações![editar | editar código-fonte]

O Presidente Collor sofreu Impeachment em 29 de dezembro de 1992, não renunciou ao cargo como está publicado nesse artigo!


Antes que o Impeachment fosse executado, o então presidente Collor renunciou ao cargo. O artigo do wikipedia está certo.

Data de nascimento errada[editar | editar código-fonte]

Estou fazendo um trabalho pra faculdade sobre o ex-presidente, e percebi que o artigo aqui está datando erroneamente o nascimento do Collor. Ele nasceu em 10 de agosto de 1949.

Itamar só se tornou governador de MG, pela primeira vez, em 1999[editar | editar código-fonte]

Itamar Franco só se tornou governador de Minas Gerais após ter ganhado as eleições em 1998. Assumiu o cargo em janeiro de 1999. Antes disso, ele nunca havia ocupado esse posto. Na época em que foi indicado para concorrer à vice-presidência, na chapa de Fernando Collor, ele era senador e havia sido derrotado recentemente nas eleições ao governo de Minas Gerais. Vou corrigir o trecho onde o leitor é errneamente informado de que Collor escolheu o "governador" mineiro como companheiro de chapa.

GuSantos84 (discussão) 20h00min de 9 de julho de 2011 (UTC)

Confisco[editar | editar código-fonte]

A seção sobre o confisco se limita a um relato de um acadêmico da PUC São Paulo. Na verdade não há nada sobre o confisco em si, mas apenas a informação de como ele entrou no Plano Collor. Outros artigos sobre o assunto (incluindo Plano Collor, têm exatamente o mesmo parágrafo como o único conteúdo na seção "Confisco", o que é incrívelmente pobre para uma enciclopédia. Nos próximos dias devo fazer umas alterações drásticas nesta seção. 189.67.195.251 (discussão) 05h54min de 30 de novembro de 2011 (UTC)

Ótimo,desde que baseie-se em fontes fiáveis. --Mister Sanderson 18h15min de 30 de novembro de 2011 (UTC)

Datas[editar | editar código-fonte]

Como pode o processo de impeachment de Collor ter sido instaurado na Câmara dia 2 de outubro, como diz o texto principal, e este mesmo processo ter sido votado no dia 29 de setembro ? O processo foi votado antes de ser instaurado ?

Duração do mandato de Collor[editar | editar código-fonte]

Tenho este artigo na minha lista de vigiados, está ocorrendo um problema de edição neste artigo no que se refere ao término do mandato de Collor, em alguns trechos é dado como setembro de 1992 e em outros como dezembro de 1992. Se olhar o artigo do Itamar Franco veremos na infobox o início de seu mandato em dezembro de 1992. A razão do desencontro de informações: setembro de 1992 foi a renúncia durante a votação do impeachment na câmara dos deputados. Dezembro de 1992 ocorreu a votação do impeachment no senado Federal. Tentarei ser claro: Há um período de interinidade de Itamar Franco entre as duas votações. Cito como fonte fidedigna do que escrevo o site da biblioteca do governo conforme estes dados: 1) Collor período de Governo: 15.03.1990 a 02.10.1992 (02a06m17d) http://www.biblioteca.presidencia.gov.br/ex-presidentes/fernando-collor - 2) Itamar Franco período de Governo: 29.12.1992 a 01.01.1995 ( 02a03m29d) http://www.biblioteca.presidencia.gov.br/ex-presidentes/itamar-franco. Há diversidade de datas dentro do artigo. Estou me referindo ao artigo no estado em que ele se encontra em 29/09/2012 - 19:49. Como o comando "desfazer" leva para um outro resultado confuso, ou seja, arruma uma data e erra em outra. Só uma varredura poderá restaurar uma alteração válida, como há "aparência" de assunto controverso não quero tomar a iniciativa sozindo sem consultar os demais editores. A questão está lançada. Senso crítico (discussão) 22h42min de 29 de setembro de 2012 (UTC)

PS.:Acrescento mais este link do governo federal em que indica como data de afastamento 02.10.1992: http://www.brasil.gov.br/linhadotempo/epocas/1990/fernando-collor - a questão é técnica e política, ou se aceita o pedido de renúncia como fim do mandato, neste caso político. Ou então o período técnico em que o Senado julga o impeachment em dezembro. Citei duas fontes fidedignas de governo, que são os links acima, ambas de igual modo indicam 02.10.1992 como data de afastamento. Cabe decidir se o pedido de renúncia foi válido ou não. Se válido então fica em 02.10.1992, se foi inválido vale dezembro de 1992. Não pretendo modificar o artigo sem discussão, o que não pode acontecer é que frequentemente edições sem justificativas troquem as datas no artigo. Lembrando que há outros artigos, listas, anexos e categorias que dependem dessa informação para não ficarem truncadas para quem pesquisa. Meu desejo de organizar é sincero, motivação histórica apartidária, sem pretensão de gerar conflitos. Senso crítico (discussão) 22h13min de 30 de setembro de 2012 (UTC)

tópico sobre o Impeachment de Collor[editar | editar código-fonte]

No tópico "impeachment" deste artigo ao clicarmos em ver o artigo principal conforme abaixo:

o redirecionamento é feito para o artigo Fernando Collor de Mello, ou seja, para o mesmo artigo que se está. Se existe um artigo somente sobre "Impeachment de Collor" aquele atalho está errado, se não existe tal artigo é preciso remover este atalho. A razão: redirecionar para a mesma página onde se está é "looping". Não havendo manifestação contrária irei removê-lo por ser desnecessário. Senso crítico (discussão) 21h22min de 3 de outubro de 2012 (UTC)

O IP 177.98.38.114 corrigiu o problema, haviam criado um redirecionamento indevido na página: Impeachment de Collor, resolvido o problema lá, aqui ficou OK. Senso crítico (discussão) 11h39min de 30 de outubro de 2012 (UTC)