Discussão:Rosa-cruz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ex-artigo destacado Rosa-cruz é um ex-artigo destacado. Por favor veja as ligações nos marcos alcançados para a página original de nomeação (para artigos mais antigos, pode não haver arquivo) e veja por que foi removido dos artigos destacados.
Etapas passadas por este artigo
Data Processo Resultado
(data não inserida) Candidato a artigo destacado Promovido
(data não inserida) Revalidação de artigo destacado Despromovido
Estatuto actual: Ex-artigo destacado

Fiquei bastante impressionada com a quantidade de material que a página fornece sobre o tema. Fiquei impressionada não só pela quantidade mas também pela profundidade. Contudo, embora passa estar enganada, creio que não há qualauer referencia a um dos membros da Ordem Rosacruz mais famoso : Fernando Pessoa. Como escritor estudado no Brasil bastante tempo antes começar a ser estudado em Portugal, esperava que estivessem melhor enformados sobre o historial do escritor.


Nota (resposta): o artigo é escrito por cidadãos Brasileiros e Portugueses - com o especial e principal contributo, desenvolvimento e manutenção pelo utilizador Campani - bem como a presente Wikipedia na versão de língua portuguesa é comum aos países de língua portuguesa; e toda a contribuição construtiva será decerto bem-vinda. Acerca de Fernando Pessoa e o Caminho Rosacruz:

  • "Iniciado, por comunicação directa de Mestre a Discípulo, nos três graus menores da (aparentemente extinta) Ordem Templária de Portugal." por Fernando Pessoa
  • Para um aprofundamento de leitura sob a vertente esotérica de Fernando Pessoa, e sua relação com as correntes de pensamento (Maçonaria e Rosacrucianismo), permita-me que recomende:
- estes singelos ensaios online no directório do site TriploV dedicado ao Poeta: http://www.triplov.com/fernando_pessoa/index.htm
- um livro recentemente editado por José Manuel Anes: Fernando Pessoa e os mundos esotéricos, Ésquilo Edições & Multimédia, Lisboa, 2004, 2ª ed.
  • Para um aprofundamento sobre a Iniciação (de Mestre a Discípulo) - conforme a compreendo e a interpreto na vida deste nosso Querido Poeta que tem sido simultaneamente ele, Fernando Pessoa, uma fonte de inspiração desde menino para mim e decerto para muitos de nós - permita-me que recomende a leitura da obra Conceito Rosacruz do Cosmos e outra literatura sobre o tema do autor Max Heindel.
  • "Valete, Frates."

Quinto

O Encoberto[editar | editar código-fonte]

Que símbolo fecundo
Vem na aurora ansiosa?
Na Cruz Morta do Mundo
A Vida, que é a Rosa.

Que símbolo divino
Traz o dia já visto?
Na Cruz, que é o Destino,
A Rosa, que é o Cristo.

Que símbolo final
Mostra o sol já desperto?
Na Cruz morta e fatal
A Rosa do Encoberto.

NO TÚMULO DE CHRISTIAN ROSENKREUTZ



Desinformação vs. honestidade[editar | editar código-fonte]

Solicita-se aos "egípcios", e alguma(s) companhia(s) limitada(s), que por aqui passem o favor de não tentarem novamente manipular o texto do presente artigo. Há muitas fontes online — entre as quais o presente artigo — onde podem estudar e aprender algo mais do que as diversas ilusões que vos têm facultado: conforme enuncia o Confessio Fraternitatis [1] (que nem sequer parecem ser capazes de reconhecer): "sejamos honestos para obter a compreensão e conhecimento da filosofia".

Na realidade, e como decerto, já devem ter entendido, os artigos em língua portuguesa e em língua inglesa (em conjunto), por motivos que vos escapa, são o mais fidedignos e aprofundados de todas as línguas em que se encontra o presente tema "Rosacruz" editado na Wikipedia. Há povos que têm uma longa História e não se deixam manipular tão facilmente por certo tipo de publicidade e desinformação, em que pudessem cair escravos de quem procura o exercer o controlo de Poder sobre o "próximo". Bem haja! Grato pela atenção, QARFNVC [2] --88.214.139.163 22:28, 25 Julho 2006 (UTC)

Rosacrucianos famosos[editar | editar código-fonte]

Personalidades famosas consideradas como Rosacrucianos ou que tiveram um impacto importante no Rosacrucianismo:

Séculos pré-Manifestos

Séculos XVII e XVIII

Séculos XIX e XX


Nota: p.f não introduzir listagem no artigo: os nomes podem ser discutíveis e os artigos da Wiki, tal como decerto também é preconizado por algumas Fraternidades, não visam publicidade. --Utad3 15h19min de 24 de Julho de 2007 (UTC)

Conceitos e períodos[editar | editar código-fonte]

Os links que aparecem ao lado direito do artigo referentes a conceitos e períodos foram editados na perspectiva da doutrina de Max Heindel, e não tem eco em outras fraternidades e concepções rosacruzes. Pelo bem da imparcialidade, deveriam ser eliminados do artigo e passados para o artigo sobre Max Heindel.

