Eduardo I Farnésio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Eduardo I Farnésio
Duque de Parma e Placência
Duque de Castro
Odoardo Farnese.jpg
Eduardo I
Governo
Consorte Margarida de Médici
Casa Real Casa Ducal de Parma
Dinastia Farnésio
Vida
Nascimento 28 de Abril de 1612
Parma, Flag of the Duchy of Parma.svg Ducado de Parma e Piacenza
Morte 11 de setembro de 1646 (34 anos)
Placência, Flag of the Duchy of Parma.svg Ducado de Parma e Piacenza
Filhos Rainúncio II Farnésio
Alexandre Farnésio
Horácio Farnésio
Pedro Farnésio
Pai Rainúncio I Farnésio
Mãe Margarida Aldobrandini

Eduardo Farnésio (em italiano Odoardo Farnese) (Parma, 28 de Abril de 1612 – Piacenza, 11 de Setembro de 1646) foi duque de Parma e Placência e duque de Castro de 1622 a 1646.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Margarida de Médicis, consorte de Eduardo I.

Eduardo foi o único filho legítimo de Rainúncio I Farnésio, Duque de Parma, e de Margarida Aldobrandini. Após o fillho ilegítimo de seu pai, e seu potencial rival, Octávio, ter sido encarcerado numa prisão, Eduardo I reinou inicialmente sob a regência do seu tio, o Cardeal Eduardo Farnésio e, após a morte deste, sob a regência de sua mãe.

Em 1628, no mesmo ano em que atingiu a maioridade, casou com Margarida de Médici (Margherita de' Medici), filha do Grão-Duque da Toscana Cosme II de Médici (Cosimo II de' Medici). O seu primeiro acto marcante como duque foi a aliança com França em 1633, contrariando a predominância espanhola no norte de Itália. Adicionalmente, solicitou empréstimos para dinamizar o seu exército, embora as suas primeiras campanhas tenham sido ineficientes: Piacenza foi ocupada por tropas espanholas, e o seu exército foi também derrotado por Francisco I de Módena. Tropas espanholas invadiram o ducado devastaram os campos sem, no entanto, montarem cerco às cidades.

Em 1637, e na ausência de auxílio francês, Eduardo foi convencido pelo Papa Urbano VIII a assinar um tratado de paz com a Espanha.

O seu agressivo governo do Ducado de Castro, um feudo dos Farnésio nos Estados Pontifícios junto à fronteira com a Toscana, que os Barberini (família à qual pertencia o Papa Urbano) ansiavam por adquirir, causou a excomunhão de Eduardo em 1641.

Em vez de tentar a reconciliação, procurou alianças com Veneza, Florença e com o Ducado de Módena, invadindo o norte do Lácio com um exército de 7.000 soldados, composto sobretudo por cavalaria, incapazes de recuperar a cidade de Castro através de um cerco. Apesar da frota dos Farnésio ter sido destruída e das constantes revoltas do Duque, na paz de 1644, Castro foi-lhe devolvida e Eduardo reconciliou-se com a Igreja Católica sendo readmitido nos Sacramentos.

Eduardo morreu subitamente em Piacenza, a sua residência favorita, em 11 de Setembro de 1646.

Casamento e descendência[editar | editar código-fonte]

Eduardo I Farnésio casou com Margarida de Médicis (Margherita de Medici) (31 de Maio de 1612 – 6 de Fevereiro de 1679) em 11 de Outubro de 1628, de quem teve quatro filhos:

  1. Rainúncio II Farnésio (1630-1694), que sucedeu a seu pai nos ducados de Parma e de Castro, com geração;
  2. Alexandre Farnésio (Alessandro Farnese) (1635-1689), Governador dos Países Baixos Meridionais , com geração ilegítima;
  3. Horácio Farnésio (Orazio Farnese) (1636-1656);
  4. Pedro Farnésio (Pietro Farnese) (1639-1677).

Ascendência[editar | editar código-fonte]

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
16. Pedro Luís Farnésio, Duque de Parma
 
 
 
 
 
 
 
8. Octávio Farnésio, Duque de Parma
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
17. Girolama Orsini
 
 
 
 
 
 
 
4. Alexandre Farnésio, Duque de Parma
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
18. Carlos V, imperador
 
 
 
 
 
 
 
9. Margarida de Áustria
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
19. Johanna Maria van der Gheynst
 
 
 
 
 
 
 
2. Rainúncio I Farnésio
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
20. Manuel I de Portugal
 
 
 
 
 
 
 
10. Duarte de Portugal, 4.º Duque de Guimarães
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
21. Maria de Aragão
 
 
 
 
 
 
 
5. Infanta Maria de Guimarães
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
22. Jaime, Duque de Bragança
 
 
 
 
 
 
 
11. Isabel de Bragança
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
23. Leonor de Mendoza
 
 
 
 
 
 
 
1. Eduardo I Farnésio
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
24. Jacopo Aldobrandini
 
 
 
 
 
 
 
12. Giorgio Aldobrandini
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
25. Bartolomea Ambrogi
 
 
 
 
 
 
 
6. Giovanni Francesco Aldobrandini, Príncipe de Carpineto
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
26. Donato Dal Corno
 
 
 
 
 
 
 
13. Margheriti Dal Corno
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
3. Margarida Aldobrandini
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
28. Salvestro Aldobrandini
 
 
 
 
 
 
 
14. Pietro Aldobrandini
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
29. Elisabeta Dati
 
 
 
 
 
 
 
7. Olímpia Aldobrandini
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
15. Flaminia Ferracci
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Precedido por
Rainúncio I
Duque de Parma e Piacenza
1622 - 1646
Armoiries Parme 1592.svg
Sucedido por
Rainúncio II
Precedido por
Rainúncio I
Duque de Castro
1622 - 1646
Sucedido por
Rainúncio II

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

Bibliografia/Fontes[editar | editar código-fonte]

  • "Italian Dynasties" de Edward Burman, Butler & Tanner Limited, primeira edição 1989, ISBN 1-85336-005-8
  • "Dynasties of the World" de John E. Morby, Oxford University Press, primeira edição 1989, ISBN 0-19-860473-4

Referências/Fontes[editar | editar código-fonte]