Edifício

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Edificação)
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde junho de 2009)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
Ranking das cidades com maior número de edifícios (acima de 100 metros).[1]
3. Tókio,  Japão
3. Tókio,  Japão
5. Shangai,  China
5. Shangai,  China

Um edifício (ou popularmente prédio) é uma construção com a finalidade de abrigar atividades humanas. Cada edifício caracteriza-se pelo seu uso: habitacional, cultural, de serviços, industrial, entre outros.

Conceito de edificação: São construções de uma forma geral: casas, prédios, apartamentos, galpões, viadutos, igrejas, ginásios de esportes, fortes, aeroportos, torres de comando, farol sinalizador, posto de gasolina, usinas hidroelétricas, usinas nucleares, indústrias, estações de tratamento de água e etc. Enfim, é a forma genérica de se referir a qualquer das instalações / obras acima.

Todo edifício costuma ser considerado uma obra arquitetônica, apesar de alguns críticos afirmarem que ele apenas o é quando seu projeto possui certas intenções que vão além do simples raciocínio construtivo e incluem certas considerações estéticas, funcionais, sociais e culturais. No entanto há arquitetos, como Renzo Piano, que dizem não haver diferença entre obra arquitetônica e simples construção.

Normalmente se instituem, na maior parte dos países do mundo, marcos legais específicos sobre a atividade edilícia em seus territórios, atribuindo aos arquitetos a função de projetar e executar os edifícios. Eventualmente essa atribuição também é dada ou permitida aos engenheiros civis, o que pode causar alguma antipatia entre alguns profissionais. No Brasil, por exemplo, existe um consenso prático de que o projeto do edifício é de responsabilidade do arquiteto, enquanto sua construção é atribuição do engenheiro.

Quanto à regulação e à fiscalização da construção em si, em geral cabe aos municípios a definição da legislação de edificações e obras, bem como de instâncias que realizem tal papel. No Brasil, as prefeituras comumente promulgam um Códigos de Obras e Edificações que definem regras mínimas de salubridade e de impacto ambiental dos edifícios a serem projetados em suas cidades, assim como a leis de uso e ocupação do solo, que determinam o que pode efetivamente ser construído em cada lugar. Desta forma, o edifício é também uma preocupação do urbanismo e do planejamento urbano.

Elementos dos edifícios[editar | editar código-fonte]

O edifício, do ponto de vista de sua construção é tradicionalmente visto como um sistema orgânico, munido de órgãos (ou subsistemas) interdependentes cuja cooperação é essencial para o seu adequado funcionamento. É possível identificar os seguintes elementos (órgãos) componentes do edifício: fundações (ou infraestrutura); superestrutura; vedos; cobertura; caixilharia; paramentos (revestimentos em geral); e os diversos sistemas prediais adaptados a cada situação (em geral as instalações elétricas, instalações hidráulicas, ar condicionado, etc).

Arranha-céu[editar | editar código-fonte]

Arranha-céu ou arranha-céus é a denominação popular de edifícios dotados de uma altura singular frente aos seus demais e de uma forma geral apresentando formatos de torre. Estes prédios normalmente possuem caráter multifuncional, sendo capazes de abrigar estabelecimentos residenciais, comerciais, de serviços, entre outros. A sua presença no espaço urbano, quando destacada de tecidos urbanos dotados de menor gabarito (altura média das edificações), constitui-se em geral como uma referência ou marco para a cidade.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • L'HERMITE, Robert. Ao Pé do Muro. São Paulo: SENAI, 1978.
  • INTERNATIONAL ORGANIZATION FOR STANDARDIZATION. ISO 6241: performance standards in building - principles for their preparation and factors to be considered. 2000.
  • MILA, Ariosto. O Edifício. São Paulo: FAUUSP, 1987.
  • REBELLO, Yopanan C. P. - Concepção Estrutural e Arquitetura. São Paulo: Zigurate Editores, 2000

Referências

  1. M. Gerometta, P. Kazmierczak, M. lacey, P. Oldfield, A. Wood. Tall Buildings In Numbers. World's Tallest 50 Urban Agglomerations. CTBUH Journal, 2009, issue II. http://www.ctbuh.org/HighRiseInfo/TallestDatabase/50TallestAgglomerations/tabid/1006/language/en-GB/Default.aspx

Ver também[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Edifício

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre construção civil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Edifício