Dojô (ictiologia)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaDojô
Dojô, espécie nativa do nordeste da Ásia.

Dojô, espécie nativa do nordeste da Ásia.
Estado de conservação
Status iucn3.1 LC pt.svg
Pouco preocupante
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Actinopterygii
Ordem: Cypriniformes
Família: Cobitidae
Género: Misgurnus
Espécie: M. anguilicaudatus
Nome binomial
Misgurnus anguilicaudatus
Cantor, 1842

O dojô também conhecido como peixe cobra (Misgurnus anguillicaudatus) é um peixe cobitídio de água doce, nativo do nordeste da Ásia, especialmente da China. Popular no aquarismo, por ser um agente limpador de fundo. Gosta muito de enterrar-se, principalmente durante o dia, pois é predominantemente notívago, mas em casos de água muito fria, o dojô fica letárgico, a passar muito tempo enterrado.

Esse peixe normalmente não passa dos oito centímetros em cativeiro, mas chega aos vinte centímetros na natureza. Ele é encontrado em duas pigmentações naturais: uma com o corpo mais listrado e outro com menos listras; porém outras colorações vêm aparecendo em cativeiro.

A água ideal para um dojô tem o Ph 7,0 – ou seja, neutro – e temperatura em torno dos 22 °C.

Biologia[editar | editar código-fonte]

Muitos afirmam que este animal possui habilidades meteorológicas, a qual podem prever tempo chuvoso, quando começa a saltar para fora da água. Porém, é um mito dizer isto. Quando apresentam este tipo de comportamento, significa que a temperatura da água está acima do normal, pois o Dojô é um peixe de água estritamente fria, pelos seus rins necessitarem obrigatoriamente desse tipo de água para viverem. É um animal forte e resiste mais tempo sem água do que a maioria dos peixes.

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Dojô (ictiologia)
Ícone de esboço Este artigo sobre peixes é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.