Economia da Califórnia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
O PIB da Califórnia é semelhante ao da Espanha e da Itália.

A Economia da Califórnia é a oitava/nona maior economia do mundo,[1] se os estados dos Estados Unidos forem comparados com outros países.[2] [3] Em 2008, o Produto Interno Bruto era de cerca de US$ 1,85 trilhões, o que representa cerca de 13% do PIB dos Estados Unidos.[4] Em segundo lugar está o Texas e em terceiro Nova Iorque.[5]

História[editar | editar código-fonte]

Economia até 1848[editar | editar código-fonte]

Bandeira da República da Califórnia, que foi um país por um mês.

Os índios do Estado viviam da pesca e da coleta de mariscos na costa, e no interior viviam da agricultura e caça. Na segunda metade do século 18, a agricultura e o artesanato espanhol ganharam força na região. No século seguinte a Califórnia se tornou um dos estados mais ricos dos EUA.

Corrida do ouro[editar | editar código-fonte]

Em 1848 iniciou-se no estado a corrida ao ouro, que foi um dos principais fatores que levaram a Califórnia a tornar-se estado em 1850. A corrida ao ouro atraiu garrimpeiros de todo o mundo, principalmente vindos da Europa. A corrida do ouro marcou o início do crescimento populacional do estado, cresceu aproximadamente 400% entre 1840 a 1850. A agricultura cresceu em larga escala,[6] nos anos de 1870 e 1880, a Califórnia se tornou líder na produção de trigo.[7]

Rapidamente foram construídas novas estradas, escolas e igrejas.[8] Entre 1847 a 1870 a população de São Francisco passou de 500 para 150.000 habitantes.[9] O aumento da população e da riqueza melhorou os canais de comunicação da Costa Leste dos Estados Unidos. A construção da Ferrovia do Panamá concluída em 1855, foi uma das principais realizadas na época.[10] Foram beneficiados com a construção da ferrovia os setores de turismo e indústrias.[11]

Industrialização[editar | editar código-fonte]

Petrolífera perto de Los Angeles, cerca de 1923.

Em 1869, foi concluído a Primeira Ferrovia Transcontinental, que foi financiada em partes pela arrecadação da Corrida do ouro na Califórnia,[12] a ferrovia conectava o Estado a parte central e leste dos Estados Unidos.

No início do século 20, o petróleo foi descoberto no Condado de Los Angeles, e em outras partes da Califórnia, tornando mais lucrativa as indústrias do sul do Estado. Entre 1900 a 1936 a Califórnia foi o estado que mais produzia petróleo.[13] As primeiras décadas do século 20, nasciam empresas cinematográficas, entre elas a MGM, Universal e Warner Brothers, que comprou todas as terras da atual Hollywood, que vai se tornando o maior centro da indústria cinematográfica americana.

A Grande Depressão atingiu a Califórnia nos anos trinta, em 1931 o desemprego afeta mais de 700 mil pessoas, metade do Condado de Los Angeles.[14] Na década de 1940, um vírus destrói a maioria das plantações de citros.[13]

O crescimento da Califórnia passa novamente a ser maior do que dos Estados Unidos,[15] devido principalmente a agricultura e do desenvolvimento das indústrias de defesa. Com seu clima mediterrânico, terra barata, e sua grande variedade de paisagens, atrai muitos turistas americanos. A estrada Lincoln, a primeira rota transcontinental da América construiu veículos a motor, concluída em 1913, é um fator chave no desenvolvimento da indústria e do turismo no Estado: na verdade ele se conecta Nova York a San Francisco, de efeitos semelhantes após o estabelecimento da Rota 66 em 1926. Em 1940, o carro passa a ser um símbolo da Califórnia.[16] No início dos anos 1930, a área do show business se expandiu seu império no rádio, o sul da Califórnia se tornou um grande centro de produção televisiva: é o lar de muitos canais e redes como a NBC e CBS. Em 1947, a produção agrícola supera a de outros estados.[13]

Soldado trabalhando no Kaiser Richmond.

