Disney Princesa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Disney Princesas)
Ir para: navegação, pesquisa
Disney Princesa
Criador Andy Mooney
Trabalho original Filmes de princesa da Walt Disney Pictures
Filmes e televisão
Filmes Branca de Neve e os Sete Anões
Cinderela
A Bela Adormecida
A Pequena Sereia
A Bela e a Fera
Aladdin
Pocahontas
Mulan
A Princesa e o Sapo
Enrolados
Valente
Programas televisivos A Pequena Sereia (série de TV)
Cante uma História com Bela
Belle's Tales of Friendship
Aladdin (série de TV)
Encenações
Musicais A Pequena Sereia (1989)
A Bela e a Fera (1994-2007)
Disney! On Ice
Lazer
Brinquedos Uma vasta quantidade de brinquedos licenciados
Jogos eletrônicos Disney Princess (Game Boy Advance)
Disney Princess: Enchanted Journey
Disney Princess Enchanting Storybooks
Disney Princess: My Fairytale Adventure
Kingdom Hearts
Áudio
Trilha sonora Uma vasta quantidade de trilhas-sonoras lançadas no mercado.

Disney Princesa (Disney Princess na marca original) é uma franquia de mídia que pertence a Walt Disney Company, criada no fim da década de 1990 e lançada oficialmente em 2000 por Andy Mooney [1] e composta por 11 personagens femininas de 11 diferentes filmes da Walt Disney Pictures/Pixar. [2]

As personagens da franquia tem variado muito desde sua criação. Originalmente foi composta por Branca de Neve, Cinderela, Aurora (também conhecida como Bela Adormecida), Ariel (também conhecida como Pequena Sereia), Bela, Jasmine, Pocahontas e Mulan, com Tiana, Rapunzel e Merida sendo adicionadas mais tarde. [3]

História[editar | editar código-fonte]

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Na década de 90, a Disney apresentou alguns produtos reunindo personagens femininas com o título de "Princesa". [4] Em 27 de Fevereiro de 1996, a Buena Vista Home Entertainment lançou uma linha de VHS chamada "Disney Princess Collection", com episódios das séries Aladdin, A Pequena Sereia e Cante uma História com Bela. [5] No mesmo ano, a Mattel começou a produzir diversas linhas de bonecas reunindo diversas princesas Disney. [6] Em 24 de Junho de 1998, o primeiro número da revista "Disney's Princess" foi lançado no Reino Unido. [7] Em 1999, a Disney Store apresentou a primeira linha de bonecas das Princesas Disney produzida exclusivamente para a rede de lojas.

Primeiros anos[editar | editar código-fonte]

No fim da década de 90, Andy Mooney, que trabalhava para a Nike, empresa de produtos esportivos, foi contratado pela Disney Consumer Products, para combater a queda de vendas de seus produtos licenciados. Durante seus primeiros meses, Mooney foi a um espetáculo do Disney On Ice (um show no gelo da Disney), aonde observou diversas meninas fantasiadas como princesas. "Não eram produtos oficiais da Disney, eram produtos vendidos em lojas de fantasia" disse ele. Logo após este acontecimento, Mooney propôs a ideia em uma reunião com os representantes da empresa, que mesmo sendo criticada por Roy Disney, foi utilizada pela Disney. [8] [9]

A franquia original foi composta por: Branca de Neve, Cinderela, Sininho, Aurora, Ariel, Bela, Jasmine, Pocahontas, Esmeralda e Mulan. Sininho e Esmeralda foram excluídas mais tarde por que a Disney considerou que elas não se encaixavam na "mitologia" da franquia de produtos. [8] [10]

Em 2000, a Mattel recebeu uma licença exclusiva da Disney para produzir uma linha de bonecas inspiradas nas princesas do estúdio em todo o território norte-americano e latino [6] , enquanto a Simba Toys recebeu esta licença em todo o território europeu. [11]

Em 2001, o álbum "Disney's Princess Collection", que inclui canções dos filmes das Princesas Disney, estava entre os mais vendidos no segmento infantil, segundo a Billboard. [12] Ainda no mesmo ano, a Playmates Toys recebeu uma licença para fabricar uma linha de bonecas das princesas como crianças, algo que nunca havia acontecido antes. [13] Até o final de 2001, a franquia teria lucrado $ 136 milhões. [14]

Crescimento[editar | editar código-fonte]

A partir de 2002, a franquia se tornou tão popular ao ponto de gerar um spin-off, chamado Disney Fadas, aonde a fada Sininho de Peter Pan era a protagonista. A Disney Princesa também bateu de frente com outras importantes franquias como My Little Pony da Hasbro e foi considerada para influenciar meninas em todo o mundo. [15] [16] Ela chegou a registrar $ 700 milhões em vendas de produtos licenciados neste ano, mais do que o triplo do ano anterior. [14]

No ano seguinte, os produtos licenciados da franquia passavam de 25.000, com uma venda anual de $ 1.3 bilhões, um salto enorme se considerado o número de vendagens em produtos no inicio da franquia. A revista oficial da Disney Princesa vendeu 10 milhões de cópias por ano em 42 países. Rapidamente, a franquia se tornou uma febre mundial, tornando as Princesas da Disney tão populares quanto Mickey Mouse ou o Ursinho Pooh, os principais personagens da Disney. [17]

Em 21 de setembro de 2004 é lançada a música-tema da franquia, chamada de If You Can Dream, cantada pelas oito princesas originais e sendo parte do álbum "Disney Princess: The Ultimate Song Collection". [18]

Em 2005, a franquia chegou a bater o número de $3 bilhões em vendas, se tornando uma das franquias mais rentáveis no segmento infantil feminino. Durante este ano, Cinderela recebeu uma atenção maior, já que seu filme seria re-lançado em DVD. [19]

Em 5 de abril de 2006, uma loja chamada Bibbidi Bobbidi Boutique foi aberta no Walt Disney World, aonde meninas podem se fantasiar de princesas com um tratamento de beleza, além de comprar produtos oficiais da franquia. [20]

Enchanted Tales[editar | editar código-fonte]

Na Toy Fair de 2007, a Disney apresentou sua nova linha de produtos, com a Disney Princesa ganhando uma nova leva de mercadorias nomeadas como "Enchanted Tales", aonde todas as Princesas usavam vestidos dourados. Nesta mesma feira de brinquedos, a princesa Giselle do filme Encantada foi apresentada como um novo membro para a sua franquia de Princesas. [21] [22] [23] No entanto, a Disney desistiu da ideia, pois não conseguiu entrar em um acordo para utilização da imagem de Amy Adams, atriz que interpreta a personagem. [24]

Ainda em 2007, Disney lançou um novo filme estrelando duas princesas: Jasmine de Aladdin e Aurora de A Bela Adormecida chamado Disney Princess Enchanted Tales: Follow Your Dreams, com duas histórias inéditas. [25] O filme não foi muito bem recebido pela critica. [26]

Até o ano de 2008, a revista "Disney Princesa" já estava sendo traduzida para 27 línguas e publicada em 72 países, vendendo mais de 14,6 milhões de cópias por ano. O show de patinação no gelo das Princesas Disney no Disney On Ice chegou a registrar 2,5 milhões de telespectadores em 23 países aonde foi apresentado. [27]

Reformulações e novos membros[editar | editar código-fonte]

Até 2009, a franquia Disney Princesa registra um lucro de $ 4 bilhões por ano em mercadorias licenciadas no mundo todo. [28]

Em 16 de março de 2010, aconteceu a coroação oficial da princesa Tiana de A Princesa e o Sapo no New York Palace Hotel, em Manhattan, contando com a presença de celebridades e das oito princesas originais. [29]

Em 23 de setembro de 2010, Disney assina com a JAKKS Pacific para uma linha de bonecas das Princesas Disney como crianças chamada Disney Princess & Me. [30]

