Don't repeat yourself

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Don't repeat yourself (em português: Não repita a si mesmo) ou também conhecido pelo acrônimo DRY é um conceito de programação de computadores o qual propõe que cada porção de conhecimento em um sistema deve possuir uma representação única, de autoridade e livre de ambiguidades em todo o sistema. Esta expressão foi cunhada por Andy Hunt e Dave Thomas em seu livro The Pragmatic Programmer[1] . Ele se aplica amplamente, incluindo esquema de banco de dados, plano de teste, compilação e mesmo documentação de software [2] .

Se este conceito for aplicado, a modificação de uma parte do sistema não leva a modificações em outras partes não relacionadas. Adicionalmente, todos os elementos relacionados mudam de forma previsível e uniforme, mantendo-se, portanto, sincronizados. Além de usar de usar métodos e sub-rotinas em seu código, Thomas e Hunt delegam em geradores de código, construtores automáticos e linguagens de script para observar os princípios DRY através das camadas.

Referências

  1. Bill Venners (10 de março de 2003). Orthogonality and the DRY Principle. Visitado em 14 de agosto de 2010.
  2. Dave Thomas, interviewed by Bill Venners (10-10-2013). Orthogonality and the DRY Principle.
Ícone de esboço Este artigo sobre programação de computadores é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.