E. R. Dodds

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Eric Robertson Dodds (Banbridge, Condado de Down, 1893 - Oxford, 1979), que assinou todas as suas obras como E.R. Dodds, foi um historiador irlandês, especializado na história da Antiga Grécia. Recebeu em 1912 uma bolsa para estudar no University College, da Universidade de Oxford.

Segundo Dodds, o período arcaico da história grega é dividida em:

  • Cultura da vergonha: tudo o que se faz é influenciado pelas opiniões dos outros e à busca da fama e da cultura descritos nos poemas homéricos, principalmente na Ilíada.
  • Cultura da culpa: é o pensamento da vontade de Deus, agindo de forma a não ofender ou atrair a sua ira. Este modelo de cultura entrou em campo na segunda parte do período arcaico e Dodds identifica os dois deuses Apolo e Dioniso, que indicou o caminho para escapar da culpa, Apolo enviar o seu respeito pela tradição como um elemento de salvação, ao contrário de Dionísio, na transgressão e no futuro de liberdade e de libertação da escravidão.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Publicou numerosas obras, entre as quais The Greeks and the Irrational (1951), traduzida para a língua portuguesa como Os Gregos e o Irracional (Gradiva, Portugal [1988], e Editora Escuta, Brasil).