easyJet Airlines

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde novembro de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
EasyJet logo.svg
easyJet
IATA
U2
ICAO
EZY
Indicativo de chamada
EASY
Fundada em 1995
Principais centros
de operações
Londres (Gatwick, Luton e Stansted), Edimburgo, Glasgow, Berlim (Schönefeld), Liverpool, Newcastle, Belfast, Dortmund, East Midlands, Lisboa, Paris (Charles de Gaulle e Orly), Milão (Malpensa), Bristol, Lyon, Manchester



Frota 181 (45 encomendas) (em Novembro de 2010) aeronaves
Destinos 123 (em Novembro de 2010) localidades
Companhia
administradora
EasyJet plc.
Sede Luton, Reino Unido
Pessoas importantes Stelios Haji-Ioannou (Fundador), Carolyn McCall (CEO), Cor Vrieswijk (COO), Jeff Carr (CFO)
Sítio oficial www.easyjet.com
easyJet Switzerland
IATA
DS
ICAO
EZS
Indicativo de chamada
TOPSWISS
Fundada em 1999
Principais centros
de operações
Basileia, Genebra (Corintin)



Frota 15 (em Outubro de 2010) aeronaves
Destinos 41 (em 2010) localidades
Companhia
administradora
EasyJet plc.
Sede Meyrin, Suiça
Sítio oficial www.easyjet.com
Hangar 89, a sede da EasyJet

A easyJet, nome oficial EasyJet Airline Company Limited, é uma companhia aérea de baixo custo (low cost) britânica com sede em Luton, no Reino Unido. A empresa-mãe, a EasyJet plc, está cotada na Bolsa de Londres (LSE: EZJ) e no índice FTSE 250. Actualmente voa para mais de 120 destinos em toda a Europa, tem bases (hubs) em cerca de 20 aeroportos europeus e é composta por uma frota com mais de 180 aviões. Também é uma das companhias aéreas que registou maior crescimento em termos de expansão de frota e destinos na Europa nos últimos anos. A low cost britânica, foi a primeira companhia estrangeira a efectuar voos domésticos em Portugal, em Outubro de 2008, quando deu início à rota Lisboa - Funchal. É ainda a segunda companhia, em número de voos e passageiros, no aeroporto da Portela em Lisboa e irá abrir durante o Inverno 2011/2012 a sua 20ª base europeia naquele aeroporto.

História[editar | editar código-fonte]

A companhia aérea foi estabelecida em 1995, ano em que também iniciou as suas operações. Foi criada pelo magnata cipriota baseado no Reino Unido, Sir Stelios Haji-Ioannou (conhecido como Stelios). Juntamente com a EBA- Eurobelgian Airlines (actual Virgin Express / Brussels Airlines) e a Ryanair, foi uma das pioneiras na introdução do conceito low cost na Europa. Começou a voar com dois aviões Boeing 737-200 a partir da sua primeira e principal base, o aeroporto de Londres Luton, para Glasgow e Edimburgo.

O modelo low cost da empresa era baseado na companhia norte-americana Southwest Airlines, a companhia aérea mundialmente mais conhecida como a primeira das low cost. Ao longo da década de 90, a empresa teve um crescimento moderado mas estável, estabeleceu mais rotas a partir da base de Luton e abriu novas rotas para cidades no continente europeu. Em 1998 adquiriu a TEA Switzerland e criou em regime de "franchising" a Easyjet Switzerland, com voos de baixo custo a partir de Genebra e Basileia, na Suíça.

Naquela altura, a Ryanair ainda não era a sua principal rival e havia acordos de entendimento, de não competirem nas mesmas rotas. Tudo isto mudou, quando a maior companhia aérea britânica, a British Airways, criou a Go Fly, uma low cost que voava a partir do aeroporto de Londres Stansted (na altura, a base principal da Ryanair) para destinos populares na Europa. Houve grande oposição por parte da Easyjet, que lançou campanhas de boicote à Go Fly. Estas campanhas resultaram e a Go Fly foi comprada pela Easyjet em 2002. Foi também o ano em que a empresa decidiu expandir agressivamente e abrir novas bases com novos destinos em toda a Europa, nomeadamente na Alemanha. A frota também foi radicalmente expandida, principalmente quando a companhia fez uma mega-encomenda de mais de 150 aviões Airbus A 319 ao fabricante europeu de aviões Airbus.

