EMD BB40-2

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa (desde agosto de 2012). Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Considere utilizar {{revisão-sobre}} para associar este artigo com um WikiProjeto e colocar uma explicação mais detalhada na discussão.
EMD BB40-2
EMD BB40-2
EMD BB45-2 da EFVM, pintura Banco Real
Propulsão Diesel-Elétrica
Projetista EMD
Fabricante EMD
Modelo BB40-2
Classificação AAR B+B-B+B
Comprimento 20,98 metros
Largura 3,127 metros
Altura 4,753 metros
Peso da locomotiva 170 toneladas
Tipo de combustível Diesel
Capacidade de combustível 12.000 – 15.000 litros
Fabricante do motor EMD
Motor primário EMD 16-645-E3
Alternador AR10
Motores de tração 6 × General Motors D31
Tamanho dos cilindros V16
Tipo de transmissão 62:15
Velocidade máxima 65 mph (105 km/h)
Potência total 3.000 hp (2.240 kW)

BB40-2 é uma locomotiva EMD SD40-2 adaptada à truques B+B-B+B (8 eixos com motores) ao invés dos originais C-C (6 eixos com motores). Desenvolvidas para a brasileira Estrada de Ferro Vitória-Minas (EFVM), as SD40-2 foram compradas de ferrovias norte-americanas e canadenses para operar nos pesados trens de minério desta ferrovia, mas importantes fatores obrigaram à grandes transformações nas EMD SD40-2. A bitola original standard (1.435mm) destas máquinas foi alterado para bitola métrica (1.000mm), mas o que determinou a utilização de 8 eixos foi a limitação de carga por eixo da ferrovia (25t). Como estas máquinas possuem 180t, o que dá 30t/eixo, houve a necessidade de adaptação de truques B+B-B+B o que dá 22,5t/eixo, sem a necessidade de redução do peso da locomotiva, que prejudicaria sua aderência.

Por serem articulados, permitem que a locomotiva faça curvas de raio muito reduzido, com mais facilidade até que a original C-C, além da vantagem de se ter mais poder de tração já que sua potência de 3000 hp fica dividida pelos 8 motores ao invés de 6, proporcionando mais uniformidade na entrega de potência.

Importante dizer que motor diesel e o gerador de tração não foram alterados, assim como diversos outros componentes como por exemplo a distância de centro de pião e compressor para os freios. Os motores de tração originais GM D77/87 tiveram que ser substituídos por motores GM D31 por serem menores e caberem dentro do eixo de bitola métrica.

São montados em truques especialmente fundidos para elas na Cruzaço, e cada par de truques apoiado sobre uma travessa, denominada Spam-boster. O custo dessa transformação gira na casa dos R$150.000,00, o que não a tornou popular com locomotivas mais baratas como a C30-7 e C36-7.

Algumas locomotivas passaram pelas mesmas alterações que a SD40-2 passou para se tornar BB40-2, aqui estão elas:

De EMD SD40T-2 para BB40T-2

De EMD SD45-2 para BB45-2

  • Lembrando que essas já estão com motores 16-645 e não mais 20-645 e potência de 3000 hp e não mais 3600 hp, os motores de 20 cilindros eram menos confiáveis e consumiam muito combustível.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]