Djalma de Lalu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Djalma Souza Santos mais conhecido como Djalma de Lalu, foi um babalorixá iniciado no Candomblé por Tata Fomotinho.

A história contada pelos antigos é que Djalma foi recolhido para ser iniciado para o Orixá Oxóssi, mas Exú Lalú veio e avisou Tata Fomotinho que o dono da cabeça era ele e não Oxóssi, e mesmo assim Tata Fomotinho teimou e o iniciou para Oxóssi, que saiu na sala mas na hora do Orukó (nome do santo) quem deu o nome Bará Seji Lonan, foi Exú.

Djalma Souza Santos (Djalma de Lalu) que fundou o Kwe Ceji Lonã, Doné Mirtéia de Ogum que fundou o Axé Kwe Azom, Doté Wildes de Obaluayê que fundou o Axé Kwe Egi e Heraldo Sanches de Araújo (Doté Heraldo de Xangô iniciado no Nago Egbá) após mudar as águas, fundou o Axé Kwe L'Ossu.
Ícone de esboço Este artigo sobre candomblé é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Nascido em: 07/12/1920

Faleceu em: 12/03/1992

Djalma de Lalu Esta rama genealógica é muito grande e muitos são os grandes Bàbálóòrìsà e Iyálóòrìsà que formam parte dela como Djalma Sousa Santos, Djalma de Lalu irmão de Manoel Moura, Nêco de Oyá, da Venda Velha seu filho, Lino Sousa Maia, Lino de Osaguiã de Tribobó e Mario Passo, Mario de Jagún, de Niterói.

Djalma Souza Santos (Djalma de Lalu) que fundou o Kwe Ceji Lonã, Doné Mirtéia de Ogum que fundou o Axé Kwe Azom, Doté Wildes de Obaluayê que fundou o Axé Kwe Egi e Heraldo Sanches de Araújo (Doté Heraldo de Xangô iniciado no Nago Egbá) após mudar as águas, fundou o Axé Kwe L'Ossu.