Domingão do Faustão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde junho de 2014). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Domingão do Faustão
Logotipo do programa
Informação geral
Formato Programa de auditório
Gênero Humor, Variedades, Comédia
Duração 180 min
Criador(es) Detto Costa
Augusto César Vanucci
Boninho
Maurício Nunnes
e outros
País de origem  Brasil
Produção
Diretor(es) Jayme Praça
Ulysses Cruz
Adriano Ricco
Gustavo Alves
Cris Gomes
Henrique Matias
Edson Erdmann
e outros
Apresentador(es) Fausto Silva
Narrador(es) Dirceu Rabello
Elenco Fausto Silva
Banda do Domingão do Faustão
Bailarinas do Faustão
Tema de abertura Cantada
Exibição
Emissora de
televisão original
Rede Globo
Formato de exibição 480i (1989-2009)
1080i (2009-)
Transmissão original 26 de março de 1989 (25 anos)
N.º de temporadas 25
N.º de episódios 1505 (23 de março de 2014)
Cronologia
Programas relacionados Eliana

Domingão do Faustão é um programa de auditório brasileiro dominical da Rede Globo. O programa está no ar desde 1989, sendo um dos programas mais antigos da emissora, e desde então é comandado por Fausto Silva, mais conhecido como Faustão.


Tinha inicialmente, direção de criação e artística de Augusto Cesar Vanucci e direção geral de Detto Costa. Já passaram pela direção de produção Marcelo Paranhos, Carlos Henrique de Cerqueira Leite, Aluísio Augusto e Jayme Praça. Atualmente, tem direção geral de Jayme Praça e gerência de produção de Roberto Ribeiro Costa.

História

(1989-1996)

O apresentador do programa, Faustão.

O Domingão do Faustão estreou na Rede Globo no dia 26 de março de 1989 às 16 horas, domingo de Páscoa, comandado por Fausto Silva, recém-saído da Rede Bandeirantes. O programa foi criado para frear a audiência do Programa Silvio Santos (SBT), até então líder de audiência nas tardes de domingo, cumprindo o objetivo em pouco tempo.

Desde seu início, o programa contava com uma banda que toca ao vivo e um grupo de dançarinas, na Academia do Faustão. Há também entrevistas com atores da emissora e cantores, assim como atrações populares em vários quadros. Ao fim, ia ao ar as tradicionais vídeo-cassetadas.

Por questões contratuais, a geração do programa se dividia entre a Cidade do Rio de Janeiro e a Cidade de São Paulo, assim facilitando o recebimento de convidados ilustres que residiam em ambas as cidades.

Até 1993, o programa terminava às 19h e, a partir de então, passou a ter uma hora a mais de duração devido à extinção do Festival Os Trapalhões.

Em 1995, foi criado o quadro Melhores do Ano, que premiava os artistas que fizeram mais sucesso na teledramaturgia, jornalismo, comédia, música e esportes na Rede Globo. Até 2002, os vencedores eram escolhidos por funcionários da própria emissora, mas a partir de então os mesmos passam a escolher três finalistas. Além disso, os mesmos são submetidos à votação do público, que escolhe o vencedor de cada categoria.

Em 1997, a audiência do programa passa a ser ameaçada pelo Domingo Legal (SBT), apresentado por Augusto Liberato, mais conhecido como Gugu Liberato, chegando inclusive a perder a liderança em outubro. Nos anos seguintes, a disputa passou a empatar e monopolizar a audiência entre ambos os programas, com até 60% contra as outras redes.

Problemas de audiência e reação (1997-2001)

O ex-músico do programa, Caçulinha.

Como já dito antes, no ano de 1997, a liderança do Domingão do Faustão passou a ser ameaçada e até mesmo perdida com o programa Domingo Legal, apresentado por Gugu Liberato, no SBT. No início dos anos 2000, Gugu toma a liderança absoluta do programa, rareando cada vez mais as lideranças da Globo, fazendo com que a emissora começasse a intervir no programa que não apresentava mudanças desde sua estreia: tentaram programa gravado, mas tanto a imprensa como a opinião pública criticaram duramente o programa.

