Discussão:Maysa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Untitled[editar | editar código-fonte]

Olá, Maysa nasceu no Rio de Janeiro e se mudou para São Paulo aos 3 meses de vida, alterem, por favor.

Olá ! Sugiro redirecionar o nome para Maysa - Rosana Maria Machado Marques Rosana Machado 18:52, 19 Fevereiro 2007 (UTC)o comentário precedente deveria ter sido assinado por Gatinha Manhosa (discussão • contrib.)

Não sei se é uma boa idéia. Entendo que ela era conhecida apenas pelo prenome, mas fica realmente estranho. Dantadd 01:47, 20 Fevereiro 2007 (UTC)

Bom Dia ! Peço a desvinculação da Maysa da categoria: Familia Matarazzo:, passando para outra categoria. a) Maysa era detestada pela família do marido, por ser cantora da noite; b) Monjardim, nome que os moradores do bairro de Botafogo, no Rio, conhecem bem; c) Monjardim, nome que o Jayme, diretor de novelas da Rede Globo, e filho único da Maysa, adotou, por ser o nome de solteira de sua mãe. Agora a Maysa virou Monjardim, por causa do Jayme ? Rosana Maria Machado Marques Rosana Machado 12:38, 20 Fevereiro 2007 (UTC)o comentário precedente deveria ter sido assinado por Gatinha Manhosa (discussão • contrib.)

A categoria da Família Matarazzo não vincula o biografado a gostar ou não, indica apenas uma forte ligação. Se você realmente acha que Maysa e Família Matarazzo não têm nada a ver...pode tirar a categoria. Dantadd 13:22, 20 Fevereiro 2007 (UTC)

Vandalismo - Destruição de Artigos (Troca de texto)/Complementação de texto[editar | editar código-fonte]

A complementação que fiz sobre a Maysa foi danificada pela Usuária: Nani.Msb. A caixa de discussão em meu nome esta cheia de comentários, que me atacam. Gostaria que vocês se sensibilizassem e fizessem alguma coisa. Rosana MachadoRosana Machado 15:39, 13 Março 2007 (UTC)o comentário precedente deveria ter sido assinado por Gatinha Manhosa (discussão • contrib.)

Danificada??[editar | editar código-fonte]

Comparem as "edições": Antes: http://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=Maysa_Figueira_Monjardim&diff=prev&oldid=5299426

Depois: http://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=Maysa_Figueira_Monjardim&diff=prev&oldid=5300563

Eu já falei pra sra: a WP não é revista de fofoca. Peço que a sra. procure outra ocupação. Seu texto foi um dos piores que já arrumei: nem ponto final nas frases a sra. põe! Nem cronologia, os anos 40 aprecem misturados aos 50 e depois voltam para a infância. Fofocou da vida e casamentos da cantora maysa, a qem a sra. se refere com enorme intimidade -- "casamento da Maysa". Nani.msb msg 15:56, 13 Março 2007 (UTC)o comentário precedente deveria ter sido assinado por Filomeninha (discussão • contrib.)

Agora sim[editar | editar código-fonte]

Antes: http://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=Maysa_Figueira_Monjardim&oldid=5300434

Nani.msb msg 17:21, 13 Março 2007 (UTC)o comentário precedente deveria ter sido assinado por Filomeninha (discussão • contrib.)

Canção interpretada por Maysa[editar | editar código-fonte]

A canção Ne me quittes pas - de autoria de Jacquel Brel. Na tradução escreveram: Ne me quite pas. (Consultar o wwww.google.com.br/Dicionário de Francês-Português). Rosana Machado 15:49, 23 Março 2007 (UTC)o comentário precedente deveria ter sido assinado por Gatinha Manhosa (discussão • contrib.)

VDA[editar | editar código-fonte]

Revertida edição hoje, por ser cópia daqui. Yanguas Seja sucinto. 00h55min de 24 de Março de 2008 (UTC)

Maysa[editar | editar código-fonte]

O texto seguinte foi movido de: Wikipedia:Esplanada/geral#Maysa

Acredito que temos um problema com a cidade natal da cantora Maysa - em voga pela minissérie sobre ela na Globo - em nosso verbete. Verbete este que é paupérrimo e deve estar sendo bastante acessado por causa da minissérie. Ele afirma que Maysa nasceu em São Paulo.

