Disney CRUJ

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mergefrom 2.svg
O artigo ou secção Disney Club deverá ser fundido aqui. (desde setembro de 2013)
Se discorda, discuta sobre esta fusão aqui.
Disney CRUJ
Informação geral
Formato
Criador(es) Cao Hamburguer
País de origem  Brasil
Produção
Diretor(es) Michael Ruman, Renato Fernandes
Elenco Diego Ramiro
Leonardo Monteiro
Jussara Marques
Ary França
Marisol Ribeiro
Diegho Kozievitch
Danielle Lima
Caíque Benigno
Murilo Troccoli
Exibição
Transmissão original 14 de abril de 200128 de dezembro de 2002 (reprisado até 12 de outubro de 2003)
N.º de temporadas 2
N.º de episódios 930

Disney CRUJ foi um programa de televisão infanto-juvenil produzido pela Disney em parceria com o SBT apresentada de 2001 até 2003. É uma continuação do Disney Club que estreou em 1997 e continuou até mudar seu formato e nome pra Disney Cruj em 2001, com versões em vários países, inclusive no Brasil. A versão brasileira era transmitida pelo SBT e pelo Disney Channel, dirigida por Renato Fernandes. Foi um dos principais programas infantis no final década de 90.

Horários[editar | editar código-fonte]

Entrou no ar pela primeira vez no dia 28 de abril de 1997. Em sua primeira fase, era exibido de segunda a sexta, em rede das 18h às 19h, e em alguns locais, das 17:30 às 18:30 (pois algumas afiliadas do SBT exibiam telejornais locais das 18:30 às 19h, até antes do fim de 1998), como o primeiro fruto da parceria entre o SBT e a Walt Disney Company. Na segunda fase, a partir de junho de 1997, passou para 19h até 20h, como estratégia para "chamar a atenção" pelas chamadas nos intervalos da novela infantil Chiquititas, que estreou no dia 28 de junho, indo ao ar após o Disney Club. A terceira fase começou quando, três meses depois, o Disney Club voltou ao horário antigo de 18h, mas com mais 15 minutos de duração, até às 19:15.

Desde a estréia, enfrentava a forte concorrência da Rede Manchete, atual Rede TV!, que exibia desenhos animados japoneses no horário. Mas esta emissora começava a perder grande número de afiliadas em cidades brasileiras, até que a rede retirou os "animes" do ar, já que eram reprisados seguidamente há mais de dois anos. Com isso o Disney Club tornou-se o único programa infantil em sua faixa de horário.

Caracterizou principalmente o programa a impressão falsa deste ser ao vivo. Em períodos de horário de verão, devido às grandes dimensões do território do Brasil e aos vários fusos horários, em alguns estados das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, o programa passava nos finais de tarde. Isso gerava incoerência, já que os apresentadores diziam "Boa noite" em suas saudações pois o programa era gravado em São Paulo.

Mudanças recorrentes da emissora a partir de 1999 interferiram ligeiramente no horário do programa: passou para 18:05 às 19:20; depois, em 2000, das 18:15 às 19:30, até o dia 19 de janeiro de 2001 (foram mais de 300 episódios em 2000). Também entre 1999 e 2001, o programa chegou a mudar seu público-alvo, passando de infantil para o infanto-juvenil, acompanhando o fato de alguns dos integrantes já serem adolescentes.

Já em sua quarta fase, a atração muda de nome para "Disney CRUJ", e de horário: sábado das 10:15 às 12h. Isso a partir do dia 14 de maio. No entanto, em 12 de outubro de 2003, o programa sai do ar, quando já não era gravado há muito tempo (eram exibidas reprises de 2002).

O mais famoso bordão do programa era a despedida dos integrantes: "CRUJ, CRUJ, CRUJ, Tchau!".

História[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Disney Club ou TV CRUJ (1997-2001)[editar | editar código-fonte]

Após entrada do ar em 1997, era exibido de segunda às sextas. Foi exibido diversos desenhos animados da Disney, até "os problemas técnicos da transmissão da antena" em 19 de janeiro, justamente na sexta-feira, embora chamadas dos intervalos afirmava que a novela Éramos Seis seria exibida na semana seguinte no horário do Disney Club.

Apresentadores da Tv Cruj (1997-2002)[editar | editar código-fonte]

Ator Personagem Apresentador
Diego Ramiro Juca Caju
Caíque Benigno Maca ou Macarrão Macaco
Leonardo Monteiro Guelé Chiclé
Jussara Marques Malu Maluca
Danielle Lima Ana Paula Pipoca
Murilo Troccoli Frederico ou Fred Rico

Disney CRUJ em 2001[editar | editar código-fonte]

Marisol Ribeiro, a Maya, por quem Juca era apaixonado.