Depois de vários problemas durante meados dos anos 90 e início dos anos 2000, o programa começou a reagir aos poucos contra Domingo Legal com suas mudanças. Porém, outras emissoras começam a dificultar a audiência da dupla Faustão-Gugu, exibindo filmes e esportes. Com o escândalo envolvendo o apresentador e a produção do programa rival, o programa da Globo e o recém-criado Pânico na TV, da RedeTV!, foram favorecidos.

De volta à liderança (2002-2009)

A partir de 2004, o Domingão do Faustão demonstrou várias vitórias seguidas contra o Domingo Legal, que chegou a ser ameaçado apenas pela RedeTV! (com o Pânico na TV) e a Band (com o futebol).

Em 2008, um especial marcando as mil exibições do programa foi levado ao ar e mereceu destaque na Revista Veja[1] . Em 2009, o programa completou 20 anos com a realização da premiação dos Melhores do Ano 2008 (propositalmente adiada). Além da premiação, foram anunciadas novidades na programação da emissora. Em dezembro, Adriana Colin (responsável pelo merchandising), Caçulinha (diretor musical da banda) e Lucimara Parisi (diretora do programa) deixaram o programa por conta da não-renovação de seus respectivos contratos.

Perda de audiência (2010-2014)

Em 2010, os programas Domingo Espetacular (Record) e Programa do Gugu (Record) representaram uma nova ameaça para o Domingão do Faustão, que chegou a ser derrotado em várias regiões brasileiras, em destaque na Grande SP (a medição do IBOPE na Grande SP é a principal referência no mercado publicitário). Gugu voltava a ameaçar Faustão.

Em 2011, o Domingão marca média de apenas 10 pontos no IBOPE Media Information na Grande SP (lembrando que a medição do IBOPE na Grande SP é a principal referência no mercado publicitário). Em alguns momentos do dia, Faustão chega a perder para Record e SBT.[2] [3]

Aberturas

As aberturas do programa eram bastantes lembradas pelo público.

Na primeira, em 1989, Faustão aparecia falando e vários objetos e seres saíam de sua boca. A trilha sonora era Do tempo que, de Michael Sullivan e Paulo Massadas. O plano de fundo era totalmente preto.

Na segunda, em 1992, Faustão se tornava um gigante e saía dos estúdios da Rede Globo e andava por várias partes do Brasil. Apesar de ser estranho para o público infantil da época, a abertura ainda é bastante lembrada. Seu tema instrumental foi alterado em 1994.

Na terceira, em 1996, Faustão, em forma de desenho, andava por diversos lugares do estúdio do programa como, por exemplo, onde eram gravadas as Olimpíadas do Faustão. No mesmo ano, o antigo logotipo do programa foi modificado.

Em 2000, o antigo logotipo passou a ser partes do Brasil com o bumerangue do logotipo do programa que foi chamado ''Faustão'' no fundo das nuvens.

Porém, a partir de 2001, o programa não tinha mais aberturas. Em 2008, o antigo logotipo do programa foi levemente modificado, no intuito de comemorar os 1000 domingões que já foram ao ar. Em 2011, estreava o antigo logotipo. Em 2012, o antigo logotipo foi novamente modificado, com cores alegres, tormou-se o atual, a partir do dia 8 de abril de 2012. Em 2013, Num dia também, a abertura passou a ser cantada. A partir de 23 de março de 2014, o novo cenário coincidiu com as comemorações dos 25 anos do programa, completados em 26 de março.

Quadros

Atuais

  • Arquivo Confidencial
  • Cachorrada Vip
  • Dança da Galera
  • Dança dos Famosos
  • De Cara com a Fera
  • Desafio do Faustão
  • Divã do Faustão
  • Domingão Aventura
  • Entregação
  • Eu Acho
  • Galeria de Famosos
  • Giro Domingão
  • Melhores do Ano (uma vez por ano)
  • Na Boca da Galera
  • Pizza do Faustão (esporádico)
  • Primeira Vez
  • Que Fim Levou?
  • Quem Chega Lá?
  • Quem é?
  • Quem está mentindo?
  • Se Vira nos 30
  • Tem Gente Atrás
  • Tô a Fim de Saber
  • Troféu Mário Lago (uma vez por ano)
  • Video Cassetadas