Maysa é carioca da gema, mas foi para Sao Paulo com a famiia qdo criança. A fonte do nosso artigo é uma boa fonte, a coleção Bossa Nova da Folha e o Dicionario Cravo Albim - de onde acredito que os outros copiaram a naturalidade - . Entretanto, fontes erram e essa errou.

A propria atriz que a interpreta, Larissa Maciel, que por obrigação de oficio passou meses e meses envolvida profissionalmente com o filho de Maysa, Jaime Monjardim, diretor da minissérie, e recebeu dele todos os diários e tudo que já saiu na midia sobre a mãe dele, anotações pessoais incluidas, além de depoimentos gravados pelo proprio Jayme, para o trabalho de composição do personagem, diz em entrevista à jornalistas da seção de televisão do grupo RBS, o maior conglomerado de mídia do Rio Grande do Sul, de onde ela é natural, que Maysa era carioca.

[1]

Temos também, no proprio nosso artigo aqui, a fonte do jornalista Lyra Neto, que escreveu um livro biográfico sobre ela, para o qual contou com a ajuda do proprio Monjardim, que além de informar o que aqui no Rio o pessoal do show-business sabe, que ela é carioca, ainda dá o endereço onde ela nasceu, Rua Visconde Silva, 102, Botafogo. (que, se não me engano, não sei se já existia na época, é a Casa de Saúde São José).

Enfim, como ficamos? Não dá com a série no ar e a quantidade de acessos que está tendo, pra ficar esse São Paulo como cidade natal dela não, fonte tbém erra, uai.. MachoCarioca oi 07h42min de 10 de Janeiro de 2009 (UTC)

PS Sempre houve uma certa duvida sobre isso para alguns veiculos, mas é importante lembrar que tanto a entrevista de Larissa quanto o livro do Lyra, feito agora com ajuda do proprio filho dela, são muito mais atuais que o diciónário Cravo Albin... MachoCarioca oi 07h53min de 10 de Janeiro de 2009 (UTC)

  • Maysa, ainda fico emocionado ao ouvir tuas voz. Embora teres nascida e findada no Rio de Janeiro, vives no meu coração. Meu eterno adeus, linda descabelada e com o olhar cansado. NH (discussão) 08h06min de 10 de Janeiro de 2009 (UTC)

O texto acima foi movido de: Wikipedia:Esplanada/geral#Maysa

Talvez o andamento de Discussão:Gisele Bündchen possa ajudar. Acho um tanto fraca essa fonte citada em comparação com o que já existe no artigo (a ligação para o Cravo Albin está inacessível para mim). Mas pode servir de base para procurar uma fonte mais forte. --Leonardo Stabile msg 09h39min de 10 de Janeiro de 2009 (UTC)

A ligação para o Cravo Albin nem existe. O 'andamento' a paso de cágado da discussão de Giselle Bundchen é uma piada wikipediana, meses para se resolver uma nacionalidade, isso é um desserviço.

Bom, eu prefiro uma fonte de alguém que conviveu meses com o filho da cantora para montar um personagem dizendo algo, do que apenas escrito que é. Na verdade, as fontes que lá estão ficaram fracas depois do colocado. (até porque erradas). Fracas inclusive com relação ao livro do Lyra. E não entendi porque retirou isso da Esplanada, já que é algo de interesse geral. MachoCarioca oi 09h45min de 10 de Janeiro de 2009 (UTC)

Percebo agora que o sítio inteiro está fora do ar, então ainda há a possibilidade daquela fonte existir de fato. O caso da Gisele foi bastante fora do comum, e o resultado mais do que satisfatório, não há do que reclamar. Quando escrevi "(…) em comparação com o que já existe no artigo (…)", não exclui a obra do Lyra Neto. Predefinições, categorias, correlatos e documentação dizem respeito ao interesse geral da comunidade; referência de artigo continua sendo restrita ao artigo. --Leonardo Stabile msg 10h13min de 10 de Janeiro de 2009 (UTC)

Eu não disse que a fonte não existe, disse que a fonte não tem ligação. Apenas acredito que isso aqui precise ser resolvido logo, pelos acessos que o artigo está tendo e ,ficando aqui escondido, poucos se interessam em vir aqui reslver o assunto. Qto mais exposição melhor.

