Doutrina Sinatra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Frank Sinatra com Ronald Reagan pouco antes de interpretar My Way na Casa Branca

Doutrina Sinatra foi o jocoso nome dado por Gennady Guerasimov, porta-voz do presidente da antiga URSS, Mikhail Gorbatchev, para a nova estratégia de política externa que vinha a ser adotada, em substituição à política adotada pelo seu antecessor, Leonid Brejnev.[1]

A frase fazia menção a uma famosa canção de Frank Sinatra, My Way, em que cada um agiria "à sua maneira", e que seria traduzida como o fim do controle central pelo Kremlin das repúblicas satélites da extinta URSS.[1]

Com o tempo, e a desintegração do Bloco Socialista capitaneado por Moscou, a expressão passou a ser usada para designar a política de Gorbatchev que permitiu a Queda do Muro de Berlim, a emancipação dos países do Leste Europeu ou a retirada das tropas comunistas do Afeganistão, a partir de 1988.[2]

Referências

  1. a b Miguel Bas (8 de novembro de 2009). Queda do Muro de Berlim pôs à prova reforma política de Gorbachov. Página visitada em 2 de janeiro de 2010.
  2. Gonçalo Trindade; Paulo Bernardo Leal; Rogério Antunes. A decisão da retirada soviética do Afeganistão. Página visitada em 2 de janeiro de 2010.

Ver também[editar | editar código-fonte]