Doce Esperança

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes. (desde fevereiro de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Hope and a Little Sugar
Doce Esperança (PT/BR)
 Índia /  Estados Unidos
2006 • cor • 73 min 
Direção Tanuja Chandra
Roteiro Tanuja Chandra
Glenn Russow
Elenco Anupam Kher
Mahima Chaudhry
Suhasini Mulay
Página no IMDb (em inglês)

Hope and a Little Sugar (em Portugal e no Brasil: Doce Esperança) é um filme dirigido por Tanuja Chandra e com roteiro de Tanuja Chandra e Glenn Russow, lançado em 2006.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

O filme começa mostrando os conflitos religiosos na Índia em 1993, na explosão de uma mesquita. O filme pula até setembro de 2001 (mês que ocorreu o atentado contra as Torres Gêmeas e o Pentágono), e conta a história do entregador e fotógrafo muçulmano Ali Siddiqi, quando uma jovem sikh Saloni, o confunde com Sukhbir, um parente dela, e o convida para uma festa. Na festa Ali é apresentado a todos e todos acham que ele é Sukhbir, ele começa a conviver com a família de Saloni e se apaixona por ela, apesar de ela ser casada com o filho do nacionalista e patriarca Coronel Vir Oberoi. Ao decorrer do tempo eles descobrem que Ali não é Sukhbir e mostram a ele a loja de Saloni Doce Esperança. Ele vai até a casa do Coronel Vir Oberoi e conta a sua verdadeira identidade eles se desentendem.

Depois da festa ocorre o terrível atentado nas Torres Gêmeas planejado pelos fundamentalistas islâmicos da Al-Quaeda, onde o filho do Coronel Vir Oberoi, casado com Saloni desaparece nos escombros. Oberoi coloca a culpa em Ali, depois de saber que ele era muçulmano e depois de uma briga e discussão, Oberoi sai para assassinar Ali, Ali compra uma arma de fogo para se proteger de Oberoi, após enquanto Saloni estava em sua casa ter descobrido onde Ali guardava todas as suas fotos de Saloni, a mulher de Oberoi liga a Ali dizendo que este irá matá-lo.

No caminho porém, quando vai pedir uma informação sobre uma rua, para skinheads, o Coronel Oberoi é espancado e ofendido de Osama (por usar turbante sendo confundido com um muçulmano sendo sikh). Enquanto isso Ali se lembra da sua infância e do assassinato de seu irmão nas ruas de Mumbai e fica desesperado e larga a arma no chão. Logo após aparece Oberoi se recuperando no hospital, e logo após a ida dele e de sua esposa à Índia, enquanto Saloni e Ali ficam juntos.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.