Duque de Abercorn

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O título Duque de Abercorn foi criado no Pariato da Irlanda em 1868 e conferido a James Hamilton, 2° Marquês de Abercorn. Este artigo contém também os Condes e os Marqueses de Abercorn, todos nomeados a partir de Abercorn, West Lothian, na Escócia. "Abercorn" é pronunciado "Avercorn".

Em reconhecimento de sua lealdade, Jaime VI da Escócia (futuro Jaime I da Inglaterra) conferiu a Hon. Claud Hamilton, terceiro filho de James Hamilton, 2° Conde de Arran, o título Lorde Paisley. Seu filho James Hamilton foi titulado Lorde Abercorn em 5 de abril de 1603. Em 10 de julho de 1606, foi feito 'Conde de Abercorn e 'Lorde de Paisley, Hamilton, Mountcastell e Kilpatrick, todos no Pariato da Escócia.

Seu sucessor, o 2° Conde de Abercorn, foi adicionalmente titulado Barão Hamilton de Strabane, no Pariato da Irlanda, a 8 de maio de 1617. Em 1633, entretanto, ele renunciou esta dignidade a seu irmão; os herdeiros do irmão herdaram o condado e outros títulos em 1680, na pessoa de Claud Hamilton, 4° Conde de Abercorn. Em 1691, na Irlanda, ele foi logrado e a Baronia de Strabane, confiscada. Contudo, seu irmão, Charles Hamilton, 5° Conde de Abercorn, recuperou o título em 1692.

O sexto conde, em sua acessão, foi um baronete irlandês, "de Dunalong no Condado de Tyrone, e de Nenagh no Condado de Tipperary" (1660). Adicionalmente, ele foi titulado Barão Mountcastle e Visconde Strabane, no Pariato da Irlanda, a 2 de setembro de 1701. O sétimo conde tornou-se o primeiro dos Condes de Abercorn a ser investido um Conselheiro Privado, tendo sido apontado tanto no Conselho Privado irlandês como no inglês.

Em 24 de agosto de 1786, o oitavo conde foi feito Visconde Hamilton, de Hamilton, no Pariato da Grã-Bretanha. Foi sucedido por seu sobrinho, que em 15 de outubro de 1790 foi feito Marquês de Hamilton, também no Pariato da Grã-Bretanha, depois de ter ocupado um lugar na Câmara dos Comuns, como um membro do parlamento por East Looe e por St Germans. Foi feito Cavalheiro da Ordem da Jarreteira em 1805.

O segundo Marquês de Hamilton, que tinha recebido a Ordem da Jarreteira em 1844, serviu como Lorde-tenente da Irlanda de 1866 a 1868 (e novamente entre 1874 e 1876). Em 10 de agosto de 1868, durante seu primeiro termo, foi feito Marquês de Hamilton, de Strabane, e Duque de Abercorn (no Pariato da Irlanda). Seu sucessor, o segundo duque, continuou a tradição da família, sendo condecorado com a Ordem da Jarreteira em 1892. O terceiro duque serviu como um membro da parlamento por Derry e como Governador da Irlanda do Norte, recebendo a Ordem de São Patrício e a Ordem da Jarreteira. Atualmente, o detentor do Ducado de Abercorn é James Hamilton, 5° Duque de Abercorn.

Os títulos subsidiários acima, Marquês de Hamilton e Visconde Strabane, são respectivamente os títulos de cortesia do herdeiro aparente do duque e do filho do herdeiro do duque.

Os Duques de Abercorn reclamam o título francês de Duque de Châtellerault, por serem herdeiros masculinos do segundo conde de Arran, a quem foi conferido o título em 1548]pelo rei Henrique I da França.

O sítio principal da família é Baronscourt, perto de Strabane, no Condado de Tyrone.

Lordes Paisley (1587)[editar | editar código-fonte]

Condes de Abercorn (1606)[editar | editar código-fonte]

Marqueses de Abercorn (1790)[editar | editar código-fonte]

Duques de Abercorn (1868)[editar | editar código-fonte]

Herdeiro aparente: James Harold Charles Hamilton, Marquês de Hamilton (n. 1969)
Herdeiro aparente de Lorde Hamilton: James Alfred Nicholas Hamilton, Visconde Strabane (n. 2005)