Duque de St Albans

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O título nobiliárquico Duque de St Albans foi criado no Pariato da Inglaterra em 1684, para o 1° Conde de Burford, então com catorze anos de idade. Carlos II tinha aceitado Burford como seu filho ilegítimo com a atriz Eleanor Gwynn (comumente conhecida por Nell), e concedeu-lhe um ducado, assim como havia concedido os ducados de Richmond, Lennox, Buccleuch e Grafton aos seus outros filhos bastardos.

Os títulos subsidiários do Duque são: Conde de Burford, no Condado de Oxford (1676), Barão de Heddington, no Condado de Oxford (1676) e Barão Vere, de Hanworth no Condado de Middlesex (1750). O condado e a baronia de Heddington estão no Pariato da Inglaterra, enquanto que a baronia de Vere está no Pariato da Grã-Bretanha.

O filho mais velho e herdeiro do Duque de St Albans é conhecido pelo título de cortesia Conde de Burford, e o filho mais velho e herdeiro de Lorde Burford é conhecido como Lorde Vere.

Os recentes Duques de St Albans não detêm uma grande propriedade. Entretanto, algumas foram Bestwood, em Northamptonshire, e Upper Gatton, em Surrey.

Duques de St Albans (1684)[editar | editar código-fonte]

Herdeiro aparente: Carlos Francis Topham de Vere Beauclerk, conde de Burford (n. 1965)
Herdeiro aparente de Lorde Burford: James Malcolm Aubrey Edward de Vere Beauclerk, Lorde Vere (n. 1995)

Barões Vere (1750)[editar | editar código-fonte]

Para mais Barões Vere, veja os Duques de St Albans acima