Edifício Master

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Edifício Master
 Brasil
2002 •  cor •  110 min 
Direção Eduardo Coutinho
Roteiro Eduardo Coutinho
Elenco moradores do Edifício Master
Género documentário
Idioma português
Página no IMDb (em inglês)

Edifício Master é um filme documentário brasileiro de 2002, dirigido pelo cineasta Eduardo Coutinho, sobre um antigo e tradicional edifício situado em Copacabana, na cidade do Rio de Janeiro, que tem 12 andares, 23 apartamentos por andar, 276 apartamentos conjugados e em média 500 moradores no prédio inteiro[1] .

Eduardo Coutinho foi um dos documentaristas mais destacados de sua geração[2] , e se caracteriza pela forma direta na produção de seus documentários, sem a utilização de muitos efeitos.

Na produção de Edifício Master, o diretor e sua equipe mantiveram-se durante três semanas dentro do edifício[3] , literalmente morando lá, com a intenção de que ocorresse uma ambientação entre a equipe que produzia o documentário e os moradores. Com o intuito de conhecer melhor as pessoas ali residentes, eles chegaram a entrevistar um total de 37 moradores, extraindo historia intimas e pessoais de cada um deles e estes foram escolhidos para serem os personagens principais do filme. A gravação do documentário durou 7 dias e se ocupou de gravar o cotidiano destas pessoas. Apesar do edifício Master estar localizado em uma área nobre da cidade do Rio de Janeiro, em Copacabana, a maioria de seus moradores pertence às classes médio-baixa e baixa, principalmente comparando com a realidade da sociedade carioca. Os moradores do edifício são pessoas provenientes de diversos locais e origem, com idades diversas, e com diversas histórias de vida, mas habitando todas em um mesmo local. Estes mesmos moradores raramente se vêem, ou nem sabem da existência um do outro[4] [5] .

A identidade dos moradores, suas particularidades, suas condições e formas de vida são retratada no edifício através de sua estrutura física, com misteriosos corredores. O ambiente é de decadência. Uma palavra que caracteriza o filme Edifício Master é diversidade.

Principais prêmios[6] [editar | editar código-fonte]

Festival de Gramado 2002

  • Venceu na categoria de melhor documentário.

Grande Prêmio Cinema Brasil 2003

  • Indicado nas categorias de melhor documentário, melhor diretor e melhor roteiro original.

Festival de Havana 2003

  • Venceu na categoria de melhor documentário.

Margarida de Prata 2003

  • Venceu na categoria de melhor documentário

Troféu APCA 2003

  • Venceu na categoria de melhor documentário.

Mostra Internacional de Cinema São Paulo 2002

  • Prêmio da crítica de melhor documentário.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]