Em 20 de Setembro de 2011, através da gravadora Walt Disney Records, a Disney lançou a nova música-tema da franquia, chamada de The Glow e cantada por Shannon Saunders. A canção serve como um hino para as Princesas da Disney, descrevendo o quão especial é ser uma princesa. [31]

Em 2 de Outubro de 2011, Rapunzel do filme Enrolados foi coroada oficialmente como a 10ª princesa oficial da franquia no Palácio de Kensington, em Londres. O evento contou com a participação das nove princesas originais e da cantora Shannon Saunders, que desempenhou a nova canção-tema da franquia. [32] [33]

A partir de 2013, todas as princesas receberam um novo design, com mudanças em suas aparências, incluindo Mérida, personagem do filme Valente, o que não foi muito bem recebido pelo público. [34] Em 11 de maio de 2013, a princesa Mérida é coroada como a 11ª Princesa da franquia. [35]

Em 18 de setembro de 2013, Disney abriu as portas do Princess Fairytale Hall, um espaço na Nova Fantasyland do Magic Kingdom, aonde os convidados podem encontrar as Princesas Disney para tirar fotos. [36]

Em 26 de setembro de 2013, a Disney lançou uma nova franquia chamada Disney Princess Palace Pets, que apresenta os animais de estimação das Princesas Disney, criados exclusivamente para esta nova linha. [37]

Em 24 de setembro de 2014, a Mattel perdeu sua licença de mais de uma década para a Hasbro, que produzirá a linha de bonecas das Princesas Disney a partir de 2016. [6]

Membros[editar | editar código-fonte]

As personagens atuais da franquia Disney Princesa. Da esquerda para a direita: Aurora, Pocahontas, Tiana, Jasmine, Bela, Branca de Neve, Cinderela, Mulan, Ariel, Merida e Rapunzel.

Branca de Neve[editar | editar código-fonte]

Protagonista da primeira animação cinematográfica da Disney, Branca de Neve é baseada na personagem título do conto de fadas Schneewittchen, criado pelos Irmãos Grimm. [38] Em sua história, Branca de Neve vive em um castelo com sua madrasta, a Rainha Má, que a inveja por sua beleza, fazendo a princesa trabalhar como serviçal. Como a rainha deseja matar Branca de Neve, ela foge pela floresta, sendo acolhida pelos Sete Anões. [39] No filme original, Adriana Caselotti é a voz da personagem. [40]

Cinderela[editar | editar código-fonte]

Baseada no conto de fadas original de Charles Perrault, Cinderela é a segunda princesa da linha oficial. [2] Escravizada pela sua madrasta, a Madame Tremaine, Cinderela trabalha com os serviços da casa, e sonha com uma vida feliz. Certo dia, um convite é enviado para sua casa, aonde é avisado que haverá um baile e todas as donzelas da cidade foram convidadas. Com a ajuda de sua Fada Madrinha, ela vai ao baile e conhece o Príncipe, se apaixonando por ele perdidamente. [41] No filme original, Ilene Woods interpreta a personagem. [42]

Aurora[editar | editar código-fonte]

Aurora é a terceira princesa da linha oficial, baseada no conto de fadas Dornröschen dos Irmãos Grimm. [2] Em sua história, uma fada malvada chamada Malévola coloca uma maldição sobre Aurora, na qual aos 16 anos, ela vai espetar o dedo na roca de fiar, e morrerá. No entanto, a fada Primavera reverte o feitiço, fazendo com que ao espertar o dedo, ela vai dormir, sendo acordada pelo beijo de amor verdadeiro. Ao se passar os 16 anos, Aurora espeta o dedo, e só com a ajuda de seu verdadeiro amor, o príncipe Phillip, ela consegue acordar de seu sono. Mary Costa desempenha a voz da personagem no filme original. [43]

Ariel[editar | editar código-fonte]

Vagamente baseada na personagem título do conto de fadas Den lille havfrue de Hans Christian Andersen, Ariel é a quarta Princesa Disney. [2] Em seu filme, Ariel, uma sereia filha do Rei Tritão, se apaixona pelo príncipe Eric, que vive sobre terra. Para poder encontrar com seu verdadeiro amor, ela vai até a bruxa do mar Úrsula, e oferece sua voz para poder virar humana. No entanto, se ela não conseguir fazer com que Eric se apaixone por ela, se tornará escrava de Úrsula para sempre. Com a ajuda de seu pai, Ariel consegue voltar a ser humana novamente, e se casa com Eric. [44] Sua voz original é de Jodi Benson. [45]

Bela[editar | editar código-fonte]

Bela, cujo o nome original significa "beleza" em francês, é baseada na personagem do conto de fadas francês La Belle et la Bête de Gabrielle-Suzanne Barbot. [2] Bela esta inconformada com a vida simples que leva em seu vilarejo, e almeja viver grandes aventuras. Certo dia, seu pai acaba se tornando prisioneiro de uma fera, e para liberta-lo, ela se coloca em seu lugar. No entanto, no processo, ela acaba descobrindo que a Fera não é o monstro que todos pensam, e o amor acaba surgindo inesperadamente. Bela foi originalmente interpretada por Paige O'Hara. [46]

Jasmine[editar | editar código-fonte]

Jasmine é a sexta princesa da linha oficial [2] , é também a primeira e única princesa do oriente médio até então , baseada na Princesa Badroulbadour do conto Aladim e a Lâmpada Maravilhosa, que pertence ao livro As Mil e uma Noites. [47] Em seu filme, Jasmine esta cansada de sua vida no palácio, e decide fugir, se disfarçando. No mercado público, ela conhece Aladdin, que vive nas ruas de Agrabah. Para conquistar a princesa, ele se disfarça do Príncipe Ali, com a ajuda do Gênio, e os dois se apaixonam. Jasmine descobre a verdade, e o feiticeiro do mal, Jafar, tenta dominar o mundo, o que Aladdin impede até o fim do filme. Diferente das princesas anteriores a ela, Jasmine não se casou em seu filme original. Sua voz original é de Linda Larkin (diálogos) e Lea Salonga (canções). [48]

Pocahontas[editar | editar código-fonte]

Filha de um chefe indígena, Pocahontas é a sétima princesa na linha oficial, baseada em Matoaka [2] . Em sua história, Pocahontas é filha do Chefe Powhatan e vive em uma tribo no estado da Virgínia. Os colonos visitam as terras onde ela mora, procurando ouro, e ela acaba se apaixonando por um deles, John Smith. No entanto, ela acaba sendo descoberta por Kocoum, um índio de sua tribo que foi proposto para se casar com ela, e no processo, ele acaba morrendo. Isso gera uma guerra, que só termina com a intromissão da princesa. Diferente das princesas anteriores a ela, Pocahontas não terminou com seu interesse amoroso no final do filme. Em seu filme original, ela tem a voz de Irene Bedard (diálogos) e Judy Kuhn (canções). [49]

Mulan[editar | editar código-fonte]

Mulan é a única personagem da franquia que não é uma princesa de verdade, seja por nascimento ou casamento, mais é incluída como parte da franquia, sendo a oitava princesa na linha oficial. [2] Baseada na personagem do poema chinês The Ballad of Hua Mulan [50] , Mulan é uma jovem atrapalhada, filha de um antigo herói de guerra. Certo dia, um aviso diz que seu pai deve se unir ao exército chinês para lutar contra a invasão dos Hunos. Sabendo que ele não sobreviveria, Mulan se veste de soldado e vai em seu lugar. Embora ela consiga ultrapassar todos os obstáculos dos treinamentos, ela caba sendo descoberta e deixada para trás. No final do filme, ela salva a vida do Imperador. Sua voz original é de Ming-Na Wen (diálogos) e Lea Salonga (canções). [51]

Tiana[editar | editar código-fonte]

