Dominus Iesus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Declaração "Dominus Iesus" (ou "Senhor Jesus") é um documento sobre a unicidade e a universalidade salvífica de Jesus Cristo e a doutrina da Igreja. Foi emitido pela Congregação para a Doutrina da Fé, no dia 6 de agosto de 2000, assinado pelo então prefeito da Congregação, o Cardeal Joseph Ratzinger, que se o tornou Papa Bento XVI.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Catolicismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.