Dracena (planta)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Dracaena)
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaDracena

Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Liliopsida
Ordem: Asparagales
Família: Ruscaceae
Género: Dracaena
Espécies
Ver texto
Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Dracena (planta)

Dracena (do latim Dracaena, por sua vez do grego δράκαινα, "dragoa"[1] ) é um género botânico pertencente à família Ruscaceae.

Na classificação taxonômica de Jussieu (1789), Dracaena é o nome de um gênero botânico, ordem Asparagi, classe Monocotyledones com estames perigínicos.

É conhecida em algumas regiões do Brasil pelo nome de nativo ou peregum e muito utilizada em água sagrada pela cultura afro-brasileira.[2]

Peregum ou Nativo Orossi
Dracena

Espécies[editar | editar código-fonte]

As dracenas podem se dividir em dois grupos, de acordo com seu porte:

Um grupo de espécies com o porte de árvores, que crescem em regiões áridas e semi-desérticas, conhecidas por árvore-do-dragão ou dragoeiro.

Um grupo de espécies com o porte de arbustos, que crescem em locais assombreados de florestas tropicais, conhecidas por dracenas; são populares como plantas caseiras.

Várias outras espécies anteriormente em Dracaena são agora incluídas no genus Cordyline.[3]

Usos[editar | editar código-fonte]

O dragoeiro deve o seu nome à cor da seiva produzida pela D. draco e pela D. cinnabari, que depois de oxidada por exposição ao ar forma uma resina pastosa de cor vermelho vivo que foi comercializada na Europa com o nome do sangue-de-dragão ou drago. O sangue-de-dragão moderno, entretanto, é mais comumente feito a partir das palmas Daemonorops.

Algumas espécias como D. deremensis, D. fragrans, D. godseffiana, D. marginata, e D. sanderiana são muito usadas como plantas caseiras e em decoração de jardins. Também muito utilizado pela cultura afro-brasileira na iniciação dos ritos de passagem Iniciação Ketu.

Uso medicinal[editar | editar código-fonte]

O sangue-de-dragão era usado na antiguidade em fármacos (sob o nome de sanguis draconis) e em tinturaria, constituindo nos tempos iniciais de povoamento europeu da Macaronésia, em especial das Canárias, um importante produto de exportação.[4]

Referências

  1. Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa: dracena
  2. José Flávio Pessoa de Barros – Eduardo Napoleão - Ewé Òrìsà - Uso Litúrgico e terapêutico dos Vegetais nas casas de candomblé Jêje-Nagô, Editora Bertrand Brasil.
  3. Nomes de Dracenas. Multilingual Multiscript Plant Name Database. (em inglês)
  4. Yronwode, C.. Hoodoo Herb & Root Magic. [S.l.]: The Lucky Mojo Curio Co., Forestville, CA, 2002. ISBN 0-9719612-0-4.
Ícone de esboço Este artigo sobre plantas é um esboço relacionado ao Projeto Plantas. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.