Junte-se esta fonte ao do Lyra Neto e me parece algo mais robusto que o que lá existe, ate pq, são as corretas. E acho que as informações da Folha e do imdb foram copiadas do Albim.MachoCarioca oi 10h21min de 10 de Janeiro de 2009 (UTC)

A fonte tem ligação, ela está somente inacessível. Na realidade nem isso, o cache do Live me confirma o que o Cravo Albin menciona. Veracidade não importa, muito menos partindo de mim ou você. Não vamos decidir no palitinho qual das fontes usar; todas elas foram agrupadas e todas serão usadas. O que sugiro é recolher mais fontes, realmente acho que se há incoerência na literatura não fomos os primeiros a descobrir. Curiosidade pessoal: o livro do Lyra cita tal confusão ou somente cita o Rio de Janeiro? Em último caso, deixa-se claro no artigo essa indefinição. A Wikipédia não tem prazo de validade, nada por aqui é decidido mas sim consentido. O leitor já deveria saber que o conteúdo não é garantido. Mas se deseja mais exposição é possível tentar Wikipedia:Pedidos de opinião. --Leonardo Stabile msg 10h58min de 10 de Janeiro de 2009 (UTC)


  1. Não estou desmentindo a fonte do Cravo Albim, apenas ser ela defasada ou parte daquelas que falei, veiculos que, diante de haver duvidas, davam o que lhes apetecesse, baseado nisso e naquilo. Importante tbém dizer que Maysa, até esta serie entrar no ar, andava bem obscura, por decadas, talvez ai possa ser uma explicação para a falta de interesse em se checar informações mais precisas dela, o que agora foi feito com essa biografia do Lyra, a fonte mais atual.
  2. Veracidade é a razão de ser de uma enciclopedia. Sem ela, isto aqui é apenas 'papel impresso'. Interessante sua afirmação sobre a falta de importancia da veracidade.(?)
  3. Não é questão de palitinho, acredito que na presente situação, até uma conclusão mais profunda (para vcs, pq Maysa é carioca da gema mesmo) sugiro o uso das duas cidades como berço, na base do OU, cada uma com suas referências.
  4. O livro do Lyra só cita o Rio e dá o endereço, leu não? O Monjardim deu grande acesso a ele para que fizesse a biografia. Sendo assim, me parece, de longe, a fonte mais fiável. (apesar de para mim, a entrevista da Larissa ser a principal). MachoCarioca oi 11h20min de 10 de Janeiro de 2009 (UTC)
  • Não cabe a nós determinar onde ela nasceu. Há fontes que dizem Rio, há fontes que dizem São Paulo. Nossa função é dizer que há informações divergentes, e não comprar uma delas como verdadeira. Minha edição procurou fazer isso. Mantive São Paulo na abertura do artigo porque a esmagadora maioria das fontes afirma isso, mas minha nota de rodapé cita o artigo do jornalista Lyra como fonte da informação contrária. Não concordo que esse livro seja "a fonte mais fiável" — e acho que nem Jayme Monjardim, filho da cantora, concorda. Embora Manoel Carlos (escritor da série) tenha usado muitos trechos do livro nos diálogos, a própria personagem diz, num dos capítulos, que é paulistana e mudou-se ainda pequena para o Rio. Ou seja, o levantamento feito pelo jornalista pode ser muito útil em vários aspectos, mas pode ter errado no local de nascimento — e isso ninguém melhor que a própria família (cujos documentos serviram de base para a reconstrução da história) para saber. Boas. YANGUAS diz!-fiz 12h08min de 10 de Janeiro de 2009 (UTC)
  • Bem, na minha opinião a quantidade de fontes nada quer dizer, posso arranjar mais para o Rio. E sim, a qualidade delas. Uma unica fonte pode ter mais qualidade que 30 contrárias. Sua edição não procurou dizer isso, inofrmações divergentes, como afirma, porque colocou apenas São Paulo como local de nascimento da cantora, quando outras fontes apontam o Rio, privilegiando a primeira, portanto, no minimo, o artigo deveria ter as duas cidades ali como berço, com suas referencias, como já escrevi acima.

