Domingo Pais

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Domingo Pais[1] (século XVI) foi um viajante português que visitou o Império Vijayanagara, ou "Reino de Bisnaga" (como era referido pelos portugueses) situado no Decão, no sul da Índia, cerca do ano 1520 durante o reinado do rei Krishna Deva Raya. A sua descrição de Hampi, a capital imperial hindu, é a mais detalhada de todas as narrativas históricas sobre esta antiga cidade.

Relata Pais que "o dito reino tem muitos lugares na costa da Índia; são portos marítimos com os quais estamos em paz, e em alguns deles há feitorias, em particular em Amcola, Mirgeo, Honor, Batecalla, Mamgalor, Bracalor y Bacanor.»[2] Domingo Pais relata a avançada tecnologia de irrigação que permitia ao reino dispor de grandes quantidades, e a preços muito módicos, de uma grande variedade de culturas. Também o mercado de pedras preciosas mostrava uma intensa actividade. A cidade prosperava e o seu tamanho, aos olhos do narrador, era comparável a Roma, com muita vegetação, aquedutos e lagos artificiais.[2]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Pela grafia arcaica, Domingo Paes.
  2. a b Hampi on line, visitado a 15 de junho de 2009.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Robert Sewell, Fernão Nunes, Domingos Paes, "A forgotten empire: Vijayanagar; a contribution to the history of India" (Inclui uma tradução da "Chronica dos reis de Bisnaga," de Domingos Paes e Fernão Nunes cerca de 1520 e 1535 respectivamente), Adamant Media Corporation, 1982, ISBN 0543925889
  • Radhakamal Mukerjee, "A history of Indian civilization", Hind Kitabs, 1958 (refere Paes)
  • H. V. Sreenivasa Murthy, R. Ramakrishnan, "A history of Karnataka, from the earliest times to the present day", S. Chand, 1977