Após um período de férias, em 14 de abril de 2001 a atração volta a ser exibida com o título "Disney CRUJ", substituído o termo "Club", e formato novo, caracterizando o cotidiano vivido entre os membros do comitê e as pessoas que viviam perto da casa de onde eram feitas as transmissões piratas. Novos personagens foram criados e depois de algum tempo de preparação, um ritmo de aventura foi imposto ao seriado, agora o elenco do programa antigo já entraram na adolescência e a história que passava apenas no único local dos integrantes, passa ser externo.[1] Michael Ruman foi contratado para conduzir o programa em sua nova fase, que assumia a chegada da adolescência dos protagonistas.

Surgiram os personagens Paracleto (Ary França), um pasteleiro que, na verdade, tinha suspeita dessas transmissões; Maya (Marisol Ribeiro), garota por quem Juca era apaixonado; e a Turma da Rua de Baixo (formada por rivais dos integrantes do CRUJ, cujos membros eram caracterizados pelos mesmos) que formou a TRUB (acrônimo de "Turma da Rua de Baixo"). Também participaram alguns outros personagens, alguns atores conhecidos do SBT e de outras emissoras.

No dia 28 de abril, Caju, Chiclé, Malu e Pipoca, comemoram o quarto aniversário do CRUJ e Caju renuncia surpreendentemente à presidência e entrega o cargo para Chiclé (que durante as férias decorou um dicionário). O novo presidente se mostra mais autoritário do que o antecessor, que era democrático.

A TRUB decide criar a própria TV pirata, a TV TRUB, que ficava no mesmo canal da TV CRUJ, num prédio abandonado com janelas quebradas. O prédio ficava perto da TV CRUJ: saindo da casa dos pais de Juca e Guelé, virava-se à esquerda, seguia-se direto pela rua, virava-se à direta e chegava-se ao TRUB. Ao contrário da TV CRUJ, eles mostravam rostos e a líder do grupo, Carla Carcará (Jussara Marques) queria descobrir "quem é quem do CRUJ", mas os planos sempre eram fracassados pelo atrapalhado Ramela (Diego Ramiro), que também era apaixonado por Maya.

Disney CRUJ em 2002[editar | editar código-fonte]

No dia 9 de fevereiro de 2002, a líder do TRUB, Karla acusou pela TV TRUB o ex-presidente do CRUJ, Caju, de dar a presidência para o irmão Guelé sem eleição. O escândalo levou os integrantes a convencer Guelé a renunciar a presidência e a entregar interinamente a Malu, a primeira garota a presidir o CRUJ desde sua fundação. Os integrantes anunciaram então eleições para escolha de novo presidente através de cartas.

Em 2 de março, contrariando que fazia desde 1997, os integrantes comemoraram os 5 anos da TV CRUJ. A comemoração coincidiu com novas alterações do programa: O cenário do programa não vai mais se restringir ao quartel-general do CRUJ. O Parapastel, (trailer que vende pastel por Paracleto) é o novo point da turma. Além de ganhar as ruas, os atores-apresentadores passam a interpretar novos personagens em histórias paralelas.[2]

Em 23 de março, inicia a campanha eleitoral para a presidência. Cada candidato dá o seu recado em frente às câmeras para ganhar o voto dos arbonários (telespectadores). Em meio ao burburinho da campanha, Malu (Jussara Marques) e Juca (Diego Ramiro) se desentendem. O personagem Jorge Marcos (Fabio Henrique Cruz), jovem cineasta que é grande amigo da Malu, reaparece no programa e revela para quem será o seu voto.[3]

Os candidatos eram os ex-presidentes Caju e Guelé, a interina Malu, Pipoca, a única ainda integrante do CRUJ que nunca assumiu a presidência, e os integrantes do TRUB, Carla e Ramela. Os integrantes da TRUB se candidataram favorecidos por uma "brecha" do "Estatuto do CRUJ".

No dia 4 de maio, a apuração apontava Ramela como vencedor, o que levou questionamentos dos próprios integrantes do CRUJ. No dia 11 de maio, Ramela assume a presidência, logo depois é tirado do poder depois que os integrantes do CRUJ encontraram cartas escondidas na sede da TV TRUB. Recontaram-se os votos e Malu foi eleita. No dia 18 de maio ela assume a presidência do CRUJ, e nomeia a Pipoca como vice-presidenta.