Dança dos Famosos

Dança dos Famosos
Informação geral
Formato Reality show
Criador(es) BBC Worldwide
País de origem  Brasil
Idioma original Português
Produção
Apresentador(es) Faustão
Exibição
Emissora de
televisão original
Rede Globo
Formato de exibição 480i (SDTV)
1080i (HDTV)
Transmissão original 20 de novembro de 2005 - presente
N.º de temporadas 10

Dança dos Famosos é a versão brasileira do reality show britânico, Strictly Come Dancing, que é quadro exibido anualmente pelo Domingão do Faustão. Várias celebridades competem por meio da dança de salão. Eles se apresentam para uma banca geralmente composta por 5 jurados, onde 3 deles fazem parte do juri artístico e 2 do juri técnico. A platéia do programa e os telespectadores também podem votar, avaliando cada casal.

A cada domingo o casal que acumulou menos pontos é eliminado do programa. A partir da 4ª temporada depois que 4 casais são eliminados ocorre uma repescagem. E depois desta, homens e mulheres dançam na mesma noite.

Os jurados

O painel de jurados é mudado a cada semana, principalmente o júri artístico. No entanto, o júri técnico, que conta com a participação de profissionais gabaritados em dança, tem presença constante da bailarina e atriz Ana Botafogo, do dançarino Carlinhos de Jesus e dos coreógrafos Maria Pia Finocchio, J.C. Violla , Marisa Pivetta, Jaime Arôxa e Jarbas Homem de Mello

Temporadas

Edição Estreia Vencedor 2º colocado 3º colocado Outros participantes de preferência em ordem de eliminação Número de Participantes
1 20 de novembro de 2005 Karina Bacchi Alexandre Barillari Daniela Escobar Oscar Schmidt, Felipe Dylon, Fabiana Karla. 6
2 12 de fevereiro de 2006 Juliana Didone Kelly Key Pedro Bismarck Dado Dolabella, Sandra de Sá, Thiago Fragoso 6
3 14 de maio de 2006 Robson Caetano Stepan Nercessian Babi Xavier Daniel Erthal, Roberta Foster, Ricardo Tozzi, Mariana Felício, Oscar Magrini, Guilherme Berenguer, Preta Gil, Nívea Maria, Hortência Marcari 12
4 11 de março de 2007 Rodrigo Hilbert Elaine Mickely Carmo Dalla Vecchia Ellen Jabour, Roberto Guilherme, Mara Manzan, Fafá de Belém, Juan Alba, Sidney Sampaio, Cristiana Oliveira, Fernanda Vasconcellos, Sérgio Loroza 12
5 24 de fevereiro de 2008 Christiane Torloni Rafael Almeida Samara Felippo Dudu Nobre, Perlla, Maurício Lima, Joana Balaguer, Mariana Weickert, Francisco Cuoco, Marco Antônio Gimenez 10
6 26 de abril de 2009 Paola Oliveira Leandro Hassum Jonatas Faro Helô Pinheiro, Reginaldo Rossi, Vampeta, Rosamaria Murtinho, Katiuscia Canoro, Emanuelle Araújo, Ricardo Pereira 10
7 18 de abril de 2010 Fernanda Souza Sheron Menezes André Arteche Paulo Zulu, Wanderléa, Marcelinho Carioca, Christine Fernandes, Stênio Garcia, Ana Maria Braga, Diogo Nogueira, Letícia Birkheuer, Bruno de Luca 12
8 15 de maio de 2011 Miguel Roncato Nelson Freitas Odilon Wagner Roberta Miranda, MV Bill, Renata Kuerten, Ellen Rocche, Milena Toscano, Guilherme Winter, Raphael Viana, Mônica Martelli, Roberta Rodrigues 12
9 13 de maio de 2012 Rodrigo Simas Claudia Ohana Barbara Paz Fernanda Motta, Victor Pecoraro, Gaby Amarantos, Rodrigo Minotauro, Júlio Rocha, Péricles, Sthefany Brito, Monique Alfradique, Kadu Moliterno 12
10 19 de maio de 2013 Carol Castro Bruna Marquezine Tiago Abravanel Gusttavo Lima, Ana Beatriz Barros, Edílson, Bia Seidl, Daniel Boaventura, Luana Piovani, Cacau Protásio, Adriano Garib, Klebber Toledo 12
11 19 de maio de 2013 Marcelo Melo Júnior Paloma Bernardi Juliana Paiva Vanessa Gerbelli, Giovana Ewbank, Giba, Miele, Anderson Rizzi, Lucéilia Santos, Anitta, Bruno Gissoni, Lucas Lucco 12