Vagamente baseada na personagem do conto de fadas The Frog Prince dos Irmãos Grimm, Tiana é a nona princesa da linha oficial. [2] Ela sonha em abrir um restaurante, e juntou dinheiro a vida toda para isso. No entanto, certo dia, ela conhece um sapo, que diz ser um príncipe, e que vai ajudar ela a realizar seu desejo, se ela der um beijo nele. Tiana faz o combinado, mas acaba também se tornando um sapo. Eles então seguem em uma jornada para tentar descobrir como voltarão a ser humanos, o que resulta nos dois se apaixonando. [52] Tiana tem a voz de original de Anika Noni Rose. [53]

Rapunzel (Enrolados)[editar | editar código-fonte]

Baseada no conto de fadas Alemão, dos Irmãos Grimm, Rapunzel é a décima princesa da linha oficial. [2] Diferente de seu conto de origem, Rapunzel não é uma donzela em perigo. Certo dia, um ladrão vai até sua torre, se esconder, mas acaba se tornando refém da jovem. Ela faz um acordo com ele, aonde ela devolverá a bolsa de Flynn Rider (o ladrão), em troca de ele levar ela para ver as lanternas flutuantes, um evento que acontece todo ano em seu aniversário. Ele concorda, e entre muitas confusões, os dois acabam se apaixonando. No filme original, a voz de Rapunzel é desempenhada por Mandy Moore. [54]

Merida[editar | editar código-fonte]

A primeira princesa que não é baseada em qualquer conto, lenda ou figura histórica é Merida, a décima primeira princesa da linha oficial e também a primeira princesa do estúdio Pixar (o mesmo das franquias Carros e Toy Story). Em seu filme, Merida é uma jovem que quer seguir o próprio destino, mas sua mãe, a Rainha Elinor, quer ensinar a princesa a como ser uma boa rainha, se casando com um príncipe, algo que Merida não aceita. Querendo viver a vida de seu modo, Merida decide ir até uma bruxa, para conseguir uma poção para mudar o próprio destino, no entanto, a poção transforma Elinor em um urso, e Mérida terá que desfazer o feitiço em dois dias, se não, sua mãe será um urso para sempre. Seguindo em uma grande jornada, Merida irá descobrir seu próprio destino. [55] A voz original de Merida é de Kelly Macdonald.

Outros membros[editar | editar código-fonte]

Estas personagens vem aparecendo na franquia, em alguns produtos, ou estavam nela, e foram retiradas posteriormente:

  • Alice (do filme Alice no País das Maravilhas de 1951): Alice estava presente em uma vasta linha de produtos das Disney Princesas, entre elas, na linha de bonecas Playmates Disney Princess e Storybook Little Dolls. [56] [57] Ela também foi uma das princesas de coração no famoso jogo Kingdom Hearts. [58] No entanto, Alice nunca entrou para a franquia, servindo somente como Princesa de Teste.
  • Sininho (do filme Peter Pan de 1953): Originalmente, Sininho (nome original de Tinker Bell) era uma das princesas da franquia, mas a produção da Disney Consumer Products acabou decidindo que ela não se encaixava na mitologia da linha, e ela foi retirada. [8] Atualmente, ela faz parte da franquia Disney Fadas.
  • Eilonwy (do filme O Caldeirão Mágico de 1985): Embora seja uma princesa de berço, Eilonwy não faz parte da linha oficial das Disney Princesas, isso acontece, pelo fato de que seu filme teve um desempenho muito fraco nos cinemas. [59]
  • Esmeralda (do filme O Corcunda de Notre-Dame de 1996): Até 2005, Esmeralda era parte da franquia Disney Princesas, junto com Branca de Neve, Cinderela, Aurora, Ariel, Bela, Jasmine, Pocahontas e Mulan. [10] [60] Provavelmente, assim como Sininho, ela não se encaixou na mitologia da linha, sendo retirada posteriormente.
  • Mégara (do filme Hércules de 1997): Ela apareceu em alguns produtos da franquia, mas nunca foi considerada uma princesa oficial. [61]
  • Jane Porter (do filme Tarzan de 1999): Em novembro de 1999, Jane foi anunciada em uma revista Disney Princess do Reino Unido como a mais nova princesa da franquia. [62] Ela continuou aparecendo na franquia até 2000, e depois, desapareceu. [63]
  • Kida (do filme Atlantis: O Reino Perdido de 2001): Kida chegou a aparecer em um livro chamado Kida - The Heart of Atlantis, com a marca da franquia. [64] No entanto, ela nunca chegou a se tornar uma princesa oficial, provavelmente por que acabou virando rainha no final do filme.
  • Giselle (do filme Encantada de 2007): Originalmente, Giselle estava para entrar na franquia, [22] no entanto, a Disney decidiu para não colocar ela, pois teria que pagar os direitos de imagem da atriz Amy Adams. [24]
  • Elsa (Disney) e Anna (personagem) (do filme Frozen - Uma Aventura Congelante de 2013) são esperadas para entrar na franquia no futuro. [65]
  • As Irmãs de Ariel. Attina, Andrina, Arista, Adella, Aquata e Alana são princesas e não fazem parte da franquia assim como a filha de Ariel, Melody.
  • As personagens Dot e Jessie, dos filmes Vida de Inseto e Toy Story, ambos da Pixar, fizeram uma aparição na coleção de livros My Princess Collection, em 2003. [66]
  • Tigrinha / Tiger Lily (do filme Peter Pan de 1953): Primeira personagem indígena feminina da Disney que não é muito lembrada pelo público devido a sua pequena participação em seu filme original.

Mídia impressa[editar | editar código-fonte]

Revista Disney Princesa[editar | editar código-fonte]

No fim da década de 1990, a Disney lançou uma revista para meninas de 3–6 anos, criada como um suporte para a franquia Disney Princesa, aonde apresenta as suas famosas princesas em passamentos e histórias em quadrinhos. [1] A revista é traduzida para mais 27 línguas e é publicada em 72 países, vendendo mais de 14,6 milhões de cópias por ano. [27] A partir da edição 96, a revista recebeu reformulações, deixando de ter histórias em quadrinhos. [67] No Brasil, a revista é publicada pela Editora Abril. [10]

Mangá[editar | editar código-fonte]

Em 2005, uma série de mangá japonesa sobre as Princesas Disney, escrita por Rika Tanaka e ilustrada por Nao Kodaka foi lançada. Os primeiros 15 capítulos foram serializados pela Kodansha na revista mensal de mangá Nakayoshi, enquanto os últimos oito capítulos foram serializados na trimestral Nakayoshi Lovely. Mais tarde, foi re-lançada em cinco volumes encadernados. [68] Kilala Princess segue as aventuras de Kilala Reno, que tem sua amiga, Erica, sequestrada, e segue em uma jornada, junto de um príncipe chamado Rei, para encontrar a sétima princesa, viajando pelos reinos das seis Princesas Disney originais. [69] Embora tenha sido originalmente planejado para ser lançado no Brasil pela On Line Editora, o mangá será publicado em 2015 pela Editora Abril. [70]

Eventos e atrações[editar | editar código-fonte]

As princesas e os príncipes na Disneylândia. (fevereiro de 2012)

Todas as princesas estão disponíveis para cumprimentar os visitantes no Disneyland Resort, na Califórnia. Além disso, Branca de Neve tem o seu próprio passeio no Disneyland Resort conhecido como "Snow White's Scary Adventures", embora este passeio tenha sido removido do Walt Disney World Resort, em 2012, como parte da expansão do novo Fantasyland. [71] Em 2006, como parte da celebração "Year of Million Dreams", o Teatro Fantasyland começou a hospedar o Disneyland Princess Fantasy Faire. O show tem senhores e senhoras ensinando meninos e meninas a etiqueta apropriada para um príncipe ou princesa, com personalidades características das princesas. Princesas que apareceram incluem Branca de Neve, Cinderela, Aurora, Ariel, Bela, Jasmine, Mulan, Pocahontas e Tiana. A atração fechou em 12 de agosto de 2012 e os trabalhos retornaram na vila Fantasy Faire. [72] [73] O novo Fantasy Faire teve uma apresentação em 5 de março de 2013 e inaugurou oficialmente em 12 de março de 2013. [74]

