Don't Stand So Close to Me

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
"Don't Stand So Close to Me"
Single de The Police
do álbum Zenyattà Mondatta
Lado B "Friends"
"A Sermon" (Estados Unidos 7")
Lançamento 19 de setembro de 1980
janeiro de 1981 (Estados Unidos)
Formato(s) 7"
Gravação 1980
Gênero(s) new wave, rock, reggae
Duração 4:03
Gravadora(s) A&M Records
Composição Sting
Produção Nigel Gray, Stewart Copeland, Sting, Andy Summers
Cronologia de singles de The Police
Último
Último
"Six Pack"
(1980)
"De Do Do Do, De Da Da Da"
(1980)
Próximo
Próximo

"Don't Stand So Close to Me" (também chamado de "Don't Stand So Close" ou "Don't Stand") é uma canção de 1980 e um single da banda britânica de rock The Police. Em 1982, The Police ganhou o "Grammy para Melhor Performance de Rock por um Duo ou Grupo com Vocais" por esta canção. Uma regravação de "Don't Stand So Close to Me" foi lançada em 1986 como "Don't Stand So Close to Me '86".

Panorama[editar | editar código-fonte]

A canção trata de sentimentos confusos como desejo, medo e culpa que uma estudante tem por um professor e vice versa, e que inadequadamente levam a um confronto. A música e a letra da canção foram escritas pelo vocalista do The Police, Sting, que já trabalhou como um professor de inglês.[1] Em uma entrevista de 2001 sobre o show do álbum de vídeo ...All This Time, Sting negou que a canção é autobiográfica. O trecho "Just like the old man in that book by Nabokov" é uma alusão ao famoso romance de Vladimir Nabokov, Lolita que abrange questões um tanto similares.[2]

"Don't Stand So Close to Me" surgiu no álbum Zenyattà Mondatta, e se tornou um hit número um na UK single[3] junto com o correspondente videoclipe. Nos Estados Unidos, alcançou o top 10 na parada musical da Billboard Hot 100, obtendo a melhor posição na décima colocação. No Reino Unido, a faixa foi confirmada no final de 1980 como o single mais vendido daquele ano, com 900.000 cópias vendidas.[1]

O B side, "Friends", foi composto por Andy Summers e é inspirado em Stranger in a Strange Land, um romance de ficção científica de Robert A. Heinlein.

Enquanto Sting estava em Montserrat, foi convidado a realizar vocais de apoio em "Money for Nothing"[4] , canção da banda Dire Straits, e reutilizou a melodia do refrão de "Don't Stand So Close to Me" em contraponto a letra 'I want my MTV'.[5] Foi só depois dessa história ser relatada à repórteres durante promoções para o álbum Brothers in Arms que os advogados de Sting se envolveram, e mais tarde, cópias do álbum co-créditaram a canção a Sting.

Créditos[editar | editar código-fonte]

Faixas[editar | editar código-fonte]

7" - A&M / AMS 7564 (Reino Unido)
  1. "Don't Stand So Close to Me" - 4:03
  2. "Friends" - 3:37
7" - A&M / AMS 2301 (Estados Undios)
  1. "Don't Stand So Close to Me" - 4:03
  2. "A Sermon" - 2:34

A reedição de 1986[editar | editar código-fonte]

"Don't Stand So Close to Me '86"
Single de The Police
do álbum Every Breath You Take: The Singles
Lado B Don't Stand So Close To Me" (Live)
Lançamento outubro de 1986
Formato(s) 7", CD single
Gravação 1986
Gênero(s) new wave, pop, rock
Duração 4:40
Gravadora(s) A&M Records
Composição Sting
Produção Stewart Copeland, Sting, Andy Summers, Laurie Latham
Cronologia de singles de The Police
Último
Último
"King of Pain"
(1984)
"Can't Stand Losing You (Live)"
(1995)
Próximo
Próximo

A canção foi regravada em 1986 com um novo arranjo, um coro mais lento e um refrão diferente. A nova versão apareceu como "Don't Stand So Close to Me '86" no álbum Every Breath You Take: The Singles, e foi lançada como um single.

Um novo videoclipe foi produzido para a música retrabalhada por Godley & Creme, notável pelo seu uso precoce da computação gráfica animada.

Faixas[editar | editar código-fonte]

7" - A&M / AM 354 (Reino Unido)
  1. "Don't Stand So Close to Me '86" - 4:47
  2. "Don't Stand So Close to Me" (Live) - 3:40
12" - A&M / AMY 354 (Reino Unido)
  1. "Don't Stand So Close to Me '86" (Dance Mix) - 6:32
  2. "Don't Stand So Close to Me '86" - 4:47
  3. "Don't Stand So Close to Me" (Original Version) - 4:03
  4. "Don't Stand So Close to Me" (Live) - 3:40

Desempenho nas paradas musicais[editar | editar código-fonte]

Parada musical (1986) Melhor
posição
 Canadá - RPM Top 100 Singles [6] 27
 Estados Unidos Billboard Hot 100 [7] 46
 Países Baixos Holanda Albums Chart - [8] 19
 Reino Unido - UK Singles Chart [3] 24

Referências

  1. a b Don't Stand So Close To Me by The Police. songfacts.com. Página visitada em 18 de maio de 2012.
  2. JR Huffman, JL Huffman (1987), "Sexism and cultural lag: The rise of the jailbait song, 1955-1985", The Journal of Popular Culture, doi:10.1111/j.0022-3840.1987.2102_65.x 
  3. a b The Police in the UK Charts. The Official Charts. Página visitada em 18 de maio de 2012.
  4. Timothy White. (julho 1985). "[1]". Spin 1 (3): 43. ISSN 0886-3032 ISSN 0886-3032. Página visitada em 19 de maio de 2012.
  5. Police FAQ at StingEtc.com. stingetc.com. Página visitada em 19 de maio de 2012.
  6. RPM - Library and Archives Canada - Top Singles - Volume 45, No. 14, December 27 1986. collectionscanada.gc.ca. Página visitada em 18 de maio de 2012.
  7. Every Breath You Take: The Singles - The Police. allmusic. Página visitada em 18 de maio de 2012.
  8. The Police - Don't Stand So Close to Me. dutchcharts. Página visitada em 18 de maio de 2012.


Ícone de esboço Este artigo sobre um single é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.