Extintos

  • Aguenta Coração
  • A Voz da Profissão
  • Controle Remoto
  • Dança das Crianças (2007-2009)
  • Dança no Gelo
  • Garagem do Faustão
  • Invasão de Privacidade
  • Jogo da Velha
  • Jogo dos 10
  • Mano a Mano
  • Olimpíadas do Faustão (1989-1998)
  • O Melhor do Circo
  • Pegadinhas do Faustão (1989-1999/2001-2002)
  • Ralação
  • Sexolândia (1989-1996)
  • Sufoco (1999-2000)
  • Videokê

Melhores do Ano

Audiência

Na época da estreia do programa, o Programa Silvio Santos, apresentado pelo proprietário do SBT, ultrapassava os 60 pontos em algumas afiliadas do SBT nas tarde e noite de domingo. Em poucos meses, Faustão consegue frear Silvio Santos e lhe toma a liderança.

Oito anos na liderança absoluta se passaram e o Domingo Legal, em formato semelhante, começou a incomodar Faustão e em pouco tempo fez a Globo devolver a liderança das tarde e noite de domingo ao SBT. Ao mesmo tempo que a Globo era vice, Record e Band mudam a programação e diminuem a audiência da dupla Faustão-Gugu em menos de 50 pontos.

No início dos anos 2000, Faustão e Gugu dividem a audiência mas não a mesma que tinham nos últimos anos. Porém, na segunda metade dos anos 2000, com o declínio do Domingo Legal e a ascensão da RedeTV!, o programa conquistou novamente a até então impossível liderança dos domingos. O SBT não pôde mais reivindicar a liderança das tardes e noites de domingo, mas Gugu sim: trocou o SBT pela Record e, junto ao Domingo Espetacular, voltou a incomodar Faustão, que mesmo líder não tinha o potencial da primeira metade dos anos 90.

Controvérsias

No dia 8 de setembro de 1996, o programa exibiu por 37 minutos o caso do órfão Rafael Pereira dos Santos, portador da síndrome de Seckel — que causa uma forma aguda de nanismo primordial. Exibido como uma aberração, seria ridicularizado pelo apresentador e por integrantes do grupo humorístico Café com Bobagem, por conta de sua aparência física (possuía apenas 87 centímetros de altura, 8 quilos e idade mental de uma criança de 3 anos, embora tivesse 15 anos de idade), tendo inclusive sido obrigado a imitar o cantor Latino, presente no referido programa (recebendo a alcunha de Latininho, dada pelo apresentador Fausto Silva). O caso de Rafael levantou o IBOPE do programa, chegando a alcançar 30 pontos de audiência (enquanto que o seu principal concorrente, o Domingo Legal, possuía apenas 16 pontos). O programa causou muita polêmica e protestos por parte da mídia e do Juizado de Menores do Rio de Janeiro, a ponto do então vice-presidente de operações da Rede Globo, José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, emitir um memorando interno (escrito a mão momentos após ter assistido em sua casa a exibição do programa) proibindo exibições de quadros ou programas que apresentassem atos de baixaria, sensacionalismo ou que ferissem o chamado Padrão Globo de Qualidade. Em 2001, a emissora seria condenada pela justiça a indenizar Rafael em R$ 1 milhão.[4] [5]

Em meados de 1997, para tentar desbancar o Domingo Legal, o programa estreou o polêmico "Sushi Erótico" — comida japonesa servida sobre o corpo de uma modelo japonesa nua — e acabou provocando inúmeros protestos dos telespectadores e até do Governo Federal. Após isso, outras emissoras aproveitaram o fato e passaram a exibir outras atrações para ganhar audiência no horário nobre.[carece de fontes?]

