ET Bilu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde Janeiro de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

O ET Bilu (como ficou conhecido popularmente) é uma personagem midiática, tida por alguns como uma criatura extraterrestre que se manifesta em algumas partes do Brasil, mas com maior frequência no município de Corguinho, no estado do Mato Grosso do Sul. O assunto ganhou popularidade em 2010, após ser abordado por várias emissoras de televisão como SBT, Rede Record, TV Bandeirantes e RedeTV!; nas quais as matérias foram conduzidas pela equipe ufológica do chamado Projeto Portal, idealizado e gerenciado pelo paulista Urandir Fernandes de Oliveira.

Em certas reportagens, foram feitas imagens não muito nítidas da suposta criatura humanoide, que alega saber falar qualquer língua humana do planeta Terra e utiliza uma característica voz infantil para, de acordo com ela própria, provocar uma sensação de tranquilidade, pois a voz infantil acalma, ao contrário de uma voz adulta. Tal característica fez o ET Bilu virar um fenômeno na internet, com diversas paródias de suas manifestações e imitações de sua voz.

Descrição[editar | editar código-fonte]

Segundo informações do Projeto Portal e segundo informações de entrevistas com a suposta criatura, Bilu teria forma humanoide, com aproximadamente 1,40 m de altura, embora possa expandir seu "corpo físico" para dar a impressão de ter um tamanho maior. Também utiliza um reator em sua mão, que possibilita a ele levitar, teletransportar-se e poder estar em vários lugares ao mesmo tempo, através de holografia.

Bilu é descrito como sendo brincalhão e, embora tenha alegados 4.011 anos de idade, ele ainda se considera apenas um "adolescente".[1]

O assunto na mídia[editar | editar código-fonte]

Durante o ano de 2010, o suposto extraterrestre ganhou a atenção de algumas das principais emissoras de televisão no país, sendo abordado em vários programas. Ainda em 2011, Bilu continua fazendo aparições na mídia; ganhou um site próprio e um tabloide virtual ("Jornal do Bilu"), onde opina sobre teletransporte, terremotos e comida orgânica.[2]

Conexão Repórter (SBT)[editar | editar código-fonte]

O programa investigativo comandado por Roberto Cabrini, sob o tema OVNIs: Arquivo Secreto, abordou pela primeira vez o assunto na televisão, ao visitar a fazenda do Projeto Portal no município de Corguinho.[3] Segundo os idealizadores do projeto, nessa fazenda está se construindo uma cidade que será chamada de Zigurats (provável alusão aos zigurates da Babilônia).[4] Toda a sua construção estaria sendo orientada à equipe do projeto por seres extraterrestres. O programa exibiu imagens do suposto ET Bilu, filmadas pelo próprio Projeto Portal.

Domingo Espetacular (TV Record)[editar | editar código-fonte]

A equipe do Domingo Espetacular visitou a fazenda e as instalações do Projeto Portal no município de Corguinho, onde foi recebida pelo próprio Urandir Fernandes[5] , o fundador do projeto, que afirma ser ufólogo e paranormal.[6] A equipe foi então conduzida por Urandir para um determinado local na mata, a fim de tentarem um contato com a criatura. Por fim, o contato foi realizado, registraram-se filmagens do contato da equipe com o suposto Bilu, que apareceu atrás de uma moita, e essas imagens foram exibidas na reportagem.

Custe o Que Custar (Bandeirantes)[editar | editar código-fonte]

O programa humorístico-jornalístico CQC, numa reportagem especial apresentada no quadro CQC Investiga, enviou o repórter Danilo Gentili até Corguinho para examinar o assunto.[7] Ao lado de Urandir, Danilo Gentili apresentou algumas das instalações do Projeto Portal no local e, assim como a equipe do Domingo Espetacular, foi conduzido até o local de encontro com o suposto ET Bilu. Lá, Danilo e seu cinegrafista tiveram contato com Bilu, que novamente não saiu de trás da moita da mata. Após a exibição da reportagem, que foi dividida em dois blocos, uma paródia do ET Bilu apareceu no palco do programa.