Este artigo precisa de revisão[editar | editar código-fonte]

Este arigo sobre e Rosa-Cruz precisa de ser revisto.
É do conhecimento geral que existem na actualidade numerosos grupos e seitas rosacrucianas, em constante guerrilha ideológica, que não se entendem, cada qual reivindicando para si autenticidade e detenção de um suposto "segredo iniciático", e essas dissidências estão reflectidas no artigo.
Deveriam dar uma vista de olhos pelas páginas francesa e inglesa, que parece estar um pouco melhor redigidas.
A secção "Lista de instituições relacionadas" pode ser aceitável e solução pacífica para a referida "guerrilhe ideológica", mas a secção de "ligações externas" é pura propaganda dos diversos grupos e seitas rosacrucianas, aliás alguns de estas ligações até estão duplicadas, pois existem também ligações externas na secção textos de referência.
A secção "Princípios e objetivos" é evidente que foi copiada do panfleto informativo de alguma dos grupos rosacrucianos modernos, e também deveria ser apagado.
Em congruência com os objectivos da Wikipédia, este artigo deverá ser revisto com imparcialidade, por editores que não tenham envolvimento filial ou emocional com nenhuma instituições rosacrucianas.
Para já, devería ser rapidamente apagado todo o spam das ligações exteriores e não permitir ligações a nenhuma instituição. Por um lado, alguns destes grupos são objecto de artigo próprio na Wikipédia e na realidade a lista está muito incompleta; faltam numerosas organizações rosacrucianas com presença no mundo lusófono. Se todos os grupos rosacrucianos de Portugal, Brasil, Moçambique, Angola, etc. decidirem colocar aqui uma ligação ao seu site este artigo seria só links. Além disso penso que está claro e é consenso geral que a Wikipédia é uma enciclopédia e não um directório de sites. para isso existem páginas mais apropriadas em internet.
Também faltam notas e referências que valorizem o texto como artigo enciclopédico.
E qual é o texto em que Fernando Pessoa afirma pertencer à rosa-cruz? Li muito da obra do poeta e nunca li nada disso...
Que vos parece? Abraço. Álvaro de Azevedo Moura (discussão) 22h01min de 3 de fevereiro de 2011 (UTC)

Demasiadas ligações externas e spam[editar | editar código-fonte]

removi a ligação à Soceidade Brasileira de Eubiose por se tratar de propaganda e spam. A Sociedade não é uma associação rosa-cruz.
Existe um artigo específico para essa sociedade. Também verifico que existem editores sistematicamente colocando ligações a esta sociedade nos mais diversos artigos, numa demonstração óbvia de vandalismo.
Este artigo tem demasiadas ligações a demasiados grupos e seitas. A Wikipédia não é um directório de sites.
Se vamos colocar neste artigo ligações a todos os grupos ocultistas contemporâneos, que parece que quase todos fazem ascender as suas origens à rosa-cruz, este artigo seria somente ligações... Álvaro de Azevedo Moura (discussão) 04h08min de 9 de fevereiro de 2011 (UTC)

1 - Removi diversas ligações externas por se encontrarem em uma ou mais das situações seguintes:
1.a - Ligações inoperacionais.
1.b - Ligações a páginas de organizações não rosacrucianas.
1.c - Ligações repetidas a páginas da mesma organização.
1.d - Ligações a sites em língua distinta da portuguesa.
2 - Também removi a sub-secção "textos de estudos" por ser puro spam e propaganda de grupos rosa-cruzes, e tratarem-se te textos de qualidade duvidosa.
Deixei somente as ligações aos sites oficiais de instituições rosa-cruzes de países lusófonos.
Contudo, se a Wikipédia não é um directório de sites, numa situação como esta, em que grande parte das organizações espiritualistas, ocultistas, rosacrucianas, etc, etc (podem ser uma centena ou mais!) reclamam da sua filiação à rosa-cruz, sou da opinião que não deveria existir neste artigo ligações externas a nenhuma organização, instituição ou grupo rosa-cruz ou não rosa-cruz, e assim terminaria a polémica, e seria possível redigir o artigo com maior imparcialidade e objectividade.
A secção "textos de referência" também necessita uma boa limpeza. Não são referências/notas ao artigo, é puro spam, como qualquer pode comprovar.
Que vos parece? Álvaro de Azevedo Moura (discussão) 10h42min de 9 de fevereiro de 2011 (UTC)