No Walt Disney World Resort, as princesas também estão disponíveis para atender e cumprimentar as pessoas, mas em locais mais específicos. Elas aparecem em eventos específicos como o Cinderella's Royal Table no Magic Kingdom [75] , e o Cinderella's Happily Ever After Dinner no Disney's Grand Floridian Resort. [76] As outras princesas são exibidas na refeição Storybook Princess. No dia 18 de Setembro de 2013, as Princesas da Disney ganharam uma atração de apresentação nova chamada Princess Fairytale Hall, no Magic Kingdom. [77] [78]

Em 29 de julho de 2001, Branca de Neve, Cinderela, Aurora e Bela estiveram presentes na premiere do filme O Diário da Princesa para cumprimentar a atriz Anne Hathaway, interprete da princesa Mia Thermopolis, protagonista do filme. [79] [80]

Muitos shows e desfiles que acontecem nos parques incluem as princesas, entre eles: Fantasmic [81] , SpectroMagic [82] , Dream Along with Mickey [83] , Celebrate A Dreams Come True Parade, Mickey's Boo-to-You Halloween Parade [84] e Mickey's Once Upon a Christmastime Parade [85] . Uma loja chamada "Bibbidi Bobbidi Boutique" abriu em 5 de abril de 2006 em Downtown Disney no Walt Disney World. [20] Em 22 de janeiro de 2007, o Magic Kingdom, no Walt Disney World Resort começou o evento Mickey's Pirate and Princess Party. Este evento apresenta "Disney Parade Enchanted Adventures" e um fogo de artifício especialmente temático chamado "Magic Music, and Mayhem" é usado. O desfile apresenta as seis principais princesas sendo atendidas por cavaleiros e dançarinos. Cada terra é um tema de uma princesa de acordo com um pirata ou princesa. [86] Entre as áreas temáticas são Jasmine Court, em Adventureland, Ariel's Court na Fantasyland e o Princess Pavilion em Mickey's Toontown Fair. As princesas disponíveis para encontrar e cumprimentar os visitantes incluem Jasmine, Ariel, Aurora, Cinderela, Pocahontas, Mulan, Tiana, Branca de Neve, Rapunzel, Mérida e Bela. [87]

Disneyland Paris apresenta o show especial noturno, Fantillusion da Disney, que envolve as princesas na parte final. As quatro princesas que aparecem são Branca de Neve, Ariel, Bela e Jasmine. [88]

Os navios da Disney Cruise Line apresentam shows musicais que caracterizam as princesas. Ariel, Tiana, Bela, Cinderela, Mulan, Rapunzel, Aurora, Jasmine e Branca de Neve também aparecem para as crianças e outros fãs no navio. Outras heroínas populares da Disney, como Alice e Wendy também aparecem para conhecer e cumprimentar sessões.

O Disney On Ice tem três shows contendo as Princesas da Disney: 100 Years of Magic, Princess Classics e Princesses and Heroes. A companhia de patinação também tem realizado espetáculos baseados na história de Branca de Neve, Cinderela, A Pequena Sereia, A Bela e a Fera, Pocahontas, Mulan e A Princesa e o Sapo. [89]

Outras mídias[editar | editar código-fonte]

Jogos eletrônicos[editar | editar código-fonte]

O primeiro vídeo game baseado nas princesas recebeu o mesmo nome da franquia e foi lançado em 4 de Abril de 2003, para o Game Boy Advance. O game é composto por vários níveis, aonde os jogadores acompanham as histórias de cada princesa. [90] Em 10 de Outubro de 2006, um novo vídeo game baseado na franquia foi liberado, com o nome de Disney Princess: Royal Adventure, também para Game Boy Advance. Neste jogo, com a ajuda das seis princesas Disney originais, o jogador deve encontrar uma tiara mágica que vai ajudar ele a encontrar o seu próprio final feliz. [91] No dia 16 de Outubro de 2007, o jogo Disney Princess: Enchanted Journey foi lançado para PlayStation 2. Neste vídeo game, uma menina descobre um castelo amaldiçoado por uma ex-princesa, que precisa voltar a ser o que era antes, algo que ela só vai conseguir com a ajuda das Princesas Disney. [92] Em 30 de Outubro de 2007, uma versão deste jogo para Wii foi liberada [93] , sendo seguida por uma versão para PC em 27 de Novembro do mesmo ano. [94] Em 16 de Outubro de 2007, um vídeo game chamado Disney Princess: Magical Jewels foi lançado para Nintendo DS. Neste jogo, o jogador escolhe uma das seis princesas originais para jogar, e coleta objetos mágicos que podem liberar os vestidos dourados das princesas. [95] O vídeo game Disney Princess Enchanting Storybooks foi lançado em 1 de Novembro de 2011 para dois formatos; Nintendo DS e Wii. Este vídeo game apresenta as histórias dos filmes das princesas em páginas para colorir. [96] [97] Em 25 de Setembro de 2012, um vídeo game chamado Disney Princess: My Fairytale Adventure foi liberado para Nintendo 3DS, Wii e PC. Este jogo é repleto de atividades, e as meninas podem interagir as princesas Disney. [98]

Na série de vídeo games Kingdom Hearts, Branca de Neve, Cinderela, Aurora, Ariel, Bela, Jasmine e Mulan fazem aparições, sendo que só Branca de Neve, Cinderela, Aurora, Bela e Jasmine são Princesas de Coração, junto com Kairi, personagem original do vídeo game e Alice de Alice no País das Maravilhas. Elas tem papeis muito importantes no vídeo game.

Em 2013, Rapunzel foi incluída no Disney Infinity como personagem de fundo. [99] Jasmine e Merida foram incluídas no Disney Infinity: 2.0 Edition em 2014. [100] Em 2015, Mulan será incluída no Disney Infinity: 3.0 Edition. [101]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Em 2000, a Toon Disney fez um show sobre as Princesas Disney chamado Princess Power Hour, aonde compilou episódios da séries de televisão Aladdin e A Pequena Sereia. [102] As oito Princesas originais fizeram aparições na série animada de televisão O Point do Mickey e em seus especiais para televisão.

No início de 2007, a Disney anunciou Disney Princess Enchanted Tales, uma nova série lançada direto em DVD que apresenta novas histórias para as Princesas da Disney. O primeiro filme da série, intitulado Disney Princess Enchanted Tales: Follow Your Dreams, foi lançado em 04 de Setembro de 2007. É um filme musical com novos contos sobre a princesa Jasmine, e o primeiro novo conto sobre a princesa Aurora desde o seu filme original. [25] Um segundo volume, com novos contos de Cinderela e Mulan seria lançado em 2008, com o nome de Disney Princess Enchanted Tales: Honesty and True, mais foi cancelado, devido ao fracasso de Follow Your Dreams. [103] As músicas que seriam utilizadas no segundo volume foram mais tarde liberadas em uma edição especial de Follow Your Dreams. [104]

Branca de Neve (Ginnifer Goodwin) [105] , Cinderela (Jessy Schram) [106] , Aurora (Sarah Bolger) [107] , Ariel (Joanna García) [108] , Bela (Emilie de Ravin) [109] , Mulan (Jamie Chung) [110] , Rapunzel (Alexandra Metz) [111] , Anna (Elizabeth Lail) e Elsa (Georgina Haig) [112] tem feito aparições na série de televisão da ABC, Once Upon a Time. Branca de Neve e Bela tem papeis mais importantes do que as outras princesas, que são personagens recorrentes.

