Domícia Lépida

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Domícia Lépida (em latim: Domicia Lepida Minor), dita a Jovem, é o nome dado por Tácito para uma filha de Lúcio Domício, o avô do imperador Nero, e sua esposa Antônia, filha de Marco Antônio.

Família[editar | editar código-fonte]

Sua mãe, segundo Tácito, era Antônia, a Jovem, sobrinha-neta de Augusto, e seu irmão era Cneu Domício, que foi casado com Agripina.[1]

Outros historiadores supõem que sua mãe fosse Antônia, a Velha, outra filha de Marco Antônio.[2]

Mãe de Messalina[editar | editar código-fonte]

De acordo com o livro Penny cyclopaedia of the Society for the Diffusion of Useful Knowledge, Messalina era filha de Domícia Lépida, filha de Antônia, a Velha e Lúcio Domício.[2]

Segundo os jesuítas François Catrou e Rouillé, Messalina era filha de Marco Valério Messala Barbato, filho de Marco Barbato, que foi questor no exército de Marco Antônio e cônsul em 741 A.U.C..[3]

Morte[editar | editar código-fonte]

Ela foi destruída por Agripina, no ano do consulado de Marco Asínio e Mânio Acílio, porque Lépida, por sua família nobre, se achava tão importante quanto a imperatriz; as duas disputavam quem teria mais influência sobre Nero, se a mãe (Agripina) ou a tia (Lépida).[1] Agripina acusou Lépida de praticar a magia contra a vida da esposa do imperador Cláudio, e, apesar da oposição de Narciso, Lépida foi condenada à morte.[4]

Referências

  1. a b Tácito, Anais, Livro XII, 64.1 [em linha]
  2. a b Penny cyclopaedia of the Society for the Diffusion of Useful Knowledge (1833) [google books]
  3. François Catrou et Rouillé, Histoire romaine depuis la fondation de Rome [jusqu'a l'an 47 de J.-C.], avec des notes historiques, géographiques et critiques...par les RR. PP. Catrou et Rouillé de S. J. T. 01-20 (histoire romaine par Bernard Rothe, [sic pour Routh] T. 21) [google books]
  4. Tácito, Anais, Livro XII, 65.1