Doces Bárbaros

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Doces bárbaros)
Ir para: navegação, pesquisa
Os Doces Bárbaros
Informação geral
País  Brasil
Período em atividade 1976
Gravadora(s) Philips
Integrantes Caetano Veloso, Gilberto Gil, Maria Bethânia, Gal Costa

Doces Bárbaros foi um grupo formado pelos cantores brasileiros Gilberto Gil, Caetano Veloso, Maria Bethânia e Gal Costa, em 1976, com a finalidade de realizar uma turnê pelo Brasil para comemorar os dez anos de sucesso em suas carreiras individuais. Com quinze canções novas, compostas exclusivamente para a turnê, a primeira apresentação foi em São Paulo. No repertório, músicas como Um indio, de Caetano Veloso; Pássaro Proibido, de Caetano e Bethânia; e O Seu Amor, de Gil.

O grupo surgiu quando seus componentes completavam dez anos de carreira solo. O sucesso transformou o show em um disco, gravado ao vivo e um um documentário[1] , que conta a trajetória da turnê e os seus acontecimentos mais marcantes. a época da turnê, Gilberto Gil foi preso em Florianópolis por porte de drogas, fato que acabou sendo registrado no documentário Os Doces Bárbaros, dirigido por Jom Tob Azulay.[2]

Como grupo, Doces Bárbaros pode ser descrito como uma típica banda hippie dos anos 70, mas sua característica marcante é a brasilidade e o regionalismo, naturalidade de todos os integrantes.

O disco de 1976 é considerado por muitos uma obra-prima da música brasileira, mas, curiosamente, na época do lançamento, foi criticado por outros artistas, produtores e críticos musicais. [3]

Idealizada por Maria Bethânia, a banda interpretou composições de Caetano e Gil, fora algumas canções de outros compositores como Fé cega, faca amolada de Milton Nascimento e o clássico popular Atiraste uma pedra, de Herivelto Martins.

Inicialmente o LP seria gravado em estúdio, mas por sugestão de Gal e Bethânia, foi o espetáculo que ficou registrado, sendo quatro daquelas canções gravadas pouco tempo antes no compacto duplo de estúdio, com as canções Esotérico, Chuckberry fields forever, São João Xangô Menino e O seu amor, todas gravações raras. Depois disso foi feito outro filme comemorativo, DVD, enredo da escola de samba GRES Estação Primeira de Mangueira em 1994 com a canção Atrás da verde e rosa só não vai quem já morreu (paráfrase da música Atrás do trio elétrico, lançada por Caetano em 1969), já comandaram trio elétrico no carnaval de Salvador, fizeram espetáculos na praia de Copacabana e uma apresentação para a Rainha da Inglaterra.[carece de fontes?]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Flag of Brazil.svgGuitarra masc.png Este artigo sobre uma banda ou grupo musical do Brasil, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.