Dispersão (física)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes (desde agosto de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Ícone de esboço Este artigo sobre física é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Dispersão em Física consiste em um fenômeno que ocorre quando as velocidades das fases (velocidade das componentes) de uma perturbação periódica propagando-se em um dado meio depende das freqüências da mesmas. Rigorosamente falando, uma perturbação periódica que sofre dispersão não é uma onda (sinusoide) mas sim uma combinação de ondas sinusoidais discerníveis por suas frequências. O abuso de linguagem é contudo comum e, até certo ponto, é fisica e matematicamente justificável.

A velocidade da pertubação como um todo é conhecida como velocidade de grupo. As velocidades das fases não precisam ser e em muitos casos não são iguais à velocidade de grupo. Nos meios dispersivos as velocidades das fases são distintas.

Em termos de ondas eletromagnéticas, o vácuo é um meio não dispersivo. Já a dispersão dessas ondas na água é responsável pelos arco-íris.

Referências

  • Eisberg, Robert; Resnick, Robert - Física Quântica, Átomos, Moléculas, Sólidos, Núcleos e Partículas - 13 Ed. - Editora Campus - ISBN: 85-7001-309-4

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]