Doença neurodegenerativa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2014).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Doenças neurodegenerativas são doenças em que ocorre a destruição progressiva e irreversível de neurônios, as células responsáveis pelas funções do sistema Nervoso. Quando isso acontece, dependendo da doença, gradativamente o paciente perde suas funções motoras, fisiológicas e/ou sua capacidade cognitiva.

Tratamento[editar | editar código-fonte]

O tratamento em alguns casos é realizado com remédios que inibem ou retardam a destruição dos neurônios afetados. A fisioterapia também pode ajudar a retardar o avanço de doenças que impliquem na perda das funções motoras, utilizando-se da Fisioterapia Neurofuncional, de grande importância nesse aspecto. A Fonoaudiologia também exerce uma função importante nos tratamentos dessas doenças, sendo que através da fonoterapia é possível manter, ou até mesmo restituir funções como: coordenação pneumo-fono-articulatórios, deglutição e linguagem. A Terapia Ocupacional é de grande valor no tratamento, pois irá auxilarr no desempenho ocupacional do individuo, tratando, mantendo e promovendo suas atividades com a maior autonomia possível.

O especialista que cuida das doenças neurodegenerativas é o neurologista, mas, dependendo da doença, um psiquiatra, psicólogo ou terapeuta ocupacional também pode ser necessário.

Exemplos[editar | editar código-fonte]