No mesmo mês, a trama foi alterada com desenrolar da história: a saída de Maya (quando ela se despede dos amigos, que na verdade nem sabia que eram os apresentadores de TV CRUJ); o fim da Turma da Rua de Baixo (TRUB) e a TV TRUB (junho); a chegada de Sputnik (Diegho Kozievitch), um adolescente que cai dos céus em cima do Guelé, que seria um suposto extra-terrestre (não confirmado depois) que tinha feições de um menino terráqueo qualquer e que havia perdido a memória, ocorrido em 6 de julho.[4] O programa voltou-se mais ainda para a aventura, com o caso do pasteleiro Paracleto.

Tudo começa com os estranhos desaparecimentos do Paracleto, investigados por Guelé, em abril. Paracleto some e reaparece no seu trailer, como se utilizasse alguma passagem secreta. Guelé tenta alertar os amigos, mas eles estão muito ocupados com as eleições. Então resolve investigar com a ajuda do Sputnik, seu novo amigo. Inicialmente, Juca, Malu e Pipoca que não acreditavam nas histórias do Guelé, agora começam a rever suas posições. Ele prova que tinha razão em suas suspeitas sobre o Paracleto.

Descobre-se que o subsolo do bairro possui uma complexa rede de túneis e também que o Paracleto não é apenas o pasteleiro do bairro e sim o Otel Carap (Paracleto, invertido), um ex-agente da TV. Guelé e Sputnik descobrem por acaso que havia um túnel que ficava debaixo do trailer e descobrem um pouco o passado de Otel Carap: em recortes de jornais e documentos das décadas de 60 e 70 era uns dos agentes na época da Ditadura Militar no Brasil. Ele também participou da localização e apreensão a uma TV pirata similar à feita do CRUJ, prendendo 4 integrantes que eram esquerdistas, no mesmo bairro em 1974, depois de anos de buscas.

Pouco tempo depois, Sputnik e Guelé acham um livro antigo do ano de 1652, na época da dominação da Holanda no nordeste do Brasil, de um menino holandês que descrevia um tesouro escondido em algum lugar de São Paulo, trazido do nordeste, devido à possibilidade que os holandeses fossem derrotados (o que ocorreria 2 anos depois).

Sputnik e Guelé descobrem que Paracleto, no passado fez parte de um grupo secreto denominado "Agência", que capturava crianças gênios para usar a inteligência delas em favor do próprio grupo. Paracleto revela que em 1975 fugiu da Agência com a ajuda de duas amigas que também eram integrantes para morar em uma cidade bem longe de São Paulo: Katmandu, Nepal, um país asiático. Mas eles voltaram pouco tempo depois para a mesma cidade com os nomes falsos, embora mantiverem nomes verdadeiros nos documentos. Ele foi morar no bairro para auxiliar a Turma do CRUJ. Com a descoberta, desvendam mais um mistério: que Sputnik era uma dessas crianças gênios.

Logo depois, o Juca descobre outro túnel do CRUJ: ele ficava debaixo da mesa, perto da janela, da própria sede do CRUJ. Estava oculto por anos e nem ele sabia da noção do outro túnel. Juca vai uns dos túneis, onde levava a vários deles, inclusive ao trailer do Paracleto. A missão agora é descobrir a verdadeira identidade de Sputnik e para isso ele conta com a ajuda de Paracleto e da Turma do CRUJ.

Disney CRUJ em 2003 (reprise e fim do programa)[editar | editar código-fonte]

No entanto, no início de 2002, surge forte boato pela imprensa de que o Disney CRUJ sairia do ar por ordem do dono do SBT, Sílvio Santos, que, segundo a imprensa, se manifestou em não o querer na grade de programação de 2003. O elenco do programa sempre negou o boato, mas as evidências, verdadeiras, eram de que novo horário do programa "foi um erro" para a emissora e que ele e os responsáveis pelo programa não queriam continuar.

No final do programa, exibido no final de dezembro, os criminosos da "Agência" fogem de helicóptero para não serem presos, tirando a chance do personagem Sputnik, que recebeu nome de Max, recuperar a memória. Já os personagens, Caju e Guelé decidem falar aos pais sobre Max e logo encerra-se o programa com os créditos finais. Na semana seguinte, os programas de 2002 começam a ser reprisados.