Cinderela e Bela fazem aparições na série de televisão Curtas do Mickey Mouse, com papeis sem falas.

Na série de televisão do Disney Junior, Princesinha Sofia, as Princesas Disney tem feito aparições diversas para ajudar a protagonista. Cinderela apareceu em um filme chamado Princesinha Sofia: Era Uma Vez [113] , enquanto Jasmine [114] , Bela, Aurora, Branca de Neve, Mulan e Tiana [115] apareceram em episódios. Ariel e Rapunzel apareceram em episódios especiais. [116] [117]

Nos dias 21 e 22 de março de 2015, a ABC Family apresentou um especial chamado "Princess Funday", com os filmes A Princesa e o Sapo, A Pequena Sereia, A Bela Adormecida, Cinderela e Pocahontas. [118]

Filmes[editar | editar código-fonte]

As princesas Disney tem aparecido em diversos filmes, também sendo referenciadas em alguns deles. Em O Rei Leão 3 - Hakuna Matata, silhuetas das oito princesas originais podem ser vistas na cena inicial.

Atualmente, os filmes das princesas tem sido recriados para uma readaptação em live-action, começando com A Bela Adormecida, que ganhou o título de Malévola, focando na antagonista do filme original [119] , e dando continuidade com Cinderela [120] , A Bela e a Fera [121] e Mulan [122] .

No filme de 2014, Caminhos da Floresta, Cinderela (Anna Kendrick) e Rapunzel (Mackenzie Mauzy) são personagens importantes para o enredo do longa. [123]

Em Descendants, filme original do Disney Channel de 2015, os filhos das Princesas Disney, e elas mesmas fazem aparições e são personagens importantes para toda a história do filme. Ben, (Mithcell Hope) é filho de Bela (Keegan Connor Tracy), Lonnie (Dianne Doan) é filha de Mulan, Chad Charming (Jedidiah Goodacre) é filho de Cinderela e Audrey (Sarah Jeffery) é filha de Aurora. Branca de Neve será interpretada por Stephanie Bennett. [124] [125]

Marketing[editar | editar código-fonte]

A franquia é considerada a marca favorita das meninas entre 3–5 anos de idade. [126] Os produtos da franquia "Disney Princesa" são os que mais ocupam espaço nas seções femininas de brinquedos em lojas norte americanas, juntamente com a Barbie. [127] Por ano, a franquia chega a render $3 bilhões em produtos para a Disney, sendo uma das franquias mais rentáveis da empresa. [19] A linha de bonecas fabricada pela Mattel é uma das mais populares da fabricante, que ganhou os direitos exclusivos de produzir as bonecas das Princesas Disney em 1996, perdendo em 2014 para a Hasbro, que começa a produzir as bonecas a partir de 2016. [6]

Recepção[editar | editar código-fonte]

As Princesas Disney tem recebido criticas mistas de seus consumidores, em grande maioria feministas.

O Tema "Princesa"[editar | editar código-fonte]

As três primeiras Princesas Disney criadas pelo estúdio são consideradas sonhadoras, mais muito dependentes de seus interesses amorosos, o que criou uma imagem de que a princesa é uma "donzela em perigo", algo visto como negativo. No entanto, depois da criação da Princesa Eilonwy de O Caldeirão Mágico (que não faz parte da linha oficial), as princesas começaram a ser vistas como mais independentes, corajosas e até responsáveis por salvar seus interesses amorososos em momentos de quase morte, algo que era papel dos "príncipes" no passado. [128] Pocahontas foi a primeira princesa Disney a salvar o herói, algo que era papel do personagem masculino nos filmes anteriores a este, o que gerou uma grande mudança para a temática de princesas da Disney, que deixaram de lado suas personalidade doces para se tornarem fortes e corajosas. [129] As princesas mais atuais, como Tiana e Rapunzel, por exemplo, trouxeram uma modernização para o termo "Princesa Disney", que antes era visto de forma mais suave e gentil, se tornando mais forte e aventureiro. [2]

Etnias[editar | editar código-fonte]

As Princesas Disney que não são caucasianas –Jasmine, Pocahontas, Mulan e Tiana– são consideradas como um ponto positivo para a franquia, desde que a maioria delas tem procurado um próprio destino, em vez de viver a vida que foi proposta para elas. [129] No entanto, Disney tem sido muito criticada por diminuir a aparição dessas personagens em produtos, deixando elas geralmente no fundo de imagens publicitárias. Além disso, em seus novos designs apresentados em 2013, Jasmine, Pocahontas e Mulan ganharam peles mais claras (embora Mulan tenha retornado mais tarde a sua pele original devido a critica dos fãs). [130]

Feminismo[editar | editar código-fonte]

A tensão entre a Disney Corporation e os grupos feministas está presente desde o lançamento de Branca de Neve e os Sete Anões, em 1937. O tipo de representação das mulheres em filmes da Disney refletem sentimentos pessoais de Walt Disney sobre a vida familiar dele, que por sua vez acabou moldando a Disney Company. Outra influência foi o fato de que as atitudes da Disney foram espelhadas entre as crenças culturais patriarcais da década de 1940 sobre que papéis as mulheres devem desempenhar na sociedade. [131]

Em 24 de dezembro de 2006, Peggy Orenstein publicou "What's Wrong With Cinderella?" (O que há de errado com Cinderela?, traduzido literalmente para o português) no The New York Times. Em seu artigo, Orenstein discutiu suas preocupações sobre os efeitos das personagens sobre as meninas. Orenstein usou as Princesas da Disney especificamente para apresentar muitos de seus pontos. Orenstein também observou o carácter universal das mercadorias da franquia e que todas as facetas do jogo tem a sua princesa equivalente. [8] Tamara Weston da revista Time criticou a franquia, referindo-se as princesas como "donzelas em perigo" e modelos negativas para as jovens. [132] Anna Smith do The Guardian disse que não gostava das princesas da Disney serem tipicamente desenhadas com figuras esbeltas e olhos grandes. [133] Outras fontes também manifestaram preocupação de que a franquia poderia dar as jovens a mensagem errada. No entanto, outros pais dizem que suas filhas acabariam por crescer fora desta fase. [134]