Como ninguém se manifestou removi a sub-secção "textos modernos" da secção "textos de referência". Existem centenas de livros sobre o tema, se estes não estão servindo de referência a frases do corpo do artigo não serve de nada listá-los.
Deixei os livros antigos, que são as referências clássicas sobre a rosa-cruz.
A secção "Lista de instituições relacionadas" também deveria ser removida, é puro spam/propaganda de grupos neo-rosacrucianos modernos. Um directório de propaganda de instituições contemporâneas.
Álvaro de Azevedo Moura (discussão) 22h39min de 26 de fevereiro de 2011 (UTC)


Na secção "Ligações externas" removi todos os links que eram spam de organizações contemporâneas e duas ligações inoperacionais. Mantive somente duas ligações externas relevantes para o artigo; sendo uma delas uma referência enciclopédica e a outra um link a livros clássicos e antigos (1887 a 1918) sobre o tema. (WP:NOLINKS) Álvaro de Azevedo Moura (discussão) 21h59min de 31 de março de 2011 (UTC)

Simbolismo: Cruz Rosa+Cruz[editar | editar código-fonte]

No texto do site fala que a cruz Rosa+Cruz seria uma cruz envolta por uma coroa de rosas. Informação equivocada, pois a verdadeira Cruz Rosa+Cruz possiu somente uma única rosa.

Ha controvérsias sobre como seria a 'verdadeira' rosacruz... essa sua afirmação é eco da afirmação da AMORC ha outras instituições rosacruzes que discordam dessa visão.

ORIGEM DA AMORC[editar | editar código-fonte]

A Antiga e Mística Ordem Rosae Crucis - AMORC não afirma ter origem no antigo Egito, ao contrário do que está dito no texto. O que se afirma é que os princípios e forma operacional têm raízes nas primitivas Escolas de Mistério, notadamente a que foi organizada pelo Faraó Thutmose II. Num site de caráter informativo como este, creio ser fundamental a verificação das fontes. Neste caso, a fonte ideal é própria instituição. O grande dilema é que trata-se de uma Ordem iniciática. Assim, o conhecimento mais preciso é reservado aos que assumem compromisso. No entanto, não há discrepância entre o que se ensina privativamente e o que divulga ao público em geral. --201.3.30.89 (discussão) 13h42min de 7 de julho de 2011 (UTC)

A instituição valeria como fonte para a história dela mesma ? Lewis é um personagem controverso e tido como 'enganador e plagiador' por muitos chefes de outras ordens e por muitos estudiosos do ocultismo (o sistema de graus da AMORC por exemplo é copiado da OTO da qual ele foi parte). Uma pergunta interessante é: Se a AMORC não foi capaz de manter nem mesmo a 'tradição' que ela própria divulga no MANUAL ROSACRUZ como poderia guardar uma tradição de mais de dois mil anos... impossível a não ser dentro de seus esquemas de inverdades.

Cavaleiro Rosa Cruz[editar | editar código-fonte]

A seguinte afirmação é incorreta: "Outra faceta da Rosa-cruz mais conhecida é o 18º Grau (representando simbolicamente a 9ª Iniciação Menor), o grau de "Cavaleiro Rosa-Cruz", do "Capítulo da Rosa-Cruz" do "Rito Escocês Antigo e Aceito" da Franco-Maçonaria, que tem como símbolos principais o Pelicano, a Rosa e a Cruz".

O grau de Cavaleiro Rosa Cruz não tem nenhuma relação com o rosacrucianismo. Sua simbologia e sua ritualística não fazem nenhuma alusão à ordem e nem a seu simbolismo.

Alteração do título da página de Rosa-Cruz para Rosacruz ( retirada do hífen)[editar | editar código-fonte]

A língua portuguesa não utiliza mais o hífen nestes casos. Sei que há muito a ser discutido e revelado aqui, tanto para aqueles que estudam o Conceito Rosacruz do Cosmos de Max Heindel, para aqueles que estudam as monografias da AMORC, para os estudantes da Rosacruz Áurea, para os estudantes da FRC, para os estudantes da FRA, para os estudantes da CR+C e para os estudantes da OKRC( por favor perdoem-me caso não tenha citado alguma, com certeza, refiro-me a todas ) No entanto, proponho agora, apenas a junção da palavra Rosacruz, talvez a união da Rosa e da cruz (Rosacruz) como é grafada em todos os livros, monografias, documentos e etc e ainda mais agora, por estar de acordo com a nova ortografia da língua portuguesa, possa nos unir cada vez mais e futuramente esta página possa, escrita de uma forma harmoniosa, comportar todos os dissensos. Penso ser esse o primeiro passo.