Edgard Guimarães

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Edgard Guimarães é um quadrinista, fanzineiro e crítico de histórias em quadrinhos brasileiro.

Engenheiro eletrônico, Guimarães começou a desenhar histórias em quadrinhos em 1979[1] . Em 1982, lançou o seu primeiro fanzine, PSIU. Colaborou com diversas revistas, como Circo, Mestres do Terror, Comix e Piratas do Tietê[2] .

Seu fanzine QI - Quadrinhos Independentes ganhou 13 vezes o Prêmio Angelo Agostini da categoria entre 1995 e 2010. Seus textos críticos publicados ao longo de dez anos foram reunidos no livro Entendendo a linguagem das HQs, editado também de forma independente em 2010[3] .

Prêmios[editar | editar código-fonte]

  • Troféu Risco - Melhor Fanzine Especial (1988)
  • Prêmio Angelo Agostini - Troféu Jayme Cortez de incentivo aos quadrinhos (1993, 1994, 1995, 1996, 1999, 2000 e 2006); Melhor Fanzine (1995, 1996, 1997, 1999, 2000, 2001, 2002, 2003, 2004, 2005, 2008, 2009 e 2010).

Livros publicados[editar | editar código-fonte]

  • Fanzine - Série Quiosque nº 2. Ed. Marca de Fantasia, 2005
  • Algumas leituras de Príncipe Valente - Série Quiosque nº 10. Marca de Fantasia, 2005
  • O que é História em Quadrinhos Brasileira - Série Quiosque nº 12. Marca de Fantasia, 2005.
  • Estudos sobre História em Quadrinhos - Série Quiosque nº 24. Marca de Fantasia, 2010[4] .
  • Entendendo a linguagem das HQs - EGO, 2010.

Referências

  1. Algo sobre fanzines. KPlus, 1 de março de 2000
  2. Edgard Guimarães. Gibindex
  3. Entendendo a Linguagem das HQs. Impulso HQ, 19 de abril de 2010
  4. Marca de Fantasia - Livros


Ícone de esboço Este artigo sobre autor ou ilustrador de banda desenhada é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.