Durante a Segunda Guerra Mundial, o estado assume a sua importância no esforço de guerra: bases de treinamento foram estabelecidos na Califórnia (especialmente no sul), incluindo a indústria da aviação, que tem 300 000 funcionários distribuídos entre empresas como Douglas Aircraft Company e Lockheed, que é o primeiro no país. San Diego, Long Beach e a baía de San Francisco sediam a maior parte dos estaleiros do país. O influxo do trabalho estimula a indústria da construção. Depois da guerra, imóveis substitui o óleo e a agricultura como a principal área de atividade no sul da Califórnia. O governo está modernizando sua economia que está crescendo: em Los Angeles, a primeira estrada em todo oeste dos EUA, a Freeway 110, foi concluída em 1953, e em 1955, abriu a Disneylândia em Anaheim.

Durante o pós-guerra, o "Golden State" viu uma expansão comercial e industrial sem precedentes. A adoção de um Plano Diretor para o Ensino Superior em 1960 permite o desenvolvimento de um sistema de educação pública de forma muito eficaz através da Universidade da Califórnia. Pela criação da força de trabalho educada, a Califórnia atrai os investidores, especialmente em áreas relacionadas com alta tecnologia. Que recebe fundos federais para pesquisa e desenvolvimento.[13]

Alta tecnologia[editar | editar código-fonte]

O Vôo Dryden Research Center da NASA, na Base de Edwards no Sul da Califórnia

No ano de 1970, a Califórnia viu o desenvolvimento de indústrias de alta tecnologia em Silicon Valley.[13] A Califórnia, como o resto do Cinturão do Sol, se beneficia do relativo declínio industrial do Nordeste dos Estados Unidos. O emprego industrial aumentou de 260.000 em 1937 para 722.000 dez anos mais tarde.[17] A internacionalização da economia e o crescimento do Leste Asiático estimulou o intercâmbio.[18] Em 1965, ela ultrapassa o Estado de Nova Iorque em exportações de bens manufaturados.[13]

Com o fim da Guerra Fria e as dificuldades das companhias aéreas, a força de trabalho industrial começou a declinar. As indústrias da aviação sofrem um declínio relativo na década de 1990.[13] Hoje, o poder industrial da Califórnia é comparável à de países europeus menores. Mas, no contexto da globalização, ela enfrenta a concorrência de outros lugares, incluindo a Ásia (Bangalore, por exemplo). A crise manifestou-se em perdas de emprego de alta tecnologia, especialmente no Vale do Silício entre 2001 a 2003.

Referências

  1. http://www.msnbc.msn.com/id/16600877/ns/business-us_business/
  2. Largest state GDPs in the United States - California Texas New York Florida. EconPost.com (November 11, 2009). Página visitada em March 9, 2010.
  3. California economy ranking among world economies. EconPost.com (November 8, 2009). Página visitada em March 9, 2010.
  4. Regional Economic Accounts (interactive tables). Bureau of Economic Analysis. Página visitada em January 31, 2010.
  5. May 2011 Fortune Magazine www.fortune.com
  6. (em inglês) Kevin Starr (2005), California: a history. New York: The Modern Library, p.110–111.
  7. (em inglês) Kevin Starr (2005), California: a history. New York: The Modern Library, p.150
  8. (em inglês) Kevin Starr (1973). Americans and the California dream: 1850–1915. New York and Oxford: Oxford University Press, p. 69–75.
  9. (em inglês) Population of the 100 Largest Urban Places: 1870, U.S. Bureau of the Census
  10. (em inglês) Harper's New Monthly Magazine, mars 1855, Volume 10, Issue 58, p. 543
  11. Jacques Binoche, Histoire des États-Unis, Paris, Ellipses, 2003, ISBN 978-2-7298-1451-9, page 133
  12. (em inglês) James J. Rawls et Richard J. Orsi (eds.) (1999), A golden state: mining and economic development in Gold Rush California, California History Sesquicentennial, 2. Berkeley and Los Angeles: University of California Press, p. 278–279.
  13. a b c d e f g (em inglês) Article « California ». Página visitada em 29-07-2009.
  14. James Worthen, Governor James Rolph and the Great Depression in California, McFarland, 2006, p.121
  15. The Human Tradition in California, Clark Davis, David Igler, Rowman & Littlefield, 2002, p.147
  16. Kevin Starr, Embattled Dreams: California in War and Peace, 1940-1950, Oxford University Press, 2003, ISBN 978-0-19-516897-6, p.4
  17. R. Brunet (dir.), Géographie Universelle…, p.156
  18. Predefinição:Article, p.769

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Economia da Califórnia
Ícone de esboço Este artigo sobre economia é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.