Dralion

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ato balet on light de Dralion em Viena.

Dralion é um espetáculo que está em excursão pelo mundo do Cirque du Soleil. Seu mais recente tour está ocorrendo nos Estados Unidos. Seu tema é o conflito entre o ocidente e o oriente. O nome combina dois caracteres populares no mundo oriental: o dragão representando o oriente, e o leão, representando o ocidente.

Dralion excursionou pelo Japão até Junho de 2008. Eles então viajaram em direção a Austrália parando em Sydney, Canberra, Brisbane, Perth e Melbourne. As performances começaram em Sydney em Julho de 2008 sobre o Grand Chapiteau.

Criadores[editar | editar código-fonte]

Personagens[editar | editar código-fonte]

  • Azala (ar)
Azala é a Deusa do ar. Ela é a responsável pelo sol e a guardiã da imortalidade. Como Azala voa pelo mundo de Dralion, ela assiste tudo por cima do céu e protege todos aqueles que vão para lá e que estão vestidos de azul.
  • Gaya (Terra)
Gaya é a Deusa da Terra. Ela possuí dentro de si o calor humano (fogo) e o frescor, vitalidade de vide (água).
  • Oceano (água)
Oceano é a Deusa da Água. Com sua dança exótica, ela tem o poder de controlar todas as águas do mundo. Ela é delicada e sensual em um mundo de verde.
  • Yao (fogo)
O guia para os demônios de fogo, ele comanda o ritmo do show. Ele simboliza tanto o bem quanto o mal. Ele enxerga a vida em vermelho vivo.
  • Os Vozes (A força do Âme)
As vozes de Dralion cantam em línguas inventadas na qual apenas o Cirque du Soleil detêm a chave. Seus misteriosos ecos acentuados vagam pelo tempo: as forças do Âme simbolizam a última harmonia entre os quatro elementos.
  • Dralions
Essas excêntricas, e míticas criaturas parecem sair pulando das obscuridades de nossas imaginações.
  • Os Palhaços
Tudo é maravilhoso no melhor dos mundos.
  • Pequeno Buddha
O Pequeno Buddha é a criança escolhida. Embora ele detenha forças especiais que o irão permitir eventualmente se tornar uma Âme-Força, ele sonha em ser apenas uma criança comum.

Atos[editar | editar código-fonte]

  • Todos os atos são do passado
  • Animation
  • Single Handbalancing
  • Bamboo Poles
  • Juggling
  • Trampoline
  • Duo Trapeze
  • Ballet on Lightbulbs
  • Aerial Hoops
  • Dralions
  • Foot Juggling
  • Spirits
  • Aerial Pas De Deux
  • Hoop Diving
  • Skipping Ropes
  • Final

Atos Extintos

  • Contortion with Bowls
  • Les Voila!

Música[editar | editar código-fonte]

As músicas são uma fusão de sons do Oriente e Ocidente acústico e eletrônico, com modificações quanto ao rítmo. As influências variam de melodias Indianas à sons da Andalusia, África, Europa Central, e do Oriente. Os instrumentos utilizados no CD são bateria, violino, cordas, teclado, guitarra e intruções percussionistas.

Abaixo as faixas da trilha sonora do espetáculo, na ordem em que elas aparecem no CD. Depois do título de cada faixa está o nome da performance em que as músicas pertencem.

  1. Stella Errans (Single Hand-balancing)
  2. Ombra (Foot Juggling / Contortion with Bowls, acts in rolation)
  3. Spiritual Spiral (Interlude)
  4. Miracula Æternitatis (Spirits)
  5. Bamboo (Bamboo Poles)
  6. Ballare (Aerial pas de deux)
  7. Ravendhi (Teeter-board)
  8. Ninkou Latora (Double Trapeze)
  9. Aborigenes Jam (Hoop Diving)
  10. Hinkò (Ballet on Lightbulbs)
  11. Kamandé (Skipping Rope)

Música por Violaine Corradi.

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]