Doutor Meia-Noite

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde setembro de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Doutor Meia-Noite
200px

Dados da publicação
Publicado por DC Comics
Primeira aparição All-American Comics # 25 (Abril de 1941)
Criado por Charles Rezeinstein e Stanley Josephs Aschmeier
Características do personagem
Alter ego Charles McNider
Afiliações Sociedade da Justiça
All-Star Squadron
Base de operações New York City, Nova Iorque
Causa Assassinado pelo extemporâneo
Codinomes conhecidos Starman
Habilidades Ele é um cego que possui uma visão especial, com as bombas blecaute ele pode enxergar e atacar seus adversários.
Projecto Banda desenhada  · Portal da Banda desenhada

Doutor Meia-Noite é o nome de dois super-heróis fícticios da DC Comics. Em ambas encarnações, são famosos como membros da Sociedade da Justiça. A Doutora Meia-Noite também é relacionada, mas não participou da Sociedade da Justiça.

Doutor Meia-Noite I (Charles McNider)[editar | editar código-fonte]

Primeira aparição em All-American Comics #25 (April 1941).

O Doutor Charles McNider era um médico que foi chamado pela polícia para salvar uma testemunha-chave de um processo contra o crime organizado, que havia sido baleada por um assassino profissional. Enquanto McNider realizava a cirurgia, o assassino descobriu que sua vítima havia sobrevivido e invadiu o hospital, jogando uma granada na sala de operação que matou a testemunha e cegou McNider.

Após uma longa recuperação, McNider, incapaz de continuar sendo médico, dedicou-se a escrever artigos denunciando os crimes da máfia com a ajuda da enfermeira Myra Manson, por quem se apaixonou. Um dia, uma coruja atravessou a janela de McNider e, assustado, ele tirou as ataduras que cobriam seus olhos apenas para descobrir que ele podia enxergar perfeitamente em completa escuridão.

Adotando a coruja como seu mascote, McNider criou um par de visores que o permitiam enxergar na claridade e um arsenal de bombas-blecaute que liberavam um densa fumaça negra onde McNider podia enxergar com clareza, e assumiu a identidade do super-herói Doutor Meia-Noite, levando os criminosos que o cegaram à justiça.

Ele eventualmente juntou-se à Sociedade da Justiça, onde agiu até o fim da Segunda Guerra Mundial, quando Myra foi morta por seu arquiinimigo, o Sombreador. Culpando-se pela morte dela, McNider caçou o assassino e em seguida abandonou o manto de Doutor Meia-Noite para tornar-se o segundo Starman, mas por pouco tempo. Em seguida, ele passou a tocha para uma de suas alunas, a Doutora Beth Chapel.

McNider voltou a ser o Doutor Meia-Noite por um breve perído e foi enviado ao lado dos outros membros-fundadores da SJA para o Limbo, onde ficou durante anos enfrentando um demônio. Poucos meses após ser libertado pelo super-herói Tempus, McNider foi morto pelo vilão Extemporâneo, que o envelheceu até a morte ao lado de dois outros integrantes da equipe durante a Zero Hora.

Doutora Meia-Noite (Beth Chapel)[editar | editar código-fonte]

Primeira aparição em Infinity Inc. #19 (October 1985).

A Doutora Beth Chapel foi uma das alunas de Charles McNider, o primeiro Doutor Meia-Noite. Durante a Crise nas Infinitas Terras, o hospital onde ela trabalhava foi atingido por um terremoto e ela foi cegada pela explosão de um tanque de oxigênio enquanto tentava salvar um paciente. McNider, que havia tornado-se um mentor para a jovem, usou implantes cibernéticos para recuperar parte de sua visão. Seus olhos tornaram-se muito sensíveis à claridade, mas ela podia enxergar perfeitamente na escuridão.

McNider deu à Chapel seus visores e ela tornou-se a Doutora Meia-Noite. Nessa época, ela conheceu Rick Tyler, o segundo Homem-Hora, e os dois se apaixonaram. Eles eventualmente entraram para a Corporação Infinito, uma equipe formada pelos descendentes da Sociedade da Justiça da América, onde trabalharam juntos por muitos anos. Infelizmente, Rick contraiu um tumor cerebral devido à pílula Miraclo que usava para ganhar superpoderes durante uma hora e, enquanto ele estava congelado em um ponto específico do tempo, esperando que o andróide Matthew Tyler encontrasse uma cura para sua doença, Chapel atendeu a um chamado do governo americano para uma missão secreta e acabou sendo morta pelo demônio Eclipso, que planejava destruir a humanidade.

Doutor Meia-Noite II (Pieter Cross)[editar | editar código-fonte]

Primeira aparição em Doctor Mid-Nite #1 (1999).

O Dr. Pieter Cross foi aluno de Charles McNider, o primeiro Doutor Meia-Noite, que ajudou sua mãe a dar à luz. Um dia, Cross descobriu que o Trio Terrível, três antigos inimigos do Batman, haviam fundado uma companhia e estavam vendendo uma variação altamente viciante e tóxica do anabolizante Veneno nas ruas da cidade de Pouthsmort, chamada A39. Os criminosos descobriram sobre a investigação de Cross, o raptaram, injetaram a droga em sua corrente sanguínea e o colocaram sob o volante de um carro. Cross voltou a si momentos antes do carro colidir com uma loja, matando uma mulher no processo e cegando-o. Porém, assim como McNider, Cross descobriu que era capaz de enxergar perfeitamente no escuro. Adotando os visores especiais e as bombas-blecaute de McNider, Cross tornou-se o novo Dr. Meia-Noite e levou o Trio Terrível à justiça.

Como Dr. Meia-Noite, Cross criou uma fundação que acolhia crianças de ruas e outras pessoas menos favorecidas e lhes dava abrigo, morada e trabalho trabalhando em uma rade de hospitais fundada por ele. Ele também modificou os visores de McNider, adicionando Visão de Raios-X à sua lista de capacidades, e modificou seu uniforme para poder carregar bisturis e outras ferramentas médicas, tornando-se o primeiro cirurgião super-heróico.

O Dr. Meia-Noite eventualmente juntou-se à Sociedade da Justiça da América, onde teve um breve romance com Dinah Lance, a Canário Negro, e forjou grandes amizades com Michael Holt, o Sr. Incrível, e Bruce Wayne, o Batman. Ele recuperou brevemente sua visão graças ao Velho Deus Gog, que eventualmente o deixou cego novamente. Nesse breve período, Cross percebeu que podia ajudar muito mais pessoas como o Dr. Meia-Noite e ficou grato por voltar a ser cego.

Ícone de esboço Este artigo sobre Banda desenhada da DC Comics é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.