Dongtan

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Gnome globe current event.svg
Este artigo ou secção contém informações sobre uma construção futura.
É provável que contenha informações de natureza especulativa, e seu conteúdo pode mudar drasticamente.
Tower crane colorize.png

Dongtan é uma cidade que está sendo construída na China e é considerada a primeira cidade ecologicamente sustentável do mundo.

Projeto[editar | editar código-fonte]

O projeto surgiu como iniciativa do governo chinês, dono de 56% da segunda maior construtora do país, a Shangai Industrial Investment Corporation (SIIC). Em agosto de 2005, os representantes da SIIC contrataram a Arup, consultoria inglesa especializada em design e inovação, que reuniram um grupo de 150 especialistas para o projeto, entre sociólogos, filósofos, economistas e até ornitólogos.

Em construção, na ilha de Chongming, à 25 quilômetros de Xangai, Dongtan é o projeto de uma cidade auto-sustentável em seu consumo de energia e água, além de não emitir nenhum tipo de gases causadores do efeito estufa.

Com previsão para ser inaugurada em 2010, inicialmente a cidade irá abrigar 20.000 pessoas, até o ano de 2020 estima-se que a população da cidade será de 80.000 habitantes.

Moradias[editar | editar código-fonte]

A cidade está sendo projetada como uma vila, onde as casas serão planejadas para tirar o melhor proveito possível das condições naturais do clima, diminuindo o uso de sistemas de aquecimento ou resfrimento, que consomem muita energia, os prédios terão no máximo 6 andares, dispensando o uso de elevadores, também visando o consumo de energia.

Veículos e transporte[editar | editar código-fonte]

Os veículos tradicionais serão banidos, por possuirem altos índices de emissão de gases poluentes, serão priorizados no transporte o uso de bicicletas e lambretas movidas a bateria ou carros à base de hidrogênio. Para isso apenas 7 minutos de caminhada irão separar as casas de toda a infra-estrutura da cidade, como escolas, hospitais. Os meios de transporte público a serem utilizados na cidade não poderão emitir gases poluentes, sendo permitido somente a utilização daqueles movidos a eletricidade ou hidrogênio.

Energia, água e lixo[editar | editar código-fonte]

A cidade será auto-suficiente em energia e água. Só serão admitidas fontes alternativas e renováveis, como a força dos ventos, além de biogás e de biomassa, sobretudo a partir de casca de arroz. O sistema de água será duplo, com encanamentos de água potável e não potável, o segundo, usado para descargas e irrigação, por exemplo. Cerca de 80% do lixo será reciclado e até os dejetos serão processados e reutilizados como adubo.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. http://institutofuturista.blogspot.com/2006/11/dongtan-cidade-sustentvel.html
  2. http://greenpeace.blogtvbrasil.com.br/2007/03/23/dongtan-china--ecocidade
  3. http://portalexame.abril.com.br/revista/exame/edicoes/0902/mundo/m0138834.html
  4. http://blog.educacional.com.br/default_imprimir.asp?idpost=21356&idBLOG=5514&idusuario=

Ligações externas[editar | editar código-fonte]