Edema pulmonar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Edema pulmonar
Classificação e recursos externos
CID-10 J81
CID-9 514
DiseasesDB 11017
MedlinePlus 000140
eMedicine med/1955 radio/581
Star of life caution.svg Aviso médico

Edema pulmonar (do grego οἴδημα, transbordar) é o acúmulo de fluido nos pulmões diminuindo a eficiência das trocas gasosas (O2 e CO2) podendo resultar em insuficiência respiratória. É uma das emergências médicas mais frequentes e pode ser fatal em poucas horas. É uma consequência comum de problemas cardíacos, vasculares ou por distúrbios da pressão pulmonar.

Causas[editar | editar código-fonte]

O edema agudo de pulmão surge de forma abrupta, frequentemente como complicação de uma insuficiência cardíaca congestiva, taquicardia ou taquiarritmia, infarto agudo do miocárdio extenso com comprometimento grave da função ventricular esquerda ou estádios terminais de neoplasias.

Também pode ser causado por obstrução das vias respiratórias gerando aumento da pressão pulmonar oara mais de 25mmHg (o normal é 15mmHg) e drenagem do plasma sanguíneo dos capilares pulmonares. Além disso, pode ter causas neurológicas que prejudiquem a regulação da respiração pelo centro pneumotáxico como uma convulsões ou neurotoxina.[1]

Problemas cardíacos[editar | editar código-fonte]

O edema pulmonar cardiogênico ocorre pela incapacidade do coração em receber todo o volume de sangue que o pulmão normalmente drena pelas veias pulmonares para manter suas atividades de troca de gás carbônico por oxigênio. Dessa forma pode ser consequência de[2] :

Não-cardíacos[editar | editar código-fonte]

O edema pulmonar também pode ser causada por[3] :

Sinais e sintomas[editar | editar código-fonte]

O principal sintoma do edema pulmonar obviamente é a dificuldade de respiração, causando incapacidade do paciente de permanecer deitado, mas também pode incluir[4] :

  • Tosse com sangue (classicamente rosa e espumosa),
  • Suor excessivo (sudorese),
  • Muita ansiedade,
  • Tonteira,
  • Palidez,
  • Inchaço nas pernas;
  • Dedos e lábios azulados (cianose);
  • Pressão arterial elevada.

Tratamento[editar | editar código-fonte]

Star of life caution.svg
Advertência: A Wikipédia não é consultório médico nem farmácia.
Se necessita de ajuda, consulte um profissional de saúde.
As informações aqui contidas não têm caráter de aconselhamento.

O tratamento tem três objetivos: em primeiro lugar, melhorar a função respiratória, que é o mais urgente; em segundo lugar, tratar a causa subjacente, que no caso de pneumococos pode ser feito com antibióticos e em terceiro lugar, evitar maiores danos ao pulmão. Caso não tratado nas primeiras horas o edema pulmonar, especialmente no quadro agudo, pode levar à insuficiência respiratória e cardíaca, frequentemente fatal. Quando o problema é insuficiência cardíaca, medicamentos inotrópicos positivos são usados para melhorar a contratilidade do coração, como os digitálicos. Em casos graves também pode ser necessário ventilação mecânica.[5]

O tratamento depende da causa, mas baseia-se na maximização da função respiratória com máscaras de oxigênio, geralmente usando entubamento e ventilação mecânica e no controlo da situação patológica que o originou. Diuréticos também podem ajudar a diminuir o problema a médio praz, especialmente quando há inchaço das pernas.[6]

Referências

  1. What Is Pulmonary Hypertension? From Diseases and Conditions Index (DCI). National Heart, Lung, and Blood Institute. Last updated September 2008. Retrieved on 6 April 2009.
  2. Ware LB, Matthay MA. Acute pulmonary edema. N Engl J Med 2005;353:2788-96. PMID 16382065.
  3. http://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/pulmonary-edema/basics/causes/con-20022485
  4. http://www.nlm.nih.gov/medlineplus/ency/article/000140.htm
  5. http://www.nlm.nih.gov/medlineplus/ency/article/000140.htm
  6. http://www.patient.co.uk/health/pulmonary-oedema