Referências

  1. a b Disney Princess Magazine (em inglês) Magazines.com. Visitado em 21 de dezembro de 2014.
  2. a b c d e f g h i j k Farinaci, Antonio (6 de janeiro de 2011). Rapunzel estrela 50ª animação da Disney; veja galeria com as 10 "princesas" do estúdio (em português) UOL. Visitado em 13 de abril de 2013.
  3. Brigante, Ricky (29 de abril de 2013). Merida to become 11th Disney Princess in royal coronation ceremony at Walt Disney World on May 11 (em inglês) Inside the Magic. Visitado em 30 de dezembro de 2014.
  4. Leonard Corp., Hal (1 de dezembro de 1996). Disney's Princess Collection, Volume 1: Easy Piano (em inglês) Amazon. Visitado em 08 de dezembro de 2014.
  5. True Hearts - Disney Princess Collection - Jasmine's Enchanted Tales [VHSo] (em inglês) Amazon (27 de Fevereiro de 1996). Visitado em 08 de dezembro de 2014.
  6. a b c d Backman, Melvin (25 de Setembro de 2014). Disney princesses ditch Mattel, run away with Hasbro (em inglês) CNNMoney. Visitado em 08 de dezembro de 2014.
  7. Disney's Princess (em inglês) Wolfstad. Visitado em 08 de dezembro de 2014.
  8. a b c d Orenstein, Peggy (24 de dezembro de 2006). What’s Wrong With Cinderella? (em inglês) The New York Times. Visitado em 08 de dezembro de 2014.
  9. C. Chmielewski, Dawn (07 de setembro de 2011). Disney Consumer Products Chairman Andy Mooney resigning (em inglês) Los Angeles Times. Visitado em 08 de dezembro de 2014.
  10. a b c Princesas Disney pela Abril (em português) HQ MANIACS (18 de março de 2005). Visitado em 21 de abril de 2013.
  11. SIMBA DICKIE GROUP (em inglês) Simba. Visitado em 08 de dezembro de 2014.
  12. Meyer, Emily (30 de junho de 2001). Kidzup Launches Vaccination Plan, 'Toddlers' Series (em inglês) Billboard. Visitado em 08 de dezembro de 2014.
  13. History (em inglês) Playmates Toys, Inc.. Visitado em 08 de dezembro de 2014.
  14. a b A challenge to Barbie (em inglês) The Economist (17 de abril de 2003). Visitado em 08 de dezembro de 2014.
  15. Mitchell, Claudia. Girl Culture (em inglês). Visitado em 08 de dezembro de 2014.
  16. Thomas, Mike (18 de agosto de 2002). A Dream Is A Wish To Be A Disney Princess (em inglês) Orlando Sentinel. Visitado em 08 de dezembro de 2014.
  17. Strauss, Gary (03 de fevereiro de 2004). Princesses rule the hearts of little girls (em inglês) USA TODAY. Visitado em 08 de dezembro de 2014.
  18. Walt Disney Records Presents an Album Fit for a Princess with Disney Princess: The Ultimate Song Collection (em inglês) Disney News (21 de setembro de 2011). Visitado em 27 de novembro de 2014.
  19. a b DISNEY PRINCESS PROVES SHE'S STILL THE FAIREST OF THE LAND; GIRLS' LIFESTYLE BRAND SET TO BECOME WORLD'S LARGEST IN 2006 (em inglês) The Walt Disney Company (21 de junho de 2005). Visitado em 08 de dezembro de 2014.
  20. a b Hill, Jim (03 de fevereiro de 2008). Monday Mouse Watch : Hannah Montana & High School Musical-themed makeovers soon to be offered at Disney's Hollywood Studios (em inglês) Jim Hill Media. Visitado em 08 de dezembro de 2014.
  21. Toy Fair 2007: Disney Princesses (em inglês) ASM (15 de fevereiro de 2007). Visitado em 08 de dezembro de 2014.
  22. a b Wloszczyna, Susan (22 de novembro de 2007). New Disney princess Giselle has an enchanting royal lineage (em inglês) USA TODAY. Visitado em 08 de dezembro de 2014.
  23. Ingrassia, Lisa (03 de dezembro de 2007). Meet Disney's New Princess! (em inglês) People. Visitado em 08 de dezembro de 2014.
  24. a b Marr, Merissa (19 de novembro de 2007). Disney Reaches to the Crib To Extend Princess Magic (em inglês) Wall Street Journal. Visitado em 08 de dezembro de 2014.
  25. a b Hill, Jim (20 de junho de 2007). Say "So Long !" to direct-to-video sequels : DisneyToon Studios tunes out Sharon Morrill (em inglês) Jim Hill Media. Visitado em 08 de dezembro de 2014.
  26. Disney Princess Enchanted Tales: Follow Your Dreams (em inglês) Common Sense Media (29 de agosto de 2007). Visitado em 08 de dezembro de 2014.
  27. a b DISNEY PRINCESSES une licence DISNEY CONSUMER PRODUCTS (em francês) Categorynet.com (03 de outubro de 2007). Visitado em 08 de dezembro de 2014.
  28. Barnes, Brooks (29 de maio de 2009). Her Prince Has Come. Critics, Too. (em inglês) The New York Times. Visitado em 08 de dezembro de 2014.
  29. Princess Tiana Officially Joins the Disney Princess Royal Court at Star-Studded Crowning Event in New York City (em inglês) Business Wireacessodata=08 de dezembro de 2014 (14 de março de 2010).
  30. New Disney Princess Doll & Fashion Line Designed For Older Girls Launches In Time For the Holidays (em inglês) Disney Consumer Products. Visitado em 08 de dezembro de 2014.
  31. Disney Princess: Fairy Tale Songs Set for Sept. 20 Release (em inglês) PRNewswire (12 de setembro de 2011). Visitado em 27 de novembro de 2014.
  32. Rapunzel Welcomed As 10th Disney Princess, Watched By The World's Media And Celebrities (em inglês) PRNewswire (12 de setembro de 2011). Visitado em 27 de novembro de 2014.
  33. Princesa Rapunzel é coroada em cerimônia em palácio de Londres (em português) Folha de S. Paulo (20 de junho de 2011). Visitado em 27 de novembro de 2014.
  34. Miler, Julie (15 de maio de 2013). Updated: Disney Denies Sexualizing Its Latest Princess (em inglês) Vanity Fair. Visitado em 08 de dezembro de 2014.
  35. Gallagher Sakala, Monica (16 de maio de 2013). Disney's 'Change' of Merida - A View from the Official Coronation of Merida at Walt Disney World (em inglês) Huffington Post. Visitado em 08 de dezembro de 2014.
  36. Maia, Eduardo (18 de setembro de 2013). Princess Fairytale Hall, o novo lar das princesas da Disney no Magic Kingdom, em Orlando (em português) O Globo. Visitado em 08 de dezembro de 2014.
  37. Hutchins, Robert (01 de outubro de 2013). US: Disney introduces the Disney Princess Palace Pets (em inglês) ToyNews. Visitado em 08 de dezembro de 2014.
  38. 5 Enchanting Fairy Tale Escapes (em inglês) TravelPulse (30 de novembro de 2014). Visitado em 08 de dezembro de 2014.
  39. Lambie, Ryan (25 de novembro de 2014). Disney's Snow White: the risk that changed filmmaking forever (em inglês) Den of Geek!. Visitado em 08 de dezembro de 2014.
  40. Cronin, Brian (27 de dezembro de 2013). Movie Legends Revealed (em inglês) Comic Book Resources. Visitado em 08 de dezembro de 2014.
  41. Thomas Smith, Justin Robert (02 de dezembro de 2014). On Cinderella, Pretty Shoes, And The Relationship Between Size And Accessorize — Because There's Actually Something To America's Favorite Fairytale (em inglês) Bustle. Visitado em 08 de dezembro de 2014.
  42. McLellan, Dennis (05 de julho de 2010). Singer Ilene Woods, 81, dies; was the voice of 'Cinderella' (em inglês) Washington Post. Visitado em 08 de dezembro de 2014.
  43. Nachman, Brett (27 de novembro de 2014). Disney In Depth: ‘Sleeping Beauty: The Legacy Collection’ CD Review (em inglês) Geeks of Doom. Visitado em 08 de dezembro de 2014.
  44. Última animação desenhada a mão, 'A pequena sereia' completa 25 anos (em português) Globo.com (17 de novembro de 2014). Visitado em 08 de dezembro de 2014.