Eu concordo que o livro seja muito mais fiável que as fontes que lá se encontram, pois é uma biografia recém-escrita, que teve a ajuda do proprio filho da cantora nos trabalhos de coleta de dados. Sua opinão de que acha que Monjardim não concorda com isso é apenas opinião e uma opinão sem sentido, já que ajudou o jornalista a fazer a biogrfia. Não faz o menor sentido seu achismo, desculpe.

Mas na minha visão, a entrevista da Larissa, que como vc disse sobre a familia, também teve acesso a todos os documentos que serviram de base da historia, para poder compor seu personagem, é a melhor de todas as fontes. Alguém que passou oito meses imersa num trabalho e na vida de outra pessoa, e em contato direto e continuo com o filho desta pessoa, me parece que não diria que ela é carioca, se não o fosse. Questão pura e simples de bom senso e raciocinio.

Diálogos escritos por autores de novelas não são fontes para a Wikipedia.

Acredito que apenas São Paulo como berço dela ali, o começo do artigo, está completamente equivocado (ela é carioca mesmo), mas a questão não é essa, são fontes que dizem isso e existem duas muito boas para que o Rio tbém seja colocado ali. Na verdade, fontes muito superiores as que lá estão dizendo ser ela paulistana.

Tbém acho bastante amador da sua parte, que se diz jornalista, acreditar que alguém que passe sabe-se lá qto tempo preparando um livro biográfico, em contato direto com o filho da biografada, venha dizer que 'ele pode ter errado no local de nascimento" com se o tivesse escrito ns coxas em cima da perna em quinze minutos e perguntado ao vizinho. Francamente... (poder por poder, achar por achar, suas fontes tbém podem ter errado, (e estão erradas mesmo pq ela é carioca) isso não é argumento) . Sds MachoCarioca oi 12h48min de 10 de Janeiro de 2009 (UTC)

Poxa... essa mulher nunca deu uma declaração dizendo "nasci em tal lugar?". Porque as fontes realmente são complicadas. Na internet, a grande maioria aponta pra São Paulo mesmo. Mas acabei de consultar a Enciclopédia Larousse e encontrei algo inusitado no verbete da Maysa: Maysa Figueira Monjardim Matarazzo, dita Maysa, cantora e compositora brasileira (Vitória, ES, 1936 - Niterói, RJ, 1977). ... e aí, alguém defende que ela era capixaba? rs. Dornicke (discussão) 14h25min de 10 de Janeiro de 2009 (UTC)
MC, não é "achismo", eu vi a personagem Maysa dizendo isso na minissérie — que é assinada pelo filho dela. A própria TV Globo (que produz a série baseada em documentos da família e dirigida pelo filho dela) é citada como fonte para São Paulo — essa fonte não importa?
Dornicke, essa informação e sua respectiva fonte devem ser acrescentadas também. YANGUAS diz!-fiz 14h55min de 10 de Janeiro de 2009 (UTC)
  • Citação: MC escreveu: «Tbém acho bastante amador da sua parte, que se diz jornalista, acreditar que alguém que passe sabe-se lá qto tempo preparando um livro biográfico, em contato direto com o filho da biografada, venha dizer que 'ele pode ter errado no local de nascimento" com se o tivesse escrito ns coxas em cima da perna em quinze minutos e perguntado ao vizinho.» A despeito de sua peculiar delicadeza, e exatamente por conhecer muitos jornalistas, sei que há "jornalistas" e jornalistas, e muita coisa é feita nas coxas, sim, e de encomenda, e por conveniência ou oportunismo e por mais inúmeros motivos que não imaginamos. Não conheço a reputação desse jornalista (alguém conhece?), mas atribuir-lhe confiabilidade e isenção acima de qualquer outra fonte, sem conhecer seu histórico, é no mínimo ingenuidade, pra não dizer imprudência — em se tratando de Wikipédia. YANGUAS diz!-fiz 15h01min de 10 de Janeiro de 2009 (UTC)
  • Acrescentando fonte para São Paulo:

Yanguas, como eu ja disse, acho outras fontes pro Rio e coloco aqui. Acho que não me entendeu: eu não estou querendo excluir totalmente São Paulo do local onde está, mas acrescentar o Rio, também com as fontes dele. Tendeu?