Actualmente, a empresa tem vinte bases em aeroportos por toda a Europa e tem como principal concorrente a companhia low cost Ryanair. Ambas já competem em alguns destinos e temporariamente lançam campanhas de publicidade comparativa para cativar passageiros, o que gerou bastante polémica e queixas em tribunais europeus. Uma das campanhas mais polémicas foi feita pela Ryanair em 2004, quando anunciou que por cada milhão de libras de prejuízos da Easyjet, a Ryanair oferecia um milhão de bilhetes aéreos gratuitos (o passageiro apenas paga as taxas de aeroportos e o bilhete tem o custo simbólico de um cêntimo de Euro, Dólar ou Libra). No entanto, em comparação com a Ryanair, a Easyjet voa para aeroportos principais das cidades enquanto que a Ryanair opta pelos aeroportos secundários. A Easyjet desfruta também um maior nível de satisfação no Reino Unido por parte dos passageiros, em comparação com a Ryanair, nomeadamente no que diz respeito ao atendimento do cliente e compensação aos passageiros em casos de cancelamentos de voos.

Uma das campanhas mais recentes de competição entre as duas companhias na Península Ibérica foi a criação de uma base de operações em simultáneo no aeroporto de Madrid Barajas em finais de 2006.

Em Outubro de 2007, a Easyjet anunciou a compra da companhia aérea GB Airways Ltd., juntando à rede Easyjet a sua frota de Airbus A320 e A321, e à sua vasta rede de destinos. Deste modo, a Easyjet opera actualmente com 181 aeronaves.

No dia 18 de Outubro de 2010, a Easyjet anunciou oficialmente a criação da sua 20ª base (hub) no aeroporto de Lisboa, através de uma cerimónia onde foi apresentado o primeiro avião da empresa que irá efectuar operações a partir deste aeroporto. A nova base ficará operacional a partir do Inverno 2011/2012, inicialmente com 2 aviões a efectuarem voos a partir de Lisboa (com expectativa de aumentar para 7 aviões), a abertura de 10 novos destinos, e criando 2000 novos postos de trabalho directos e indirectos, através de um investimento de cerca de 300.000.000 Euros. A empresa irá efectuar todas as suas operações de partida de voo a partir do Terminal 2 do aeroporto de Lisboa. Desta forma, a Easyjet passará a oferecerer 25 destinos regulares directos a partir de Lisboa, reforçando a sua posição como segunda principal companhia aérea no aeroporto de Lisboa.

Destinos[editar | editar código-fonte]

Presença em Portugal[editar | editar código-fonte]

A Easyjet serve a partir dos três principais aeroportos de Portugal continental (Faro, Lisboa e Porto) e a partir do aeroporto da Madeira (Funchal) várias cidades europeias com voos diários e semanais:

A partir de Faro: Belfast, Bristol, Doncaster Sheffield, Genebra, Glasgow, Liverpool, Londres (aeroportos de Gatwick, Luton e Stansted), Newcastle e Paris (aeroporto de Orly).

A partir da Madeira (Funchal): Lisboa, Bristol, Londres (Stansted e Gatwick).

A partir de Lisboa: Barcelona, Basileia-Mulhouse-Freiburg, Berlim (aeroporto de Schönefeld), Bristol, Edimburgo, Genebra, Liverpool, Londres (aeroportos de Gatwick e Luton), Lyon, Madeira (Funchal), Madrid, Milão (aeroporto de Malpensa), Paris (aeroporto Charles de Gaulle), Roma (Aeroporto de Fiumicino) e Toulouse. A nova base (hub) de Lisboa, que está plenamente operacional desde Abril de 2012, permitiu criar 10 destinos regulares adicionais à oferta actual (passando a efectuar voos para 25 destinos regulares).

A partir do Porto: Basileia, Genebra, Londres (aeroporto de Gatwick), Lyon, Milão (aeroporto de Malpensa) e Paris (aeroporto Charles de Gaulle).

Frota[editar | editar código-fonte]

Os aviões Airbus da Easyjet são especiais porque os compartimentos onde supostamente se guardam as refeições foram trocados por tanques extra de combustivel, visto que a companhia não serve comida em seus voos, isto faz com que os Airbus da Easyjet tenham o maior alcance que qualquer outro na Europa.

Avião da Easyjet.

A frota da Easyjet é composta pelos seguintes tipos de aeronaves:

EasyJet Fleet
Aeronaves Em Serviço Encomendas Nº de passageiros
Airbus A319-100 154* 156
Airbus A320-200 56 15 180
Airbus A321-200 0 0 210
Boeing 737-700 0 0 149

* Inclui 21 aeronaves em serviço na Easyjet Switzerland.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]