  45. Pomarico, Nicole (17 de novembro de 2014). 25 Reasons Why 'The Little Mermaid' Heroine Ariel Is The Best Disney Princess Ever (em inglês) Bustle. Visitado em 08 de dezembro de 2014.
  46. Mullins, Jenna (20 de outubro de 2014). 53 Fascinating Facts You Probably Didn't Know About Disney Films (em inglês) E! Online. Visitado em 08 de dezembro de 2014.
  47. Wexler, Matthew (04 de dezembro de 2014). Review: Disenchanted! (em inglês) Broadway Blog. Visitado em 09 de dezembro de 2014.
  48. Wexler, Matthew (03 de outubro de 2014). Listen to the original Jasmine sing "A Whole New World" 22 years after "Aladdin" (em inglês) CBS. Visitado em 09 de dezembro de 2014.
  49. Blu-ray Review: Pocahontas and Pocahontas II: Journey to a New World (em inglês) Blogcritics.org (25 de agosto de 2012). Visitado em 09 de dezembro de 2014.
  50. TOP 15 curiosidades sobre as princesas da Disney (em português) E! Online (10 de junho de 2014). Visitado em 09 de dezembro de 2014.
  51. [SMITHSONIAN ‘Big Hero 6′ shows that an Asian American cast can top the box office] (em inglês) The Korea Times US (12 de novembro de 2014). Visitado em 09 de dezembro de 2014.
  52. Cena de Cinema exibirá “A Princesa e o Sapo” na Vila Nova Sorocaba nesta sexta-feira (em português) Sorocaba Fácil (26 de novembro de 2014). Visitado em 09 de dezembro de 2014.
  53. Bow, Curtsy To Prince William, Kate Middleton During New York Visit, Etiquette Experts Say Ahead Of Trip (em inglês) malaysiandigest.com (07 de dezembro de 2014). Visitado em 09 de dezembro de 2014.
  54. Mexía, Fernando (22 de novembro de 2010). Disney moderniza fábula de Rapunzel em "Enrolados" (em português) Folha de S. Paulo. Visitado em 11 de dezembro de 2014.
  55. Cardoso, Celina (16 de julho de 2012). Animação "Valente" mostra aventura de uma princesa para descobrir a verdadeira bravura (em português) UOL. Visitado em 11 de dezembro de 2014.
  56. Playmates Disney Princess 15" Little Alice Doll (em inglês) Amazon.com (2002). Visitado em 21 de abril de 2013.
  57. Disney Princess: Little Alice Doll with Storybook (em inglês) Rakuten.com. Visitado em 21 de abril de 2013.
  58. Official Kingdom Hearts Page Square Enix. Visitado em 14 de abril 2013.
  59. Stewart, James B. (2005). DisneyWar (1st ed.). Simon & Schuster. pp. 68–70.
  60. Cândido, Cida (17 de março de 2005). Editora Abril lança revista para público infantil (em português) Portal IMPRENSA. Visitado em 21 de abril de 2013.
  61. Franchise: Disney Princess (em inglês) TV Tropes. Visitado em 21 de abril de 2013.
  62. The United Kingdom Disney Princess Magazine #18
  63. The United Kingdom Disney Princess Magazine #22
  64. Dunham, M. L. (2003). Kida - The Heart of Atlantis (Disney: My Princess Collection, Book 7) (em inglês) Amazon.com. Visitado em 21 de abril de 2013.
  65. Brigante, Ricky (22 de abril de 2014). Disney Store promises more “Frozen” merchandise, mall experience to continue kid focus sending adults online (em inglês) Inside the Magic. Visitado em 30 de março de 2015.
  66. Dunham, M. L. e Windsor, Grace (2003). Set 12 Disney My Princess Collection (Snow White, Cinderella, Mulan, Belle, Jessie, Alice, Kida, Jasmine, Aurora, Dot, Pocahontas) V 1 - 12 (My Princess Collection, 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12) (em inglês) Amazon.com. Visitado em 21 de abril de 2013.
  67. Princesas Disney /Abril (em português) Guia dos Quadrinhos. Visitado em 21 de dezembro de 2014.
  68. Princesse Kilala (em francês) Manga Sanctuary. Visitado em 21 de dezembro de 2014.
  69. Valdivia, Thais (28 de setembro de 2014). Disney y el manganime (em espanhol) Hobby Consolas. Visitado em 21 de dezembro de 2014.
  70. Abril Publicará Mangás de Big Hero 6, Stitch! e Princess Kilala (em português) JBox.com.br (2 de dezembro de 2014). Visitado em 21 de dezembro de 2014.
  71. Bevil, Dewayne. "Snow White's Scary Adventures to close May 31", 'Orlando Sentinel', 23 de fevereiro de 2012. Página visitada em Abril de 2013.
  72. Disneyland princesses moving into new Fantasy Faire village in 2013 Articles.latimes.com (2011-08-23). Visitado em 2013-04-13.
  73. Brigante, Ricky. Disneyland to debut Fantasy Faire in Spring 2013, new live entertainment planned for Fantasyland Theatre Insidethemagic.net. Visitado em 2013-04-13.
  74. Inside Fantasy Faire as Disneyland unfurls new Princess meet-and-greets and storytelling surrounded by delightful detail Retrieved 13 de abril de 2013
  75. Meyer, Russell (04 de dezembro de 2014). Where to Eat: Character Dining at Epcot's Akershus Royal Banquet Hall (em inglês) Theme Park Insider. Visitado em 31 de dezembro de 2014.
  76. Walsh, Kathryn. Eating Dinner With Princesses at Disney World (em inglês) USA TODAY. Visitado em 31 de dezembro de 2014.
  77. Brigante, Ricky. Rumor no more: Magic Kingdom Fantasyland expansion to include Seven Dwarfs Mine Train, Princess Fairytale Hall, The Great Goofini Insidethemagic.net. Visitado em 2013-04-13.
  78. Disney World inaugura o Princess Fairytale Hall (em português) Panrotas - Portal de Turismo (18 de setembro de 2013). Visitado em 31 de dezembro de 2014.
  79. Actress Anne Hathaway (C) poses with Disney princess (em inglês) Chinadaily (29 de julho de 2001). Visitado em 21 de dezembro de 2014.
  80. Kelleher, Kevin (21 de março de 2014). There’s Turmoil Inside Disney’s Magic Kingdom (em inglês) TIME. Visitado em 21 de dezembro de 2014.
  81. Fantasmic! (em inglês) Walt Disney World Resort. Visitado em 31 de dezembro de 2014.
  82. Palm, Matthew J. (9 de maio de 2014). Listen for more 'Frozen' in Disney's Festival of Fantasy (em inglês) Orlando Sentinel. Visitado em 31 de dezembro de 2014.
  83. Dream Along With Mickey (em inglês) Walt Disney World Resort. Visitado em 31 de dezembro de 2014.
  84. Rorero, Caroline (9 de outubro de 2014). Vilões, os donos da festa (em português) Diário do Grande ABC. Visitado em 31 de dezembro de 2014.
  85. Erik (26 de dezembro de 2014). Merry Christmas! The top three Christmas events, as voted by you! (em inglês) Behind The Thrills. Visitado em 31 de dezembro de 2014.
  86. Hill, Jim (8 de maio de 2008). Arrrr you ready for an all-Pirates edition of Why For? (em inglês) Jim Hill Media. Visitado em 31 de dezembro de 2014.
  87. Mickey's Pirate and Princess Party - Magic Kingdom Archives (em inglês) AllEars.Net. Visitado em 31 de dezembro de 2014.
  88. [http://www.presstur.com/site/news.asp?news=22291 Branca de Neve é uma das estrelas do Natal deste ano na Disneyland Paris] (em português) Presstur (9 de outubro de 2009). Visitado em 31 de dezembro de 2014.
  89. Carpegiani, Fernanda. Disney On Ice – Princesas e Heróis: como foi produzido o espetáculo (em português) Revista Crescer. Visitado em 13 de abril de 2013.
  90. Disney Princess for Game Boy Advance Reviews (em inglês) Metacritic (4 de abril de 2003). Visitado em 25 de dezembro de 2014.
  91. Disney's Princess Royal Adventure (em inglês) Amazon.com (10 de outubro de 2006). Visitado em 25 de dezembro de 2014.