Dornicke, toda essa questão que levantou, do nascimento, posso garantir que vem lá de cima, do que coloquei como a obscuridade com relação a ela nos ultimos trinta anos. Ela era basicamente uma cantora de samba-canção, estilo musical que desapareceu. Acredito que não houve nenhum esforço serio para se levantar os detalhes da vida de Maysa. Não é a toa que a primeira biografia realmente a vera dela, seja essa agora do Lyra. E a questão é, com a minisserie no ar, o interesse aumentou muito, vai se falar mais ainda dela. Estou esperando apenas o Jayme dizer: minha mãe é carioca, na Internet, pra fechar o pacote. :-) MachoCarioca oi 15h43min de 10 de Janeiro de 2009 (UTC)

PS então Yanguas, acrescentamos? Duvidar da seriedade do jornalista biogrófo e das informações de seu livro é direito seu, apesar de não me parecer muito correto com um colega de profissão que não conhece e já tenta desacreditar, mas não é fonte, certo? Vc viu a Larissa dizer que era paulista na miniserie, e eu coloquei a fonte da entrevista onde ela diz Maysa ser carioca. O problema é que vc quer manter apenas um, aí não dá. (Vcs não são do Rio, gente, não teimemm Maysa é carioquissima - e tem boas fontes pra isso aí hehe)

P2 Yanguas, mais uma colocação, o fato do personagem da miniserie dizer que é apaulista, como vc ouviu, pode ser uma 'licença poetica' de moment, de cena, dada a fala da "Maysa", via Manoel Carlos. O que conta é fonte.

MC, qual é o modelo que você propõe? Dornicke (discussão) 18h09min de 10 de Janeiro de 2009 (UTC)
Bom, eu também tendo a acreditar que ela tenha nascido no Rio, o que não faz dela uma carioquíssima (afinal Nelson Motta não é paulistaníssimo). Há uma forma fácil de resolver: se ela nasce em Botafogo basta saber que cartório do registro civil era responsável por aquela zona em 1936. MC vai ao cartório e pede uma certidão: é registro público, qualquer um tem o direito de pedir. Resolve-se aí o problema. Dantadd (α—ω) 19h58min de 10 de Janeiro de 2009 (UTC)

hehe E enquanto o MC não 'vai o cartório de registro civil pedir uma certidão', vou colocar as duas cidades no artigo, com suas referências. Quanto ao carioquissima, Dantadd p orblema é que vc é paulistanissimo e não pescou que carioquissima é estado de espirito, não apenas local de nascimento. O gaucho João Saldanha e o acreano Armando Nogueira são carioquissimos, hehehe,assim como o paulistano ]Nelson Notta. E Maysa além de nascida aqui, também era carioquissima em seu jeito de ser. E olha que o que tem carioca que de carioca não tem nada, está aí o Pugliesi que não me deixa mentir hehe Acredito que com essa onda toda em torno da minisserie muito breve teremos uma fonta definitiva na internet, a boca do proprio filho.

Como a descoberta do Dornicke é uma novidade, da qual não se ouviu falar antes, vou colocar ela na mesma situação em que estava antes a fonte do Lyra, uma afirmação secundária, como curiosidade. Se não gostarem do resultado, o artigo está ai mesmo pra ser mexido. MachoCarioca oi 22h25min de 10 de Janeiro de 2009 (UTC)

Sim, sim, sou orgulhosamente paulista. Bem, pelo visto tu não vai ao cartório mesmo hein!... Descobre aí em que cartório ela casou em SP que eu faço alguém ir lá buscar uma certidão. Dantadd (α—ω) 14h13min de 11 de Janeiro de 2009 (UTC)
  • MC e Dornicke, concordo com a inclusão das duas cidades, sem privilegiar nenhuma. Mas parece que já mexeram lá...
  • Quanto ao cartório, isso seria pesquisa inédita, não? YANGUAS diz!-fiz 21h16min de 18 de janeiro de 2009 (UTC)

Proteção[editar | editar código-fonte]

Protegido por 1 semana contra IPs, que insistem (mesmo usuário?) em impor uma versão para o nascimento da cantora, desrespeitando consenso e desprezando fontes citadas. YANGUAS diz!-fiz 20h41min de 19 de março de 2009 (UTC)

Absurdo[editar | editar código-fonte]

É um absurdo que não tenha nenhuma frase sobre a ligação de Maysa com Tom Jobim e Vinícius de Moraes, que eram grandes amigos e parceiros de Maysa, pra quem não sabe, a cantora gravou várias letras dessa dupla como Eu sei Que Vou te Amar e Se Todos Fossem Iguais á Você, além de várias outras, do próprio Tom, maysa gravou várias canções como Meditação, Àgua de Beber, Chega de Saudade, Caminhos CruzadosEu Não Existo sem você e a clássica Demais, que muitos acreditam ser na própria Maysa, mas é de autoria de Tom com Aloysio de Oliveira. Também acho errado não frisar as suas composições Ouça e Meu Mundo Caiu, como clássicos da música brasileira que ela realmente são.