Os boatos do fim do Disney CRUJ iriam se confirmar só em março de 2003 com a suspensão, sem nenhum esclarecimento de novas gravações. Houve um episódio final gravado, embora ele tenha ido ao ar em meio às reprises. Nele aparece Juca (Diego Ramiro) refletindo sobre os últimos acontecimentos ao seu redor com flashbacks; não aparecem os outros personagens do programa e não tem uma transmissão formal da TV CRUJ; durante as lembranças ocorrem interrupções para a exibição de desenhos animados. No final, Juca aparece no CRUJ, sentado sobre uma mesa e diz: "Valeu galera. Tchau. Obrigado". Nos tempos de Disney Club, os integrantes diziam que no caso da TV CRUJ não ir ao ar, é porque os agentes da TV descobriram a sede da TV pirata, embora fosse apenas no âmbito da fantasia.

O último programa foi reprisado no dia 12 de outubro de 2003. O programa também estava sendo exibido pelo canal pago Disney Channel. Uma semana depois, no dia 19 de outubro, o horário ocupado pelo Disney CRUJ foi reocupado pelo Sábado Animado.

Audiência[editar | editar código-fonte]

Em 2001, o "Disney CRUJ" registrou média de 7 pontos.[5]

Controvérsias[editar | editar código-fonte]

  • Um fato que pouquíssimas pessoas assíduas do programa sabem é que tinha uma previsão da TV CRUJ acabar no Disney Club, portanto não iria existir o Disney CRUJ. A história do fim do CRUJ chegou a ter a sua sinopse no site oficial do programa na Disney. Nela, em uma segunda-feira, depois de um dia atarefado de atividades Juca e Guelé chegam em casa e são surpreendidos com a placa "Vende-se" em sua casa, durante a semana ficam em um clima de indecisão sobre como avisarão isso ao público Ultra-Jovem, mas têm apenas até sexta-feira para dar o aviso, pois no sábado seria a mudança. Lembram-se de coisas acontecidas durante o período em que estiveram no ar, e até o companheiro Macaco aparece para um CRUJ, CRUJ, CRUJ, TCHAU final. Como na fase final do Disney Club e início da fase do Disney CRUJ os epísódios tinham títulos apresentados no início. O nome do "último" episódio do Disney Club era: "A luta continua, companheiro". [2]

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • Em março de 2002, o ex-lutador de vale-tudo Perninha, foi convidado pela produção do programa. Ele interpretou o motorista Maxie (Max), dirigindo carro Cadillac cor-de-rosa, levando Pat Gas, leia-se Pét Grés (interpretada pela Danielle Lima) e o Guelé (Leonardo Monteiro). Após chegar à praça, ela chegou na praça falando com Karla, Ramela, Paracleto e lembrou do menino que trazia do carro e pediu ao motorista trazesse Guelé, pois foi atropelado. A Pat Gas era patricinha.
  • Em abril do mesmo ano, Gérson de Abreu, participou como vendedor de cachorros-quente na praça onde ficava trailer do Paracleto, que até ganhou um comercial com propaganda enganosa exibida pela TV TRUB, alegava que quem come cachorro quente fica magro, que foi desmascarada em seguida. Por causa do sucesso do personagem, chegou-se cogitar como integrante permanente do elenco. Porém, menos de três meses da exibição do episódio, morreu no dia 18 de julho de ataque cardíaco e com a morte, se tornou o último trabalho dele na TV. Em homenagem ao ator, no dia 20 de julho, no final do programa (aparentemente editado às pressas) aparece a seguinte frase com cor branca e fundo preto: "Este programa é em homenagem ao Gérson de Abreu. Valeu, Gersão!".
  • Diego Ramiro foi o terceiro integrante do elenco do Disney Channel a integrar a caravana que esteve na Disney, em Orlando, entre os dias 15 a 21 de agosto de 2002 para gravar quadros para Disney Channel, que não foram ao ar no Disney CRUJ.[6]
  • Em 2013, depois de 12 anos fora do SBT e na TV, Diego Ramiro, volta ao SBT após ser contratado. Ele foi escolhido para ser um dos jurados do novo reality show Famoso Quem, que vai ao ar em agosto. [7]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Cassia Dian (23-04-2001). Disney Cruj. Isto É Gente. Página visitada em 10-06-2010.
  2. André Bernardo "Disney Cruj" ganha nova roupagem em março, mas conteúdo permanece, TV Press, A Notícia, 24 de fevereiro de 2002
  3. Disney Cruj mostra propaganda eleitoral, Barbado, 20 de março de 2002
  4. Entrevistas: Ufologia é o tema no Disney CRUJ, 5 de julho de 2002
  5. http://jornal.valeparaibano.com.br/2001/11/04/valetv/zone.html
  6. Daniel Marcusso, Diego Ramiro valoriza amizades que fez na Disney, Barbado, 22 de agosto de 2002
  7. [1]