  92. Disney Princess: Enchanted Journey (em inglês) Metacritic (16 de outubro de 2007). Visitado em 25 de dezembro de 2014.
  93. Disney Princess: Enchanted Journey (em inglês) Metacritic (30 de outubro de 2007). Visitado em 25 de dezembro de 2014.
  94. Disney Princess: Enchanted Journey (em inglês) Metacritic (27 de novembro de 2007). Visitado em 25 de dezembro de 2014.
  95. Disney Princess: Magical Jewels (em inglês) Metacritic (16 de outubro de 2007). Visitado em 25 de dezembro de 2014.
  96. Disney Princess Enchanting Storybooks (em inglês) Metacritic (1 de novembro de 2011). Visitado em 25 de dezembro de 2014.
  97. Disney Princess Enchanting Storybooks (em inglês) Metacritic (1 de novembro de 2011). Visitado em 25 de dezembro de 2014.
  98. Disney Princess: My Fairytale Adventure (em inglês) Metacritic (25 de setembro de 2012). Visitado em 25 de dezembro de 2014.
  99. Bradley, Dan (21 de novembro de 2013). Disney Infinity Holiday Figures Reviewed: Vanellope, Wreck-It Ralph, Rapunzel, Anna and Elsa (em inglês) TheHDRoom. Visitado em 25 de dezembro de 2014.
  100. Shill, Aaron (3 de dezembro de 2014). 'Disney Infinity 2.0: Originals' offers traditional Disney theme sans superheroes (em inglês) Deseret News. Visitado em 25 de dezembro de 2014.
  101. Parrish, Robin (20 de abril de 2015). 'Disney Infinity 3.0': Leaked Details On Star Wars, Mulan And Olaf (em inglês) Tech Times. Visitado em 17 de maio de 2015.
  102. +Takes+Her+Quest+for+Coolness+to+Toon+Disney...-a076432584 ``Disney's Pepper Ann Takes Her Quest for Coolness to Toon Disney Beginning September 2001; All-Toon Channel Debuts New Schedule Sept. 3. (em inglês) Business Wire (10 de julho de 2001). Visitado em 27 de dezembro de 2014.
  103. New Archives (em inglês). Visitado em 25 de dezembro de 2014.
  104. DISNEY PRINCESS ENCHANTED TALES: FOLLOW YOUR DREAMS ARRIVES ON DVD (em inglês) Hollywood Teen'Zine. Visitado em 25 de dezembro de 2014.
  105. Branca de Neve e Príncipe Encantado de Once Upon a Time têm seu primeiro filho (em português) Pipoca Moderna (2 de junho de 2014). Visitado em 25 de dezembro de 2014.
  106. Jeffery, Morgan (20 de agosto de 2012). 'Once Upon a Time' star Jessy Schram 'unsure of Cinderella return' (em inglês) Digital Spy. Visitado em 25 de dezembro de 2014.
  107. Em "Once Upon a Time": Na 4ª temporada, o pai de Aurora é escalado e ele vem de "The Originals"! (em português) Purebreak Brasil (23 de dezembro de 2014). Visitado em 25 de dezembro de 2014.
  108. Joanna García vai voltar a viver Ariel em Once Upon a Time (em português) Pipoca Moderna (17 de dezembro de 2014). Visitado em 25 de dezembro de 2014.
  109. Gomes, Carla (10 de fevereiro de 2012). Emilie de Ravin Comenta Participação em Once Upon a Time (em português) Na TV. Visitado em 25 de dezembro de 2014.
  110. Bricker, Tierney (19 de janeiro de 2014). Once Upon a Time's Jamie Chung Speaks Out on Mulan's Gay Reveal: "Her Heart Is With Aurora" (em inglês) E! Online. Visitado em 25 de dezembro de 2014.
  111. Na 3ª temporada de "Once Upon a Time", Rapunzel tem 1ª foto divulgada! (em português) Purebreak Brasil (11 de fevereiro de 2014). Visitado em 25 de dezembro de 2014.
  112. Bucksbaum, Sydney (12 de dezembro de 2014). Once Upon a Time Is Letting Frozen Go...But Can Elsa, Anna and Kristoff Leave Storybrooke?! (em inglês) E! Online. Visitado em 25 de dezembro de 2014.
  113. Primeira princesa latina da Disney desagrada nos EUA (em português) Veja (22 de outubro de 2012). Visitado em 25 de dezembro de 2014.
  114. Ng, Philiana (05 de outubro de 2013). Disney Junior's 'Sofia the First' Expands to Daily Program (Exclusive) (em inglês) Hollywood Reporter. Visitado em 25 de dezembro de 2014.
  115. Settembre, Jeanette (12 de dezembro de 2014). 'Sofia the First' getting a visit from Princess Tiana (em inglês) New York Daily News. Visitado em 25 de dezembro de 2014.
  116. Kenneally, Tim (18 de novembro de 2013). Sofia the First Meets Ariel the Mermaid in Disney Special (Exclusive Video) (em inglês) TheWrap. Visitado em 25 de dezembro de 2014.
  117. ‘Sofia the First: The Curse of Princess Ivy’ Featuring Rapunzel on DVD in February (em inglês) Stitch Kingdom (12 de dezembro de 2014). Visitado em 25 de dezembro de 2014.
  118. Disney Princesses Aren't Just for Kids During ABC Family's March Funday Programming Event on Saturday, March 21st and Sunday, March 22nd, 2015 (em inglês) The Futon Critic (16 de março de 2015). Visitado em 17 de março de 2015.
  119. Malévola arrecada US$ 600 milhões na bilheteria mundial (em português) Caras (02 de julho de 2014). Visitado em 25 de dezembro de 2014.
  120. Veja cinco novas fotos de Lily James como Cinderela (em português) Pipoca Moderna (21 de dezembro de 2014). Visitado em 25 de dezembro de 2014.
  121. Figueira, João Vitor (01 de outubro de 2014). Produzida pela Disney, versão com atores de A Bela e a Fera terá roteirista de As Vantagens de Ser Invisível (em português) AdoroCinema. Visitado em 25 de dezembro de 2014.
  122. Almeida, Diego (30 de março de 2015). Disney anuncia filme com atores de ‘Mulan’ (em português) CinePOP Cinema. Visitado em 30 de março de 2015.
  123. Meryl Streep é uma bruxa em cenas de Caminhos da Floresta (em português) Pipoca Moderna (20 de dezembro de 2014). Visitado em 25 de dezembro de 2014.
  124. SHOOT: Disney’s DESCENDANTS Films at BC Legislature in Victoria (em inglês) YVRshoots (17 de junho de 2014). Visitado em 25 de dezembro de 2014.
  125. Reid, Amy (20 de junho de 2014). Disney transforms B.C. legislature into fairy-tale castle for the Descendants (em inglês) The Province. Visitado em 25 de dezembro de 2014.
  126. Arkoff, Vicki. Ultimate Guide to Disney Princess (em inglês) HowStuffWorks. Visitado em 25 de dezembro de 2014.
  127. Harris, Sarah (02 de janeiro de 2009). Pink plague: Stores are accused of making girls' toys just in pink to encourage pester power (em inglês) Daily Mail Online. Visitado em 25 de dezembro de 2014.
  128. Brawley, Jenna (20 de março de 2014). Elsa: a new kind of Disney princess or not? (em inglês) Omnibus. Visitado em 25 de dezembro de 2014.
  129. a b Racial representation (em inglês) Indiana Daily Student (20 de novembro de 2014). Visitado em 25 de dezembro de 2014.
  130. McKinstry, Shavon L. (17 de abril de 2013). Bright Like a Diamond, White Like a Princess (em inglês) SPARK MOVEMENT. Visitado em 25 de dezembro de 2014.
  131. Sawyer, Nicole (09 de dezembro de 2009). "Feminist Outlooks at Disney Princess‘s" (em inglês) SCOM 432 James Madison University. Visitado em 26 de dezembro de 2014.
  132. Weston, Tamara (09 de dezembro de 2009). "The Problem with Princesses" (em inglês) Time. Visitado em 26 de dezembro de 2014.
  133. Smith, Anna (28 de novembro de 2013). Frozen in time: when will Disney's heroines reflect real body shapes? (em inglês) The Guardian. Visitado em 26 de dezembro de 2014.
  134. What's Wrong With Being a Princess? (em inglês) ABCNews.com (22 de abril de 2007). Visitado em 26 de dezembro de 2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]