Dulce I da Provença

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes (desde fevereiro de 2014). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Dulce I

Dulce I (c. 1090 - 1127), condessa da Provença e viscondessa de Milhau, de Gévaudan e de metade de Carlat, era filha de Gilberto I de Gévaudan, e de Gerberga da Provença, e esposa do conde Raimundo Berengário III de Barcelona. Em 1112, ela herdou o condado da Provença de sua mãe. Casou-se com Raimundo Berengário em Arles, em 3 de fevereiro daquele ano, e eles tiveram sete filhos:

  1. Raimundo Berengário IV (1113 - 6 de agosto de 1162), conde de Barcelona;
  2. Berengário Raimundo I da Provença (c.1114 - março de 1144);
  3. Bernardo (c.1116 - 1117), que morreu novo;
  4. Berengária (c.1116 - janeiro de 1149), casada com Afonso VII de Castela;
  5. Estefânia (c.1118 - ?), casada, primeiro, com Centulo II de Bigorra, e, depois, com Raimundo Arnaldo II, visconde de Dax;
  6. Mafalda, casada com Guilherme IV de Castellvell;
  7. Almodis (c.1126 - 1175), casada com Pôncio II de Cevera.

Em 1113, Dulce cedeu seus direitos sobre a Provença e os viscondados de Milhau e de Gévaudan a seu esposo. O casamento deu à Casa de Barcelona grandes vantagens na Occitânia e colocou-a em conflito com os condes de Toulouse, com quem uma partição da Provença foi acertada, em 1125, pouco antes da morte de Dulce. Sua morte deu início a um período de instabilidade na Provença. Um ramo cadete da Casa de Barcelona estava previsto para governar, mas uma sucessão disputada começou as Guerras Baussenques (1144-1162), que terminou com uma vitória da Provença. Os descendentes de Dulce e Raimundo Berengário governariam o condado até a morte de Beatriz da Provença, em 1267.

Precedida por:
Gerberga
Condessa da Provença
Viscondessa de Gévaudan, de Milhau e de Carlat

(com Raimundo Berengário I)

1112 - 1130
Sucedida por:
Raimundo Berengário I