Superpop (RedeTV)[editar | editar código-fonte]

Em 14 de dezembro de 2010, o programa Superpop promoveu uma discussão sobre o alegado alienígena. Os convidados de Luciana Gimenez foram hostis e sarcásticos com Urandir Fernandes, levando-o a reagir com irritação várias vezes. A equipe do programa contratou um especialista em efeitos visuais para reproduzir a cena da criatura falando atrás de uma moita na reportagem feita pela produção, em Corguinho[8] .

Documentário The Test of the Shell[editar | editar código-fonte]

Em junho de 2011, foi anunciada a produção do documentário The Test of the Shell, com o suposto intuito de investigar a veracidade da existência da criatura.[9] O vídeo foi dirigido por Fernando Motolese, que foi um dos responsáveis pela criação do vídeo "Save Galvão Birds Campaign", piada com o locutor Galvão Bueno, lançada durante a Copa do Mundo da Fifa de 2010, e que teve cerca de 1,5 milhão de acessos no YouTube.[2]

Críticas[editar | editar código-fonte]

O suposto ET é visto como uma farsa por parte de cientistas e ufólogos brasileiros, e é fortemente criticado por fomentar pseudociência e a descrença na ufologia.[10] Para eles, Bilu seria uma invenção de Urandir Fernandes de Oliveira, responsável pelo Projeto Portal, onde foram realizadas as gravações. É possível verificar que em supostas aparições do "ET Bilu", que aplicando alguns filtros na imagem captada, há uma grande semelhança entre o vulto na mata e o próprio Urandir, que estaria escondido entre a mata e disfarçando sua própria voz utilizando pretextos falsos para reforçar sua criação. Uma das observações seria a de o "ET Bilu" falar com voz infantil para provocar sensação de tranquilidade (o que seria disfarçar a voz de Urandir) e também de não aparecer para o público ao invés de chocá-los — que seria porque sua farsa seria, então, revelada. A verificação com filtros nas imagens foram feitas pelo perito forense Ricardo Molina de Figueiredo, assim como também foram avaliadas pelo ufólogo Paulo Aníbal e não deixam dúvidas: o "ET Bilu" é uma farsa.

Segundo Pedro Dreher, que foi assessor do Projeto Portal de 1999 a 2004, Urandir "inventava uma coisa grandiosa [todo semestre]". De acordo com Ademar José Gevaerd, editor da revista UFO, o nome Bilu seria uma referência a um gato seu, devido a um de seus comentários: "...truques dele [Urandir] eram tão ruins que nem meu gato Bilu acreditaria".[2] A Urandir também são atribuídos outras farsas no campo da ufologia.[11]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Projeto Portal. Quem é Bilu, afinal?. Página visitada em 16-11-2010.
  2. a b c KAZ, Roberto (26 jun. 2011). Suposto alienígena aparece em terreno sob disputa judicial. Folha.com.
  3. Conexão Repórter - SBT. Ovnis Arquivo Secreto. Página visitada em 16-11-2010.
  4. Projeto Portal. Complexo Turístico Zigurats. Página visitada em 16-11-2010.
  5. Domingo Espetacular - Rede Record. Conheça a comunidade no MS que afirma estar em contato com seres extraterrestres. Página visitada em 16-11-2010.
  6. Projeto Portal. Urandir Fernandes de Oliveira. Página visitada em 16-11-2010.
  7. BAND. CQC investiga o mistério do E.T. Bilú. Página visitada em 16-11-2010.
  8. Vídeo do programa Superpop. Acessado em 18 de dezembro de 2010.
  9. Amanda Demetrio (09/06/2011). Documentário busca a verdade sobre o ET Bilu; veja (em português). Folha.com.
  10. Paulo R. Poian (13 out 2010). Conexão Reporter abordou de forma autêntica 'as Ufologias'. UFO.
  11. A. J. Gevaerd. Urandir Uses His Creativity to Intensify Deception.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]