Doroteia Sofia de Neuburgo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Doroteia Sofia de Neuburgo
Doroteia Sofia pintada por um artista desconhecido.
Governo
Vida
Nascimento 5 de Julho de 1670
Morte 15 de Setembro de 1748 (78 anos)

Doroteia Sofia de Neuburgo, ou do Palatinado-Neuburgo, (5 de Julho de 167015 de Setembro de 1748) foi a sexta filha do Eleitor Palatino, Filipe Guilherme de Neuburgo, e de sua mulher, a landegravina Isabel Amália de Hesse-Darmstadt.

Três das suas irmãs foram consortes de prestigiados monarcas europeus: Leonor Madalena de Neuburgo, que em 1676 casou com o imperador da Alemanha, Maria Sofia Isabel de Neuburgo, que em 1687 casou com o rei de Portugal, e Maria Ana de Neuburgo, que em 1690 casou com o rei de Espanha.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascida no Palácio de Neuburgo, era a décima quarta dos dezassete filhos de seus pais, sendo a sexta rapariga. Além das três irmãs acima identificadas, havia uma outra irmã Hedvide Isabel Amélia que veio a casar com o Príncipe herdeiro da Polónia, tornando-se nora do rei João III Sobieski.

Entre os seus irmãos destacam-se João Guilherme, Eleitor Palatino e Carlos III Filipe, Eleitor Palatino, que, sucessivamente, sucederam ao pai no governos dos seus Estados, para além de Francisco Luís de Neuburgo, Grão-Mestre da Ordem Teutónica.

Doroteia Sofia era loura, de olhos azuis e alta. Era também conhecida por ser arrogante, ambiciosa, autoritária e sem sentido de humor.

Em 17 de Setembro de 1690, casou com Eduardo, Príncipe herdeiro de Parma, herdeiro do trono do Ducado de Parma e Piacenza. As festividades da boda foram as mais esplêndidas que alguma vez ocorreram em Parma. Nos três anos que durou o casamento, o casal teve dois filhos, um filho, morto na infância, e uma menina, Isabel Farnésio (Elisabetta Farnese), futura rainha consorte de Espanha.

O príncipe Eduardo morreu em 6 de Setembro de 1693, apena um mês após a morte do filho. Em 7 de Dezembro de 1696, Doroteia Sofia casou com o meio-irmão de Eduardo, Francisco Farnésio, que se tornara Duque de Parma pela morte do pai em 1694.

O seu segundo casamento foi decidido uma vez que Francisco Farnésio não pretendia devolver o dote de Sofia Doroteia caso ela voltasse a casar. Apesar disso, não houve descendência deste casamento.

Francisco morreu em 1727 e, quando o seu único irmão, António Farnésio, também morreu, sem descendência, em 1731, o Ducado acabou por ser herdado pelo neto mais velho de Sofia Doroteia, o príncipe Carlos de Bourbon, na altura apenas com 16 anos. Doroteia Sofia tornou-se regente até 1735, quando o ducado veio a ser cedido à Áustria, após a Guerra da Sucessão da Polônia.

Morreu em Parma em 1748 e foi sepultada no Santuário de Santa Maria della Steccata.

Descendência[editar | editar código-fonte]

Do seu primeiro casamento com o príncipe Eduardo, nasceram duas crianças:

  1. Alexandre Inácio (Alessandro Ignazio) (6 de Dezembro de 1691 - 5 de Agosto de 1693) morto na infância;
  2. Isabel (Elisabetta) (25 de Outubro de 1692 - 11 de Julho de 1766) que veio a casar com Filipe V de Espanha, com geração.

Títulos e honras[editar | editar código-fonte]

  • 5 Julho de 1670 - 17 de Setembro de 1690 Sua Alteza Sereníssima a Condessa Palatina Doroteia Sofia de Neuburgo
  • 17 de Setembro de 1690 - 6 de Setembro de 1693 Sua Alteza a Princesa herdeira de Parma
  • 6 de Setembro de 1693 - 7 de Dezembro de 1696 Sua Alteza a Princesa herdeira viúva de Parma
  • 7 Dezembro de 1696 - 26 de Maio de 1727 Sua Alteza a Duquesa de Parma
  • 26 de Maio de 1727 - 15 de Setembro de 1748 Sua Alteza a Duquesa viúva de Parma

Referências/Fontes[editar | editar código-fonte]