E (linguagem de programação)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
E
Paradigma Multi-paradigma: orientada a objetos, Troca de mensagens
Surgido em 1997
Criado por Mark S. Miller
Estilo de tipagem: Dinâmica e forte
Influenciada por Joule, Original-E, Java
Página oficial http://erights.org/

E é uma linguagem de programação orientada a objetos para segurança de computação distribuída, criada por Mark S. Miller, Dan Bornstein e outros da comunidade de eletricistas em 1997. E é descendente principalmente de uma linguagem concorrente, o Joule e do Original-E, um conjunto de extensões da linguagem Java para computação distribuída[1] . A linguagem E combina programação baseada em troca de mensagens com a sintaxe do Java.

Exemplos de código[editar | editar código-fonte]

A sintaxe do E é similar a do Java, além de também ter alguma semelhança com Python e Pascal.

Programa Olá Mundo
println( "Olá mundo!" )
Função para fazer fatorações
def factorial( n :int  ) :int {
    if ( n == 0 ) {
        return 1
    } else if ( n > 0 ) {
        return n * factorial( n - 1 )
    } else {
        throw( "invalid argument to factorial: " + n )
    }
}

Referências

  1. Original-E: Foundations for Social Virtual Realities erights.org. Página visitada em 19 de junho de 2012.
Ícone de esboço Este artigo sobre programação de computadores é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.