Em julho de 1998, Faustão e a Rede Globo foram condenados pela desembargadora Áurea Pimentel Pereira, da 7ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, a pagarem uma indenização no valor de R$50.000 ao operador de câmera Ivanildo Raimundo da Silva, conhecido pelas gozações que sofria, sendo chamado de "o homem que não sorri". Após ser demitido em fevereiro de 1995, Ivanildo entrou com um processo pedindo uma indenização de R$1.000.000 por perdas e danos morais e materiais decorrentes pelas humilhações. A desembargadora determinou que a Procuradoria Geral do Estado analise os possíveis excessos no programa, que considera como "baixo nível moral que impera no programa". Ivanildo chegou a anunciar que vai recorrer por considerar a quantia determinada irrisória[6] , mas segundo jornais e revistas da época, aceitou a quantia da indenização.

Uma entrevista do cantor Belo exibida em 25 de agosto de 2002 causou polêmica por conta do apresentador Faustão defender o cantor das acusações de envolvimento com o tráfico de drogas no Rio de Janeiro. Após a exibição do programa, o Fantástico exibiu reportagem onde apresentava mais provas contra Belo (incluindo áudios de ligações telefônicas obtidos pela polícia), de forma que sua defesa ficaria insustentável. Posteriormente o apresentador admitiu que errou ao defender o cantor.[7]

Em fevereiro de 2012, comentando o suposto estupro que teria ocorrido no programa Big Brother Brasil 12, Faustão defendeu o direito do ex-participante Daniel, o acusado por ter cometido tal ato, de se defender, dando sua versão em seu Domingão, e de, com isso, fazer com que o público decidisse se o brother voltaria ou não à casa. Contudo, o apresentador acabou batendo de frente nos bastidores, pois colocou novamente à tona, à altura, um assunto que já caía no esquecimento. Via Twitter, o diretor do reality show, Boninho, rebateu Fausto Silva, afirmando que o responsável pelo programa dominical vespertino da Rede Globo "não cuida do BBB".[8] Em 27 janeiro de 2013, Faustão apresentou um programa somente sobre a triste tragédia de Santa Maria, no estado do Rio Grande do Sul, o programa teve início às 19:00 e término às 21:00, sem abertura e sem música, foi assim que o Dominão do Faustão começou. Em março de 2013, durante a entrega do prêmio Melhores do Ano, promovido por seu programa, o apresentador criticou os atores Marcos Caruso e Eliane Giardini no ar, sem ao menos se dar conta do motivo da ausência da dupla, indicada à premiação. Tal atitude deixou o alto escalão global indignado.[9] Em 2009, Faustão demitiu Lucimara Parisi, Adriana Colin e Caçulinha, sem motivo relevado. Faustão é muito exigente, com relação a pontualidade erros técnicos no seu programa. Exigente, o chefe não perdoa erros de gravação, sendo que o programa é ao vivo, e vai até os bastidores da gravação tirar satisfação. Em 2009, durante O Show da Dupla Sertaneja Fernando & Sorocaba, no meio da gravação, o apresentador xingou sua produção ao vivo, por causa do microfone. Entre outras broncas que o apresentador sempre dá por falhas. Três meses depois, apesar dos "escorregões" no inglês do cantor Luan Santana, convidado do programa, que interpretou a música "Someone Like You", da britânica Adele, Faustão, desprezando tal fato, afirmou, que Santana fazia uma "homenagem a todas as gordinhas do mundo."

Referências

  1. Mil domingos brasileiros Veja (21 de maio de 2008).
  2. Gugu lidera e bate Faustão de ponta a ponta O Fuxico (12/12/2011).
  3. Audiência: Gugu vence Faustão de ponta a ponta pela primeira vez no ano O Dia Online (12/12/2011).
  4. O Estado de São Paulo (30 de outubro de 2001). Globo é condenada a indenizar "Latininho". Visitado em 16 de janeiro de 2012.
  5. Revista Veja (18 de setembro de 1996). O circo na TV edição 1462 - Página 122. Visitado em 16 de janeiro de 2012.
  6. Fausto Silva condenado pela justiça TV Crítica (no GeoCities) (6 de julho de 1998). Visitado em 3 de abril de 2011.
  7. Tropeção do Faustão. Veja Online. 28-8-2002.
  8. Faustão entra na polêmica do estupro e cria climão com diretor do BBB O Diário. 2-6-2012.
  9. Faustão critica atores veteranos e gera polêmica nos bastidores da Globo Marafólia. 27-3-2013.

Ligações externas