Absurdo não? Então mãos a obra, a edição é aberta e colaborativa, basta clicar em editar no topo da página e citar as fontes. Dédi's ✓ (discussão) 03h53min de 13 de dezembro de 2009 (UTC)

Dúvida e Pedido[editar | editar código-fonte]

Gostaria de saber como faço para por uma foto da cantora em seu artigo, não consigo fazer isso de jeito nenhum, e a foto é muito bonita, acho que ficaria ótimo. alguém pode me ensinar ou por pra mim? obrigado!o comentário precedente deveria ter sido assinado por Vitor dirami (discussão • contrib.)

A foto deve estar livre de copyright. Veja WP:PI. E não se esqueça de assinar suas futuras mensagens, por favor. Yanguas diz!-fiz 15h37min de 18 de dezembro de 2009 (UTC)
Ola Amigo, para carregar uma foto de forma global, é preciso carrega-la no commons, para isso você precisa estar inscrito lá também, se a foto for livre de copyright, ela ingressa, ai podemos colocar no artigo, caso tenha dúvida de como faze-lo, poderá me contactar !
Abs Onjackmsg 15h58min de 18 de dezembro de 2009 (UTC)

Mudança[editar | editar código-fonte]

Pelo amor de Deus, o local de nascimento de Maysa está no totalmente errado, a cantora não nasceu em São Paulo e sim no Rio, é inadmissível que mesmo após tantos esclarecimentos, biografias até em depoimento áudiovisual em que a cantora deixou registrada que nasceu na capital fluminense, ainda fiquem supondo seu nascimento em São Paulo!E também é uma idiotice dizer que maysa estudou no Sacre Coeur de Marie em paris! Ora, Maysa nunca estudou em Paris, a cantora estudou no sacre coeur de marie em SÃO PAULO! por favor, façam a decência de mudar isso, pois é um absurdo que uma cantora do porte de maysa ainda seja vítima de mal entendidos toscos e já esclarecidos. --Vitor dirami (discussão) 04h32min de 8 de janeiro de 2010 (UTC)

  • "O limiar mínimo para inclusão de material na Wikipédia rege-se pelo conceito da verificabilidade e não pelo conceito de veracidade" (WP:V). A informação de que naceu em São Paulo é verificável pelas fontes - e é o que basta a uma enciclopédia. Pelo menos até se ter uma fonte irrefutavelmente mais fiável que alegue o contrário, acredito que as duas cidades devam permanecer como possível local de nascimento. Já a informação sobre Paris, foi corrigida baseada nessa fonte. Lembro ainda que você também poderia ter feito isso. Eamaral (discussão) 04h42min de 8 de janeiro de 2010 (UTC)

Última Edição[editar | editar código-fonte]

Esta última edição está totalmente equivocada e repleta de erros. Prejudicando a história e memória da cantora Maysa, favor reveterte-la. --Vitor dirami (discussão) 19h55min de 23 de fevereiro de 2010 (UTC)

  • A explicação do editor Eamaral acima foi bastante clara: a Wikipédia se baseia na verificabilidade. O senhor não pode sair modificando artigos construídos à base de fontes como se só o senhor conhecesse a verdade. Se tem fontes fiáveis, apresente-as, então discutiremos. Yanguas diz!-fiz 01h25min de 24 de fevereiro de 2010 (UTC)
  • Tentei corrigir alguns erros e contribuir com fatos ao artigo com fontes seguras!está bem mais entendível. O texto havia sido alterado de uma forma equivocada, baseada nas liçencas poéticas usadas na minissérie produzida pela Rede Globo, como se a WP fosse revista de fofocas. --Vitor dirami (discussão) 19h48min de 25 de fevereiro de 2010 (UTC)